Pode-se tirar o PSD do socialismo, difícil é tirar o socialismo do PSD…


jsd-1
jsd

Será este o futuro do PSD? Não fora a assinatura na comunicação da sua organização de juventude e poderia ter sido levado a pensar tratar-se de propaganda do BE, ou no mínimo da ala mais radical do PS.

Cabe ao Estado garantir que os cursos universitários tenham empregabilidade, ou devem os estudantes ser livres para frequentar os cursos que escolhem, seja por vocação ou qualquer outra razão? Deve o Estado subsidiar aos jovens a saída de casa dos pais, ou isso faz parte do normal processo de amadurecimento das pessoas?
Não voto PSD há 15 anos e julgando pela triste amostra, com ideias destas não o devo voltar a fazer até final dos meus dias. E ainda há quem afirme que o PSD deixou de ser social-democrata, a julgar pela amostra eu diria que nunca largou o socialismo com que nasceu, que o levou até a pedir nos primórdios da sua existência, a adesão à internacional socialista.

Comments

  1. atento às cenas says:

    acho que não passa de hipocrisia mas, tratando-se de jotinhas pode também ser apenas burrice ou falta de memória

  2. Paulo Marques says:

    Não, é dever do estado deixar que trabalhem de graça à jorna para poderem meter mais dinheiro no Panamá.

  3. Rui Naldinho says:

    O seu último parágrafo parece um excerto de um livro de ficção, mas admitindo que não faz parte dos seus propósitos abraçar a carreira de escritor, ficcionista, numa versão “pós verdadeira”, eu só lhe queria lembrar que em matéria de hipocrisia politica, o PSD num passado algo longínquo, ultrapassou o discurso socialista (PS) em matéria de nacionalizações, por exemplo.
    Tenho 58 anos de vida. Passei pelo PREC como todos os jovens da minha idade a ouvir coisas do PSD e do PS, que vistas à luz dos atuais discursos políticos da direita, ou mesmo do socratismo, hoje o PCP ficaria na dúvida se não estaria a perder qualidades revolucionarias.

  4. O último parágrafo é quase um lugar comum, que dá para várias utilizações, incluindo política. Não vivi o 25 de Abril nem o PREC na sua plenitude, porque apesar de já ser nascido, tinha 10 anos quando se deu o 25 de Novembro. Mais ou menos em 1979 comecei a perceber alguma coisa, o que também me permitiu recuperar alguns factos que ainda existiam na minha memória, mas que me tinham passado despercebidos poucos anos antes. Devem ter sido tempos interessantes para quem os viveu e dificilmente alguém com 15 ou 16 anos no 25 de Abril perderia um momento histórico daqueles. Eu falhei por pouco, mas a idade é o que é…

    • Rui Naldinho says:

      E acrescentaria mais. A idade é o que é, pelo que não vi ninguém até hoje, por mais excitante que tenha sido o momento histórico pelos quais os seus antepassados tivessem passado, a querer ficar mais velho, retrocedendo no tempo, estilo série da RTP1, para indagar se aquilo de facto era mesmo assim como eles contavam.
      O valor da História é precisamente esse. A narração de factos, assente em documentação ou pesquisa antropológica, arqueológica, nem sempre com a fiabilidade desejada, mas acima de tudo uma saudável especulação sobre esses factos.

  5. Pode se subscrever o aventar sem ter que se ler este opinador?

    • Rui Naldinho says:

      Só faltava, essa!
      João, o Aventar é um espaço de liberdade, onde toda a gente têm direito a expor as suas ideias.
      Não podemos criticar o Observador, o Público, o Correio da Manhã, o Diário de Notícias, etc…pelas suas opiniões por vezes enviesadas, ou pela falta de contraditório da outra parte, e depois querermos calar um dos autores do Blogue, apenas porque nos desagradam.
      O valor deste espaço comunicacional esta precisamente nisso. Vá a outros sítios nas redes sociais e verá como aquilo funciona. Pior que no tempo do Estado Novo.
      Aproveitemos e desfrutemos do Aventar tal como ele é, pois nunca saberemos se algum dia esta Europa, este País não cairá de novo numa noite escura.

    • José Peralta says:

      João

      Há bastante tempo que “frequento” e comento no AVENTAR, e gente como o antónio de almeida (e já o disse anteriormente !) é a prova, mais uma prova, (inútil e desnecessária, concedo !) de que este blogue é verdadeiramente Democrático !

      Porque blogues como o “blasfémias” por ex.,, onde pontificam helenas matos, josés manuéis fernandes, e o canídeo arraçado de censor vítor cunha, já bastam na blogosfera !

      Aí, se o João escrever um comentário, mesmo que não seja a um post do vitinho e saia da linha “voz do dono” do títere, é de imediato bloqueado ! E falo por experiência própria…

      Portanto, o almeida está “muito bem”, onde está ! Estaria melhor, é certo, no “blasfémias”, mas aqui, sempre “serve” para fazer(mos) comparações e, até, testar os níveis de descaramento e desespero da páfia…

  6. tá bem tá says:

    sim, o aventar é um espaço de liberdade, onde até há lugar para liberais selvagens como o antónio de almeida. onde se lê “liberais”, palavra tão maltratada, talvez se deva ler “ideologia de os outros que se lixem e vivam as offshores”.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s