Brasil: golpe (de Estado) mediático em curso?

Perante a cobertura mediática da crise política no Brasil, que não se tem pautado pela isenção e que insiste em tratar de forma diferente aquilo que é igual, a televisão Al-Jazeera apresenta-nos uma nova perspectiva sobre os acontecimentos que tem marcado o Brasil, com o foco na cobertura mediática da imprensa brasileira, cujos principais órgãos de comunicação social são controlados por famílias ligadas ao regime ditatorial e, actualmente, à direita brasileira. O caso da Rede Globo e da família Marinho, que ergueu o seu gigantesco império de comunicação social com o apoio da ditadura, ilustra bem o seu posicionamento e a forma sectária como tem acompanhado a crise brasileira.

Não está em causa quem é corrupto e quem não é. Poucos são os partidos que escapam ao caso lava-jato e não faltam altos dignatários do PSDB de Aécio Neves ou do PMDB de Eduardo Cunha (ele próprio alegadamente envolvido) enfiados no processo até às pontas dos cabelos. O que está aqui em causa é a manipulação da opinião pública, que procura isentar uma parte e transformar este escândalo num processo única e exclusivamente ligado ao PT, a Lula da Silva e a Dilma Roussef, sendo que esta última não está sequer sob investigação, apesar de já sumariamente julgada nas ruas. Isto não é justiça, é um golpe mediático, corrupto na forma e no conteúdo.

Fonte: Uma Página Numa Rede Social

Comments


  1. Vivi durante dois anos no Brasil recentemente. E realmente há problemas graves na sociedade brasileira. O principal deles a falta de investimento na educação. E a pressão para o “golpe de estado” pode ser exagerada. Mas há claramente um deficit de liberdade. E os insatisfeitos não são só a direita ou a esquerda caviar. Há problemas graves que não estão a ser tidos em conta pela política, e pelos media.
    Não sei o que vai acontecer. Mas claramente algo tem de acontecer. Pelo bem das pessoas do Brasil


  2. A esquerda tem de ser exemplar. Não pode alinhar em jogos de corrupção ou favorecimento. Portanto, Lula e o PT, em geral, não têm desculpa, porque frustram um ponto essencial das politicas de esquerda: a honestidade e rectidão. Embarcando, como parece que embarcaram no lamaçal da corrupção, Lula, Dilma e C ª., devem ser censurados. Aqui não há lugar a solidariedade com vigaristas e falsários. Actue, pois, a justiça e aplique, sem dó, o rigor da lei.

    • A.Silva says:

      Justiça????? mas quais justiça???

      Aqueles juizes têm claramente uma agenda politica, o que procuram fazer não é justiça, mas conseguir através dela, aquilo que o povo lhes não deu; a Presidência da República.

      OK?


      • Não concordo. Acho sempre que as generalizações prejudicam gravemente o rigor. Há de tudo. Como em todo o lado. Quem são os “aqueles”?
        Para mim um grave é um país onde a violência e as assimetrias são dadas como certas e comuns.

        • Nascimento says:

          “Aqueles”? É simples; são os adoradores do Berlusconi brasileiro . Com o império Globo a fazer a cobertura!!!!
          Quando começa o circo para a Presidencia?2017?2018?
          Ainda vai haver muito futibol e samba até lá, com juízes a mostrar fotos com uma gajas gostosas todas sorridentes…depois tudo voltará à “normalidade”.Não é?


      • Os juízes, agora, também são candidatos à presidência? Essa não, invente outra. Lula comeu como parece que outros comeram. Portanto, à falta de outro órgão,são os tribunais que o devem julgar. E ponto final.

        • Rui Silva says:

          Mas há quem entenda que quando são socialistas tudo podem fazer. Quando são apanhados, é a agenda politica da direita…

          cps

          Rui Silva


    • Carlos Oliveira, aqui não há qualquer tipo de solidariedade com corrupto algum. Só não acho que faça sentido julgar milhares de pessoas pelos comportamentos de “meia dúzia”. Parece-me um radicalismo.

  3. M. Torres da Silva says:

    Uma pergunta: e Lula e Dilma são acusados de quê?
    Lula, parece que entrou nas contas da corrupção, po estar a receber o reembolso de entrada que deu para um triplex. É só procurar na net um artigo de Filipa Vala.
    Quanto a Dilma, é suspeita? De quê? Ah, querem sujeitá-la a “impeachment”, do qual é beneficiário directo o vice-presidente Eduardo Cunha.
    Uma pergunta adicional: no rol dos condenados e acusados de corrupção, quantos são os do PT (que os há, efectiva e tristemente)? E dos outros partidos? Estes últimos são a maioria e até se escondem em Lisboa?
    Para memória futura: “O que está aqui em causa é a manipulação da opinião pública, que procura isentar uma parte e transformar este escândalo num processo única e exclusivamente ligado ao PT, a Lula da Silva e a Dilma Roussef”.
    Acho que estou entendendo…

  4. joão lopes says:

    isto ate é bom,porque toda a gente viu como a Globo noticiou este caso,portanto a Globo e os media brasileiros fizeram um grande serviço:escacaram todo o seu sectarismo pro coroneis/ditadura militar.

  5. Rui Silva says:

    A minha recomendação para não serem influenciados pela imprensa e por blogers:

    Oiçam as escutas e vejam como Lula e Cª são “inocentes”. Tão fácil como isso, não é preciso inventar nada.

    cps

    Rui Silva

  6. J.V. says:

  7. Ainda uma pergunta. De todos os que aqui partilham a sua opinião, quantos viveram ou vivem no Brasil? Porque falar de protestos de classe alta e branca é nunca ter saído à rua nos dias dos protestos. É não ver a miséria do povo. E é acima de tudo concordar com a conversa do “Roubo, mas faço”.
    E sim, a Dilma não foi indiciada, mas ela foi a responsável máxima da Petrobraz durante sete anos, anos esses a que se refere o Lava Jacto. Então corrupta, ou incompetente… Não deixa de ser triste e trágico!

    • joão lopes says:

      da miseria do povo brasileiro já o Jorge Amado falava á muito tempo.ate agora,provas contra Lula,zero,mas já temos um juiz que tudo pode:sera legal?

Trackbacks


  1. […] oportuno, disso mesmo. A Al-Jazeera foi mais longe e revelou uma realidade desconhecida por muitos: as ligações entre os promotores do impeachment e os grandes brasões da elite brasileira, os coron…, que até há pouco tempo até integrava o governo liderado pelo PT e que, nem de propósito, é […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.