A nódoa


Marcelo “reprova” tentativa de manipulação por parte de Leal Coelho.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Falta de bom senso e mais nada.
    Este presidente não tem “o senso todo” que é devido ao cargo.
    Como se diz, …”à mulher de César, não basta sê-lo… É preciso parecê-lo.
    O senhor tem todo o direito de passar por onde muito bem quiser. Fica-lhe mal e dá azo a todas as interpretações abrir a janela numa altura quente como é um fim de campanha e dizer alguma coisa.
    Não sei o que disse, não sei quem fala verdade, mas sei que ele não teve qualquer pingo de senso.
    Este presidente tem, claramente “pés de barro” nalguns episódios da sua vida.
    Tem que pensar que a classe que lhe deu o protagonismo – o jornalismo – não tem pejo em tirar-lhe o tapete quando chegar a altura.
    Tem que pensar que no seu PSD milita todo um grupo de oportunistas que se aproveitam de tudo – do pobre ao presidente da República – para adquirirem protagonismo.
    Mas sobretudo tem que pensar que é o presidente de todos os portugueses.
    Este foi claramente um “tique” à PSD.
    Desminta desminta, mas vá tendo cuidado e pense no lugar que ocupa.

    • Ferpin says:

      O Marcelo não precisa que eu o defenda. Nem votei nele. Mas é o que faltava o presidente cumprimentar alguém e esse alguém vir logo dizer que ele o apoia. Só lhe resta vir dizer que não apoiou

      • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

        Também não votei nele e isto não é uma questão de o defender, atacar, votar ou não votar
        É postura de Estado, tão somente isso.
        E o presidente deve ser o primeiro a tê-la sob pena de se transformar num qualquer Trump.

        Pelos visto o caro Ferpin conhece os detalhes da conversa que eles mantiveram. Deve ser a única pessoa, para além deles.
        Eu, que não tenho acesso a essas coisas, fiz um comentário sobre uma situação que apareceu descrita sem detalhes da conversa e penso ter sido claro quando escrevi:
        “(…) O senhor tem todo o direito de passar por onde muito bem quiser. Fica-lhe mal e dá azo a todas as interpretações abrir a janela numa altura quente como é um fim de campanha e dizer alguma coisa. Não sei o que disse, não sei quem fala verdade, mas sei que ele não teve qualquer pingo de senso.(…)”

        Eu só escrevi sobre bom senso e agora falo em postura de Estado.
        E é tudo.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s