Duas ou três coisas sobre a CGD e sobre o BANIF


1. CGD

carlos costa
Carlos Costa

O momento escolhido para a apresentação do plano quanto à CGD foi típico de quem o quer fazer sem levantar ondas. Não é a primeira vez que governos apresentam medidas impopulares em situações semelhantes e não há-de ser a última. Neste caso, houve uma feliz coincidência quanto à escolha do momento para o anúncio. Juntaram-se dois flops e só se estragou um dia.

A CGD tem por accionista o Estado. Havendo falta de capital é ao accionista que compete resolver o problema. Infelizmente, o mesmo não aconteceu com os bancos privados e foi, também, o Estado, em vez dos accionistas, a resolver o problema desses bancos.

Se é argumento não termos um banco público para se evitar causar prejuízo aos “contribuintes”, então também devemos exigir que não existam bancos privados, exactamente pela mesma razão.

Há uma grande diferença entre um banco do Estado e os bancos privados. Quando o banco público dá lucro, e a CGD já deu muito lucro, este vai para o Estado. Nos bancos privados, o lucro vai, naturalmente, para os privados. Já o prejuízo dos bancos público e privados acaba por ter o mesmo destino: o Estado.

O PSD anda entusiasmado com a ideia de um inquérito à CGD e quer que este vá até ao ano 2000. Paradoxalmente, não quer que o Governador do Banco de Portugal vá ao Parlamento explicar porque razão o banco do Estado não está saudável, conforme anteriormente atestado pelo BdP.

É sabido que a CGD, a par com todas as grandes empresas, sejam públicas ou privadas, é um ninho de nomeações políticas, directas ou indirectas. Com o PSD querer fazer o jogo de judas puritano, importa  recordar quem form os presidentes da CGD desde 1996:

  • João Salgueiro (PSD): 1996-2000;
  • António José Fernandes de Sousa (PSD): de 2000 a 2004;
  • Vítor Martins (PSD): 1-Out-2004 a 1-Agosto-2005;
  • Carlos Santos Ferreira (PS): Agosto-2005 a Janeiro-2008;
  • Faria de Oliveira (PSD): de 2008 a 2011;
  • José de Mattos (nomeado pelo PSD) de 2011 a 2015 (ainda em funções).

(Obrigado Carlos.)

Há um coro de vozes indignadas devido à possibilidade de se vir a salvar mais um banco. Não será nem o primeiro e, suspeito, nem o último. Se se fosse fazer um pouco de arqueologia pela direita, tenho a certeza que as vozes que agora se indignam não se levantaram quando o BES foi salvo às custa da CGD e dos demais bancos. Não me deixa mais feliz por esta situação de dois pesos e duas medidas. Porém, permite-me relativizar a fúria desses teclados e serve para registar a coerência das presentes reclamações.

2. BANIF

Ontem foi notícia que “Bruxelas critica BdP e executivo de Passos” por causa do BANIF. Ao ler o texto em questão vemos desmontada a imensa propaganda que foi sendo chutada pela PAF:
– Demonstra-se, como se já não soubéssemos, que não existiu “saída limpa”;
– Como todos perceberam, a conversa do outro se estar nas tintas para as eleições foi mais uma mentira;
– O problema foi claramente empurrado para debaixo do tapete, com enorme custos para o contribuinte, como gosta a malta da PAF dizer.

Para o próprio Costa, também é um puxão de orelhas, por nunca ter apresentado solução que meter o BA NIF na CGD. Apesar de, como agora sabemos, a caixa estar vazia. E para o Costa do BdP, é mais uma machadada na credibilidade da instituição que lidera. Sobressai a personagem que parece uma lapa agarrada à laranja.

Comments

  1. j. manuel cordeiro, é que é mesmo isso.

  2. anónimo says:

    BREXIT – José Goulão excelente no Jornal Tornado
    http://www.jornaltornado.pt/falemos-entao-do-brexit/

  3. O Bode Respiratório says:

    O BANIF foi culpa do Ronaldo.

  4. Anda-se a fugir da pergunta central… que tipo de banca é que se quer? É que isso vai determinar o modelo de desenvolvimento económico (ou colapso) nos próximos anos.

  5. Está em marcha o movimento dos lesados da CGD. Segundo os organizadores são elegíveis todos os contribuintes portugueses que queiram aderir. Suspeitam que o dão sebastião Costa anda a planear pagar aos lesados do BES , com o aumento dos prejuizos a pagar pelos lesados da CGD.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Alterar )

Connecting to %s