Jornalista ao poste, jornalismo ao lado…


captura-de-ecra-2017-02-15-as-17-43-00

A história é simples: uma jornalista vai pela rua a tentar entrevistar Jorge Nuno Pinto da Costa. Este vai ao telefone e a ignorar a senhora. Ela, cumprindo a sua função, continua a fazer perguntas e mais perguntas. Até que um poste se atravessa no caminho e a senhora vai contra ele. E o que faz logo a seguir, em directo para o seu canal (CMTV), acusa Jorge Nuno Pinto da Costa de a ter empurrado/agredido…Sem se rir.

Por acaso toda a situação estava a ser filmada em directo. Por acaso todos vimos o que aconteceu. Por acaso a senhora foi contra o poste porque nem reparou que o dito estava ali, no meio do passeio. Se assim não fosse, estávamos todos a discutir os direitos dos jornalistas e a vergonha para o FC Porto de ter um presidente que agrediu uma jornalista.

Por acaso vários órgãos de comunicação social estão a dar a notícia de que Pinto da Costa insultou a jornalista sem se darem ao trabalho de colocar/explicar o que se passou segundos antes. Por acaso é com o FC Porto.

Por acaso eu não acredito em acasos. Porque é sempre assim. A diferença é que desta vez foi filmado. Todos vimos. Mesmo que alguns teimem em fazer de conta que não viram.

Comments

  1. ... e marrou com o posteeeee... says:

    Até que um poste se atravessa no caminho e a senhora vai contra ele.

    Deverá indemnizar o proprietário do poste se ficou amolgado ou sem pintura…

  2. Nuno Silva says:

    Eu vejo claramente o PdC a puxar o poste para o caminho da jornalista antes de fazer uma entrada a pés juntos.
    Clubite?

  3. Rui Naldinho says:

    Estou de acordo com o texto de Fernando Moreira de Sá, sobre esta manipulação grosseira dos factos pela jornalista do Correio da Manhã. Aquilo não se chama jornalismo.
    O que me delicia nesta crítica feita por Moreira de Sá a este protótipo de “pós verdade” do CM, é o facto de vir dele.
    Não sei, mas deixa-me pensar,… onde é que eu já vi isto, antes?

  4. Piorquemao says:

    O problema não é a existência de nojentos criminosos perpetuados na única que sabem e podem, a vida criminosa.
    O problema não é existir há mais de trinta anos a maior organização mafiosa à laia Napolitana, desde o berço da nação com o referido padrinho, consiglieri(S) e executantes.
    O problema não é isto ter chegado a tal que já ameaçam publicamente os “apitadeiros” no seu próprio centro de estágios sem que nada nem ninguém se mexa,…
    O problema não é ter toda uma micro sociedade, que vai do simples varredor, ao policia de giro, ao empresário, ao ex judite que tem liberdade para andar a ver o que se passa, aos gorilas que batem e matam, até ao juíz que avisa para ir passar uns dias a espanha, ameaçada ou alimentada pela gula.
    O verdadeiro problema é que ainda há que o defenda, quem o tente branquear e em desespero quem o aplauda. Agora inocentes, coniventes, máfia fãs,… ou parvos,…

    • pergunta: a mesma proteção e adoração dos milagres sulistas ao seu Orelhudo condenado por roubo, investigado por tráfico, com ligações à máfia romena e proteccionismo a uma claque violenta e ilegal? Ou os mesmos que durante décadas nas saias do ditador chuparam o quanto puderam não permitindo que outros fossem gente? Ou serão as alminhas obtusas adeptas de uma cor que agride fiscais de linha em próprio relvado, um chiclas que faz peito a colegas de trabalho e aos homens de negro, as famosas caixinhas de alimento aos árbitros ou a bela fevera Lisboeta que o Howard King tanto adorava? Serão as camionetas incendiadas à porta do galinheiro ou o tiro ao alvo com very lights ao peito leão? Ou terão os tugas de suportar os buracoa bancarios interpostos pelas manobras orelhudas da cor da capitalm E a tudo isto que punição ou melhor que mera investigação alguma vez foi feita?

