O quarto milagre de Fátima: desceu o desemprego

Estagiário_a (IEFP) - Vended_ - http___net-empregos.com_detalhe_anuncio_livre

Hoje foi dia de propaganda do IEFP. Apareceram uns números com “estimativas” do número de empregados em Portugal e tudo (sendo estas cálculos baseados em sondagens, sempre gostava de conhecer a amostra e a margem, de erro).

A malta do costume despeja aquilo com a inutilidade de quem diz ao desempregado e seus familiares que como ele se recorda ainda ontem pegou ao serviço. A chatice é que os desempregados ainda votam.

Voltando à realidade: este anúncio de um estágio pago por todos nós para alguém ir vender santinhos em Fátima, das 9h às 20h (e vais com sorte, por aqueles lados a vida nocturna é muito sossegada), é uma excelente amostra do emprego criado por este governo. Ou de como o governo subsidia o empreendedorismo, enquanto corta nas prestações sociais.

Comments

  1. Rui Silva says:

    O aumento de venda de automóveis subiu este ano 30%.
    Já se venderam cerca de100.000 viaturas este ano.

    Dá ideia que logo que arranjam emprego compram um carro.

    cumps

    Rui Silva


  2. Não acredito em milagres…
    Acredito ainda menos no IEFP…
    Portugal estaria bem melhor se não subsidiasse Fundações ou mantivesse a maioria dos Institutos, Direções-Gerais, Autoridades e afins…
    Tudo a parasitar no bolso dos suspeitos do costume…
    E quando alguém afirma que se deve reduzir o peso do Estado há logo quem apareça a bradar que defendemos o abandono de idosos, morte de doentes e coisas do género…


  3. Parece-me muito ilógico que quem não cria emprego nem contribui nada para isso(sindicatos, governo e oposição) encham o discurso publico com patacoadas permanentes sobre os meritos ou demeritos da criação de emprego (que foram os empresarios que os criaram). Alguns até se dão ao disparate de acusar os empresarios, numa autentica forma de demagogia extrema, ao melhor estilo do saudoso PREC. Deviam ter um pouco de decoro, masmo na politica.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.