Debate a propósito do livro De pé, Ó Vítimas da Dívida

Paulo Pereira

Mariana Mortágua – Temos de estar preparados a ir até ao Fim ceder implica Negar a nossa própria Existência


Mariana Mortágua – A Necessidade de ter a relação de forças para impôr o modelo que nos queremos na União Europeia


Octávio Teixeira- Para tratarmos de uma Doença temos de saber o que causou a Doença

“Apesar das escolhas que vos propomos serem escolhas duras, apesar do debate que temos de fazer ser um debate sério – e queremos fazê-lo com toda a seriedade -, podemos garantir que nós não queremos [ser], e o caminho que propomos não passará por sermos uma colónia da ‘Goldman Sachs’, por sermos uma colónia do ministro das Finanças alemão, por sermos uma colónia da Comissão Europeia, por sermos uma colónia de qualquer interesse que não o do povo português”
Mariana Mortágua

debate-de-o-vitimas-da-divida

Comments

  1. Rui Silva says:

    A esquerda consegue dizer mais oximoros por minuto que os gatos fedorentos em boa forma:
    Senão vejamos:
    Após se queixar de falta de democracia diz Mariana Mortágua – que há a Necessidade de ter a relação de forças para IMPOR o modelo que nos queremos na União Europeia.

    cumps

    Rui SIlva


  2. A M. Mortagua é uma das baixas que tenho pena não possamos contar com ela, na política portuguesa em posições de destaque. Além do inegável carisma, paixão e entrega franca, parece ser de raciocínio rápido. Pena que se perca em fantasias e miragens que se tivesses paciência em estudar o PREC português, veria que já foi percorrido por muita gente tão empenhada como ela , com o resultado = zero. E tanto que precisávamos e há campo, para propostas bem estruturadas que dessem esperança a tanta gente não faccioso que por esse país fora só aspira a governantes que não se sirvam dos bens públicos para seu gáudio.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.