Mais uma do sr. deputado Miguel Santos…

miguel_santos

Hoje o Correio da Manhã, no seu website, noticia que, ontem, o deputado do PSD, Miguel Santos, recusou submeter-se ao teste de alcoolemia depois de ter sido parado pela PSP quando seguia de moto, às 5 horas e 5 minutos da madrugada, na Avenida do Brasil, no Porto. O argumento do deputado Miguel Santos para se recusar a fazer o teste do álcool foi segundo o agente da PSP a “ imunidade parlamentar “.

Mas qual é o cidadão português que se pode recusar a fazer um teste de alcoolemia refugiando-se na “ imunidade parlamentar “? Então os deputados, governantes, conselheiros de estado, presidentes da república porque possuem imunidade parlamentar podem andar nas estradas portuguesas alcoolizados, livres de fazer testes de alcoolemia, correndo o elevado risco de matarem cidadãos portugueses que vão tranquilos e sossegados na estrada ou na via pública? E já agora estes indivíduos que ocupam estes diversos cargos públicos podem desobedecer às autoridades tendo por base a “ imunidade parlamentar “?

Mas o mais curioso é que o deputado Miguel Santos na mesma notícia disse “ Eu não tinha bebido álcool, aliás, nem bebo”. Então qual era o problema para fazer o teste da alcoolemia? Este senhor só pode estar a tentar fazer de todos os portugueses parvos.

Também curioso é que Miguel Santos apenas trazia consigo o cartão de deputado. Então não seria mais prático e prudente fazer-se acompanhar do seu cartão do cidadão? Ou será que o cartão de deputado é usado como “ arma de intimidação “ junto das autoridades? Será que o deputado Miguel Santos vai dizer que estava, às 05h05 da madrugada de um Domingo, em missão parlamentar?

Coincidência, ou talvez não, Miguel Santos é um dos conhecidos “SHM” de MAC.

Este deputado é exactamente o mesmo que na anterior legislatura na sequência de um protesto, no Parlamento, de um doente com Hepatite C, que aguardava há mais de um ano por um medicamento inovador que lhe podia salvar a vida, tenha dito que a situação em causa se tratava de ” um circo ” sublinhando ” que são pessoas que cá estão e que querem criar um incidente “. Nessa altura o cronista do Expresso, Daniel Oliveira escreveu um artigo de opinião apelidando este deputado de ” sociopata “ tendo também no programa ” Eixo do Mal ” da SIC Notícias referindo-se a toda esta desagradável situação.

Este tipo de atitudes reiteradas de Miguel Santos envergonham o Partido Social Democrata e o Parlamento, apenas possível de um indivíduo desprovido de qualquer sensibilidade humana e social, que se considera acima da lei. Aliás, este deputado tem responsabilidades acrescidas atendendo a que é vice-presidente do grupo parlamentar do PSD, Director do Jornal do Partido ” Povo Livre ” e vice-presidente da Distrital do PSD do Porto, que é presidida por Virgílio Macedo, actual Secretário de Estado Adjunto da Administração Interna, que tutela precisamente a Polícia de Segurança Pública.

Na altura do caso da comissão parlamentar da saúde dirigi uma carta aberta ao presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, a solicitar a abertura de um processo disciplinar a Miguel Santos visando a sua expulsão. Porém parece que nada foi feito.

Espero agora, que perante estes novos factos, o Presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, retire de imediato a confiança política a Miguel Santos, demitindo-o de todos os cargos políticos que exerce, nomeadamente, as funções de vice-presidente do grupo parlamentar do PSD, de director do jornal Povo Livre, de vice-presidente da Distrital do Porto do PSD e de presidente da concelhia do PSD de Valongo, sendo aberto de imediato um processo disciplinar com vista à expulsão de militante do Partido Social Democrata.

P.S. – Informo que solicitei ao Sr. Ministro da Administração Interna, Dr. João Calvão da Silva e ao Sr. Director do DCIAP, Dr. Amadeu Guerra, a abertura de um inquérito para apuramento total dos factos.

Comments

  1. Joao says:

    O Paulo não vive neste mundo.
    Acha mesmo que lhe vão dar alguma atenção?

  2. urubu says:
  3. R.J.O.m says:

    Votaste neles, pá, agora queres o quê ?
    Cada um tem o voto que merece.


  4. Está a tentar fazer de parvo aqueles que o são na realidade… é bom não esquecer.

  5. Ana Moreno says:

    Parabéns Paulo, é exactamente essa exigência de responsabilização por parte dos “responsáveis” que é tão rara e tão necessária em Portugal. Mas há logo quem a declare impensável e inútil, contribuindo assim para que continue a faltar tanto. E no entanto, ela é um pilar de qualidade da democracia. É estafado e muitas vezes injusto, dizer que os povos têm os governos que merecem; porém, a indulgência e o derrotismo com que tantos portugueses se posicionam perante a corrupção e o abuso de poder está mesmo a pedir que disso usem e abusem os que podem.

  6. martinhopm says:

    Não conheço a não ser deste blog o Paulo Vieira da Silva. Tão pouco votei, voto ou votarei no partido a que ele pertence (PSD). Mas o seu a seu dono. Reconheço-lhe coragem. Aproveito para me penitenciar, em relação ao post de Ana Moreno, pois também sou de opinião que cada povo tem o governo que merece. Esta atitude de Paulo Silva (e de muitos outros) vai em sentido oposto. Bem necessitados estamos de um povo mais esclarecido e que, sobretudo, saiba pensar pela sua cabeça, sem atentar na opinião, a maior parte das vezes, tendenciosa e parcial dos meios de comunicação social.

