Efectivamente: hiperactivo

MRS

Confirma-se: Marcelo Rebelo de Sousa não disse nada daquilo que a grafia por aí (TSFSIC) adoptada poderá sugerir. Rebelo de Sousa é claro: [ativɐˈmẽtɨ] e [ipɛɾaˈtivu] e não [ɐtivɐˈmẽtɨ] e [ipɨɾɐˈtivu].

Ou seja, «activamente – corro o risco de ser considerado hiperactivo», em vez do profundamente enganador «ativamente [?] – corro o risco de ser considerado hiperativo [??]». Em ortografia portuguesa europeia, sff.

Continuação de uma óptima semana.

Comments

  1. tancredo says:

    Este não precisa de bengalas, tem um paraquedas.

  2. Ana Moreno says:

    Como parlamentarista, já um sistema semi-presidencialista em si me é muito desconfortável. Agora a perspectiva de um presidente hiperactivo é assustadora.


  3. Um tem ataques vagais; outro é hiperactivo…

    Ai, benza-nos Deus!

    • Eduardo Gaspar says:

      Gostei do seu comentário. Tal como diria um tal Prof. Martelo nota 20 ! (Com seu conhecimento vou utilizá-lo na minha cronologia no Facebook). Muito obrigado ! Cordiais saudações,

Trackbacks


  1. […] aqui vimos que foi “o risco de ser considerado hiperativo [?]”. Ora, como é sabido, “ser […]


  2. […] A hiperactividade é extremamente selectiva e, quanto ao aspecto da selectividade, convém lembrar a excelente tirada de Feynman: «I have a limited intelligence and I use it in a particular direction» — sim, direction. […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.