      • Piorquemao says:

        Eu não sou de uma região que se habituou, graças a seres execráveis como o dito mafioso e outros pintos, ao longo dos anos, a viver do crime e do terror imposto como se do normal quotidiano se trate. Muito menos por aqui se elevam criminosos a heróis, por isso mesmo e em relação “ao” por si, citado, o único que se me oferece é que se tem ou teve problemas com a justiça que responda perante. Não sou familiar, amigo, não tenho o rabo preso, nem sequer o conheço.

        Quanto ao regime, ao estado novo e salazar, engolir o que os ignorantes, de propósito ou não, dos dirigentes do clube que renega a sua própria criação dizem e repetem ao longo dos anos, só prova que nunca houve curiosidade em conhecer a verdade dos factos, coisa aliás que coincide muito com o modus operandi de quem falamos.
        Não é o meu papel trazê-lo a si para a realidade, mas deixo-lhe um cheirinho da verdade, pode, querendo enriquecer o seu conhecimento real dos factos, procurar o resto.
        Fica um exemplo do dito regime, para que uma mentira dita muitas vezes, nunca passe a ser verdade.

        Da esquerda para a direita. Ângelo César (presidente do FC Porto entre 1938 e 1939), Oliveira Salazar (1889/1970),
        Óscar Carmona (1869/1951) e Urgel Horta (presidente do FC Porto em 1928/29 e de 1951 a 1953)

        Agora inocentes, coniventes, rabos presos, máfia fãs,… ou parvos.

    • Anti-pafioso says:

      Estás a referir-te ao orelhas e a porta 18 ?

  5. Piorquemao says:

    A propósito, que vai acontecer ao chefe da guarda pretoriana, a super macacada, que mostrou o fruto de mais um crime no próprio perfil,…??? Vai o símio dizer que o encontrou caído na rua,…???

    • Terá porventura o mesmo castigo que o Cristiano Ronaldo, tanto aplaudido pela sua reacção.

      • Piorquemao says:

        Tudo na vida se reflecte pelo passado, no caso que refere, embora censurável, o Ronaldo não se apropriou do objecto, arremessou-o e por isso mesmo e por ter sido quem foi, uma vez recuperado valeu milhares em leilão e ajudou uma instituição de caridade. O dito símio roubou o objecto, pavoneou-se publicamente na posse do mesmo e se alguma vez recuperado, só terá o lixo ou quando muito a reciclagem como destino, após servir de prova de mais um crime dos do costume,…

      • Pinto de Sousa says:

        O Ronaldo não se veio vangloriar do que fez, fê-lo porque foi incomodado e a CMTV sabia que não podia ir ter com eles, arriscaram-se. Agora esse macaco anda todo contente a mostrar o microfone. Faz-me lembrar na época do liceu em que os que nos roubavam na escola ainda iam contar aos amigos como foram mais espertos que nós. Limitado é o que esse animal é. Devia de estar na cadeia, assim como a corja que povoa a sua corte de mal cheirosos.

    • César Sousa says:

      piorquemao ! – A mão com que escreves tanta merda é a mesma mão com que limpas o cu ?
      O “macaco” roubou o microfone à jornaleira do cm para te entrevistar. Tu tens nome ?
      Quem foi a parteira que ajudou a tua progenitora a parir-te ou
      foste parido atrás de uma moita ?
      Será por isso que és tão ressabiado ??????

      • Pinto de Sousa says:

        Vocês são a escumalha do nosso país quando defendem criminosos como o PDC e a sua corja de paus mandados.
        Este ano se ganharem o campeonato já tudo se esquece, as comissões, as fraudes etc… lembra-te que o PDC não tinha um tostão antes de ir para o FCP e agora é milionário.

  6. Juliana says:

    Se a reportagem durasse mais 5 minutos ela ainda era menina de pedir penalti para o benfica por ter sido albarroada pelo poste. Jornalismo de m***

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s