Vamos ajudar a Câmara Municipal de Belmonte

Usa o novo acordo ortográfico?

Comments

  1. Helena says:

    Nao uso o Acordo Ortográfico.

  2. Maria Delfina Vasconcellos says:

    Nao uso e nunca usarei.

  3. Nuno Fradique Vieira says:

    O monstro a que alguns chamam “Novo Acordo Ortográfico” não é novo (data de 1990), não é um acordo (porque um acordo pressupõe a concordância de todas as partes) e não é ortográfico (porque a palavra grega “orthós” significa “direito”; e esta coisa é tortuosa, incoerente, ilegal e estúpida). Não uso e nunca usarei.

  4. Humberto Figueiredo says:

    Nao uso o AO.

  5. Isabel Dentinho says:

    Nunca usarei. Não tem fundamento lógico, não é constitucional, Dá tudo menos identidade ao nosso país e tudo de bom que ele tem. Não é de maneira abrupta que uma língua cresce e se transforma.


  6. eu já fui lá dizer que uso.

  7. Teresa Crispim says:

    NUUUUUNCA!!!!!!!

  8. Elsa says:

    AO90 – NUNCA ! É uma aberração completa, não uso nem nunca usarei tal aberração !

  9. ferpin says:

    Não digo que não uso porque tenho que cumprir a lei (não sou um juiz teixeira).
    O que digo é que me recuso a aprender a lidar com a coisa. Quando faço um documento oficial activo no pc o português do AO90, passo o documento por ele e pronto. Não me podem acusar de apresentar documentos que não cumprem a lei. Ao escrever tudo, não o observo.

    Aliás, penso que nós, professores, temos obrigação acrescida de cumprir a lei para darmos o exemplo. Por outro lado temos a obrigação de lutar por todos os meios legais contra o que está errado, para darmos o exemplo.

    Acho que tenho o dever de cumprir o AO90 em tudo o que a lei me obriga. Mas tenho o direito e o dever de dizer que quem pariu este aborto fez merda da grossa, eventualmente ao serviço de outros interesses que não os língua portuguesa e da união entre os povos que a falam.
    Mas aí, seria assunto de polícia e de justiça.
    E em Portugal a justiça não existe contra poderosos. E quem pariu esta coisa se não era poderoso, ficou a seguir ($$$$ percebem?)

  10. Carlos Manuel Durão says:

    Vou continuar a escrever como me ensinaram e mais nada.

  11. Lara Liz says:

    Por norma não sou a favor ou contra qualquer coisa porque sim (ou porque não), por tradição, por hábito ou preguiça de mudar, e inicialmente até tive uma certa simpatia por algo que se parecesse com uma simplificação e unificação da nossa Língua. Mas depois de ver tanta incongruência, tanta confusão (as facultatividades, as interferências na fonética, o excesso de homófonas, etc. etc.), tanta desunificação (ao invés da propalada unificação), e tudo acrescido de uma imposição arbitrária própria de uma verdadeira ditadura, depois de tudo isso, a minha simpatia inicial mudou para uma profunda antipatia e repúdio deste pseudo-acordo, que de acordo teve muito pouco. Não o uso e evito o mais possível leituras que o sigam. No Natal fui mesmo comprar livros antigos a alfarrabistas para oferecer.

  12. Rogério Maciel (@UMaciel) says:

    NUNCA !Antes Môrto que Lobotomizado !

Trackbacks


  1. […] 92%? Efectivamente: 92%. […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.