A Trumproxenetização da política

Está em curso. Afinal Trump não é assim tão mau, diz um ex-primeiro-ministro,  jornalistas e, até, um Grande Repórter, meu deus, e correias de transmissão da direita.

Como o Facebook permitiu a vitória de Trump

image

Um artigo na Wired explica a forma como o Facebook contribuiu para a vitória de Trump. Não foi tanto pelas notícias falsas, isso deve ter sido mais reservado ao Twitter, mas sim pela angariação de fundos e pela observação, em tempo real, do efeito do arranjo das comunicações de campanha (se funcionava melhor um vídeo ou uma imagem estática; se certo destaque devia estar antes ou depois do título; etc.). O grande investimento em propaganda por parte da campanha de Trump foi, precisamente, no Facebook. Leitura obrigatória para os nossos doutores em rotação.

Here’s how Facebook actually won Trump the presidency

Nada a que os pafiosos estejam desatentos, dada a experiência demonstrada no império do click, montado durante o anterior governo (Observador, perfis falsos no Facebook, equipa de produção de fotomontagens, constante produção de “factos” políticos, etc.).

Que diferença face a Trump. E por cá, aprendam também.

God Bless América

Rui Naldinho

O carater vitorioso de uma candidatura é determinado, mais pelo conjunto de interesses que ela consegue aglutinar à sua volta, do que pelas ideias propostas ao eleitorado.

[Read more…]

Elementar, caro Watson

Hillary teve mais votos do que Trump. Como diria a direita portuguesa, foi a candidata que ganhou as eleições. Aguarda-se a qualquer momento a declaração de Passos Coelho e de Assunção Cristas a apoiar Hilary Clinton, futura presidente no exílio.

image

Bilhete do Canadá – Tempestade Americana

São 3 horas da manhã em Toronto e New York.  Donald Trump acaba de ser eleito presidente dos Estados Unidos da América e de fazer o seu discurso de vitória, após ter recebido um telefonema de Hillary Clinton reconhecendo a derrota.  Vitória por margem mínima e um discurso paroquial, muito ao estilo babado dos patos bravos contentes consigo mesmos e distribuindo agradecimentos a vivos e a mortos, que enumeram pelo nome e parentesco. A multidão delira. E começa agora o caminho para o detestar porque, tendo recebido todas as promessas, será defraudada.  Donald Trump, um construtor civil, um outsider sem preparação nem experiência, com ousadia e sem medir aquilo que são as consequências políticas, não pode saber neste momento que a realidade é uma trela curta e dura.  A partir de agora, está nas mãos da oposição e da comunicação social que não lhe há-de perdoar nada.  O povo, esse será o eterno adiado. [Read more…]

Trump declara vitória

image

Já cá se disse, há anos, que vender sabonetes ou presidentes era a mesma coisa. A Fox News assim o demonstra e, simultaneamente, reforça a tirada de Rangel*. A publicidade a um produto não tem que ser verdadeira.

[*Correcção: foi Rangel, e não Balsemão, conforme inicialmente publicado]

Vai-se confirmando

O Dia do Democalipse?

Obrigado, FBI, deve Trump estar a pensar

Depois de uma América onde se fez caça às bruxas por causa dos comunas, eis um presidente eleito com apoio da Rússia e, possivelmente, no caso dos email, auxiliado pela pátria dos comunistas.

Os mercados não gostam de Trump?

Por enquanto, parece que não.

Imagem: An employee of a foreign exchange trading company watching U.S. election results in Tokyo.
TORU HANAI / REUTERS

[Read more…]

Perceber o resultado de Trump

Trump perto da presidência

São 5 da manhã e o inacreditável está à porta.