Perfis falsos de apoio à PAF invadem Facebook

maria luz

Já se suspeitava que havia promoção de propaganda política da PAF com recurso a perfis falsos do Facebook e aqui se faz prova. Por exemplo, Maria Luz tem 4,970 amigos, é de Odemira e vive em Lisboa. Pelo menos é o que consta da sua página no Facebook.

Mas será verdade?

[Actualização 30/08/2015, 11:30 – Passado 1h30 desde a publicação deste post, o perfil “Cristina Morais” foi apagado. Consultar cópias no final do post.]

[Actualização 05/11/2015 – Passados 67 dias desde a publicação deste post, o perfil “Maria Luz” foi apagado. Consultar cópias no final do post.]

O primeiro sinal a despertar a atenção é a quantidade de partilhas de materiais pró-coligação PAF que abunda na sua página. Bom, nada de especial, afinal de contas há muitos militantes particularmente activos. Olhamos para a data de criação do perfil e vemos que este apareceu em Maio de 2014. Hmmm há um ano. E já tem 4,970 amigos. Ena, ena, isto é que é popularidade. Vamos lá espreitar as fotos de perfil. Ups! Quase nada de fotos pessoais. Mas há umas poucas e é aqui que a coisa fica divertida.

As fotos de perfil de Maria Luz como esta, ou esta ou ainda esta são fotos copiadas de sites, tais como webflirtz.comfindmeatattoo.com e “Lies Thru a Lens” no Flickr (ver commons.wikimedia.org/wiki/File:Natasha_(10873706095).jpg ).

Como se pode ver na seguinte galeria de imagens, “Maria Luz”, também conhecida por Natasha, usa no seu perfil fotos falsas, mas jura a pés juntos que são suas.

Clicar nas fotos para as ampliar

Este é o ponto em que se deixa de ter dúvidas quanto a ser ou não ser um perfil falso.

É um perfil falso, usado para disseminar material de propaganda política. Olhando para a data de criação do perfil, conclui-se que há quem ande, há mais de um ano, a fabricar perfis falsos para promover a PAF nestas eleições. Assim se explica o número de “amigos”, bem como o número de seguidores, entre os os quais haverá, sem surpresa outros perfis falsos, que se seguem uns aos outros para construir uma rede de “likes”.

A questão seguinte, óbvia, é quem é que paga estes mercenários do like. O principal candidato é o Orçamento de Estado, o qual suporta um exército composto por pessoal de nomeação política. É o Tesouro que paga os famosos especialistas com 24 anos (o CM fala em 21 e 22 anos) e que paga ao secretário de estado Bruno Maçães, que já se percebeu que não passa sem o Twitter. É público que as estruturas dos ministérios foram usadas para luta partidária, com direito a directivas de topo.

Ministra da Justiça admite que pedido verificação de medidas idênticas às do PS foi “erro” [P]

Ministério da Economia admite pedido “indevido” de informações sobre programa do PS [RR]

Portanto, caros leitores, quem paga a máquina de propaganda da PAF somos nós, com o Orçamento de Estado, ou como diz a malta da PAF, com os nossos impostos. Esses mesmos impostos que o secretário de estado Sérgio Monteiro diz que não podem ser mal usados, como forma de justificar o inacreditável ajuste directo dos STCP.

Agora repare-se na foto de topo no post, com o grafismo da PAF. O uso de imagens do domínio público neste perfil do Facebook, tal nos outros perfis aqui apresentados e à semelhança do que foi feito nos cartazes oficiais da PAF, são marcas da forma de trabalho do grupo de propaganda da coligação. Tão espertos, mas tão básicos. Nem critério tiveram a escolher imagens menos óbvias. Mas, lá está, para criar resmas de perfis falsos, não há tempo para tudo.

