Governo de ressabiados

Os spin doctors da direita acharam que era boa ideia trazer algo que se passou há 30 anos para justificar a posição do governo português contra a Grécia. Na melhor linha dos ressabiados, que cá se fazem, cá se pagam. Seguindo o mesmo raciocínio, nem quero saber o que nos acontecerá devido aos bloqueios negociais que Portugal fez ao longo dos anos para obter melhores “envelopes” financeiros nos quadros comunitários.

Mas não é por vingança que o governo português assim age mas apenas porque a vitória de uma alternativa é a derrota da política “não há alternativa”, a base ideológica deste governo.

Comments

  1. ZE LOPES says:

    Os escribas do “mirone”pertencem ao grupo de uns tipos que por aí andam aos pios e que tinham, até há pouco tempo, como passatempo de estimação desdenhar daquilo a que chamavam a “Esquerda Caviar”. Depois começaram a ver que a coisa estava a tornar-se séria e passou a ser “A Esquerda Que Ainda Nos Vai Aviar”. Agora, syrizados de espanto, de uma tal dimensão que dificilmente Podemos calcular, é (ai! credo!) “A Esquerda Que Já Nos Está a Aviar”. Aliás ” A Syriza” era jocosamente representada como uma grega pouco dotada e burra. Agora travestiu-se no Syriza, um grego tão dotado que nem um burro. É certo que continuam a mandar umas postas de pescada e a enviar umas cartas e tal, mas os tempos não são os mesmos. Agora, lá pelos gabinetes, já ninguém se levanta de uma reunião sem olhar cuidadosamente em redor. E por esses corredores e alamedas afora abundam uns blasfemos amarelos e macilentos a caminhar apressadamente, sempre de costas para a parede. Está armado um 31…

Trackbacks


  1. […] do assunto e pouco importa se o governo controla ou não a dívida. Na narrativa do bom aluno, não interessa o que realmente acontece mas aquilo que a oleada máquina de propaganda governamental…. E essa será talvez a mais eficiente máquina deste governo de falsos bons alunos que, de tão […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.