  7. joão lopes says:

    “envergonham o PSD” …pois é,os telhados de vidro do PSD que são tão frageis…já agora,o homem às cinco da manhã estava a tentar provar o quê? que é Homem,Deputado,Cargos em tudo o que mexe no PSD,enfim o homem esta tão “ocupado” com a politica que só chega as cinco e nem um teste de alcoolemia para justificar tanto trabalho…para o estado?

  8. eduardo ribeiro says:

    Estas atitudes, normalmente são heranças nas famílias fascistas!

  9. Nightwish says:

    Vota nos irresponsáveis e depois queixa-se…

    • Ana Moreno says:

      Irresponsáveis há-os em todos os partidos, incólumes não creio que haja. Por isso mesmo é que há que haver controle e aplicação das devidas consequências.

  10. fernanda silva says:

    Atitude nada dignificante !São estas atitudes e outras que nos conduzem ao descrédito político…

  11. Anasir says:

    Há gente que acha que ser deputado é ser inimputável… Triste…


  12. Muito lamentável !!!!!!!

  13. Águia says:

    Este maduro deve andar a mijar fora da pia,por isso seguia para casa a essa hora,depois vai como outros dormir no parlamento e caia a mesada dourada.

  14. flávio says:

    Como dizia a mãe de um deputado do tempo da outra senhora ”…o meu filho é deputado, o meu filho deputa…”

  15. antifascista says:

    Grandes Tentáculos tem este polvo (PSD/CDS)

  16. Santiago says:

    Este pensava que o alcoolímetro media corrupção…tirou o curso na privada…


  17. Este pertence ao grupo dos porcos. Uns são melhores do que os outros. A atitude do deputado parece remontar ao período salazarista. Recusou bufar e anda com cartão da AR para meter medo. Coitado. O Salazar já morreu há muitos anos e o certo é que somos todos iguais, eu, tu e ele. Percebeu, ó Sr. Deputado?

  18. António Relvas says:

    A falta de humildade e do bom senso resultou em comportamento ridículo quando muito bem poderiam ter a possibilidade de cultivar a admiração. A situação… “mandei bufar” o balão ao deputado x que logo se prontificou e até foi impecável no relacionamento; afinal nem todos os políticos são bandidos “fora da lei”, teria um impacto de opinião bem diferente. Há pessoas que “não se enxergam” ou então foi mesmo a intenção de se esquivar a fazer o teste comprometedor o que de uma remota possibilidade transita para uma potencial suspeita em relação ao teste dar +.
    Se o teste não foi feito e a suspeita era efectiva, graças à blindagem da imunidade parlamentar, o perigo rodoviário não foi impedido e continuou a circular.

  19. António Relvas says:

    Contudo sou a favor que sobre a afirmação de não beber álcool que é verdadeira.

  20. Amadeu says:

    Ó Antonio Relva, ou não o conheces, ou não sei…
    o Miguel santos anda sempre bêbado, já não é a primeira vez que é apanhado com sangue no álcool. Esse gajo devia ser expulso do parlamento e ser condenado como qualquer cidadão que se ausente sem colaborar com as autoridades.

  21. Fernando Costa Serra says:

    E o amigo, estará convencido, que essas demarches conduzirão a algo de concreto?
    Perdoe a franqueza, mas parece me que está a ser ingénuo!

  22. João carvalho says:

    Só espero e vou tentar seguir o caso em relação à asnr e shr primeiríssimo juiz o maior da referida instituição que venha a dizer e aplicar a tal dita lei mas leium caraças porque não adianta já se sabe o desfecho nem vale a pena perder mais tempo eles e a Escumalha inserindo asnr como na vida política juízes juízas e tudo farinha do mesmo saco o pequeno e que se lixa e tudo compadrio do sistema estamos num país de merda a mim só me da nojo e quando se vê notícias como estas ainda mais nojo se fica vamos a um suposto julgamento marcado para se dez horas o ou a sr de juiz vêm sempre atrasados pois a caminha sabe bem de manhã mas se for o desgraçado a chegar tarde já está lixado ainda dizem mal de Salazar hoje já não chegava um mas prai três para cada zona do país e digo isto com toda a vontade nasci em 1970 não conheci tal homem mas ao que se vê hoje estamos bem piores debaixo dum regime bem pior chamado liberdade liberdade essa para quem tem reformas informes que são um atentado a vida humana

Trackbacks


  1. […] se terá recusado a fazer o teste de alcoolemia invocando a imunidade parlamentar. O texto que publiquei na passada segunda-feira e que serviu de base aos meus pedidos de abertura de inquéritos ao sr. Ministro da Administração […]


  2. […] Miguel Santos se terá recusado a fazer o teste de alcoolemia invocando a imunidade parlamentar. O texto que publiquei na passada segunda-feira e que serviu de base aos meus pedidos de abertura de inquéritos ao sr. Ministro da Administração […]


  3. […] esta notícia solicitei ao Ministério da Administração Interna a abertura de um inquérito para apuramento total dos factos até porque este caso poderá configurar vários […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.