Poderão, no entanto, dizer que uma andorinha não faz a Primavera e este é apenas um perfil. Neste ponto, é altura para visitar os perfis dos “amigos” deste perfil “Maria Luz” e começar a tomar notas. Por conveniência, aqui ficam mais dois:

  • Laura Campos“, perfil do FB que partilha publicações de Maria Luz. Diz que é do Funchal e trabalha em Bristol. Afinal é uma ex-actriz porno americana (Sasha Grey): perezhilton.com/2009-07-30-megan-fox-is-that-you#.VeHzSvlVhBc (sem link; copie e cole no browser).
  • Cristina Morais“, perfil amigo de “Maria Luz”. Um mural Facebook pleno de propaganda anti-PS. Sem informação pessoal e recorrendo a fotos de perfil que se encontram em diversos sites (ver galeria de fotos abaixo).

Clicar nas fotos para as ampliar

Claro que haverá sempre alguém que se mostre surpreendido com a progressão geométrica que alguns posts têm, apesar de olharmos para eles e vermos que não valem cinco tostões. O resultado desta máquina de propaganda consiste em, por um lado, conseguir que determinados conteúdos ganhem relevância e, por outro, aniquilar a estratégia do adversário, recorrendo a contra-informação e à criação de factos políticos. A questão à volta dos cartazes do PS, com algo da vida interna de outro partido a ser transformado num caso nacional, é um exemplo disso. A consolidação da narrativa laranja quanto ao sucesso, com recurso a mensagens básicas, independentemente de terem fundamento ou não, é outro exemplo.

Com a rede de likes, constituída por perfis com milhares de “amigos” e de seguidores, as mensagens de campanha entram directamente nos murais de milhares de portugueses, espalhando-se graças ao efeito multiplicador do amigo que tem amigos.

Eis uma parte da máquina de propaganda da PAF desmascarada. Paga com o seu dinheiro.

Actualização 30/08/2015, 11:30 – Passado 1h30 desde a publicação deste post, o perfil “Cristina Morais” foi apagado. Cópias do perfil antes deste ter sido apagado:

Actualização 30/08/2015, 13:30

Não é só de perfis falsos que vive a máquina de propaganda da PAF. Uma rede de páginas de disseminação de conteúdos, com fotomontagens, eventos e outros seleccionados, contribui para o mesmo fim. Eis algumas.

Actualização 05/11/2015 – Passados 67 dias desde a publicação deste post, o perfil “Maria Luz” foi apagado. Cópias deste perfil:

Comments

  1. Rui Moringa says:

    Fusga-se…
    Lixo, lixo, lixo.
    Surpreende-me que alguém vá atrás disto…Mas há sempre alguém que vai sempre atrás do primeiro impulso, ou percepção.
    E desta forma não presta atenção ao conto dos vigários, destes e de outros. Esperam sempre um milagre. Como não aparece o desejado milagre culpam os outros.
    Sacanagem e nabos ou morcões como se diz pelo Norte

  2. Diogo Da Veiga says:

    Hoje, no Bravio: “Nuno Crato, o Caçador”.

    http://diogodaveigabravio.blogspot.pt/2015/08/o-cacador.html

  3. Ricardo Almeida says:

    Os jotinhas agora também se dedicam à fabricação de perfis falsos? Devem ter uma sweatshop na Buraca, onde centenas de estudantes e desempregados passam os dias agarrados ao resto dos Magalhães e PCs do e-escola, a fabricar perfis e a sacar fotos do Instagram, tudo a troco de uma senha de almoço no refeitório da sede e uma inscrição automática na JSD e JP.

  4. Nightwish says:

    É caso para dizer, quem gosta de ser fodido de todas as formas apoia o paf.

  5. jorge neves says:

    A isto chama-se astroturfing e não se limita a uma mera criação de meia dúzia de perfis falsos. https://www.youtube.com/watch?v=-bYAQ-ZZtEU

    • j. manuel cordeiro says:

      “não se limita a uma mera criação de meia dúzia de perfis falsos”

      Excelente link. Por acaso tinha acabado de adicionado mais links ao post, indo nesta direcção.

      Aproveito para copiar a descrição do vídeo que referiu.

      «In this eye-opening talk, veteran investigative journalist Sharyl Attkisson shows how astroturf, or fake grassroots movements funded by political, corporate, or other special interests very effectively manipulate and distort media messages.

      Sharyl Attkisson is an investigative journalist based in Washington D.C. She is currently writing a book entitled Stonewalled (Harper Collins), which addresses the unseen influences of corporations and special interests on the information and images the public receives every day in the news and elsewhere. For twenty years (through March 2014), Attkisson was a correspondent for CBS News. In 2013, she received an Emmy Award for Outstanding Investigative Journalism for her reporting on “The Business of Congress,” which included an undercover investigation into fundraising by Republican freshmen. She also received Emmy nominations in 2013 for Benghazi: Dying for Security and Green Energy Going Red. Additionally, Attkisson received a 2013 Daytime Emmy Award as part of the CBS Sunday Morning team’s entry for Outstanding Morning Program for her report: “Washington Lobbying: K-Street Behind Closed Doors.” In September 2012, Attkisson also received an Emmy for Oustanding Investigative Journalism for the “Gunwalker: Fast and Furious” story. She received the RTNDA Edward R. Murrow Award for Excellence in Investigative Reporting for the same story. Attkisson received an Investigative Emmy Award in 2009 for her exclusive investigations into TARP and the bank bailout. She received an Investigative Emmy Award in 2002 for her series of exclusive reports about mismanagement at the Red Cross.

      This talk was given at a TEDx event using the TED conference format but independently organized by a local community. Learn more at http://ted.com/tedx»

      • jorge neves says:

        Estes perfis são autênticas caixas de ressonância da mensagens que a coligação quer passar. Por outro lado, destroem muito rapidamente a mensagem dos opositores políticos. Do ponto de vista do “marketing” social parece-me que a coligação está a milhas dos opositores.
        Esta questão da manipulação da mensagem por agentes pagos é um problema sério que subverte o processo democrático. Outra chamada de atenção: isto pode nem sequer ser feito exclusivamente por “exército” de pessoas pagas ou afectas à coligação, mas por um sistema misto composto por programas de computador (bots) cada vez mais avançados e humanos. (vejam aqui, por exemplo: https://www.youtube.com/watch?v=ix795_BHWqM) Não sei se é caso, mas a tendência é que cada vez mais sejam utilizadas estas técnicas, e parece-me que o público está muito pouco informado em relação a isto.

        • j. manuel cordeiro says:

          Neste caso não me parece que sejam bots. Fui vendo o tipo de comentários e interacções e não seguem o padrão dos bots.
          Concordo que a paf está a milhas dos outros em termos do marketing do like. E têm diversas ferramentas para auxiliar, como por exemplo a produção de imagens de perfil PAF. É o que faz haver dinheiro e pessoas. Nada que o PS antes, quando foi governo, não o tivesse feito também. Mas enquanto a máquina do PS foi centrada no blogs, a da PSF usa as redes sociais.

  6. Desaventado mas não tanto says:

    Igualmente incrível é o Fernando Moreira de Sá, um dos mentores destas campanhas, fazer parte do painel de autores do Aventar.
    Diz-me com quem andas …

    • jorge neves says:

      O Fernando Moreira de Sá não inventou a pólvora. É um entre muitos. Mas realmente não deixa de ser irónico…
      Dedico o vídeo seguinte aos senhores do astroturfing e afins: https://www.youtube.com/watch?v=F8a8_tw1u3U


    • Incrível é persistir essa acusação sobre o FMS que foi precisamente quem denunciou o processo. Que não foi nenhuma invenção do PSD, não nos esquecemos do trabalho socretrino na matéria, feito a partir de gabinetes do governo.

      • Desaventado mas não tanto.. says:

        Denunciou ? Deves querer dizer que FMS capitalizou com um mestrado.

        Ok, foi o Sócrates, então (as férias não te fizeram nada de bem).

  7. Eu Mesma says:

    Noam Chomsky tem de actualizar o seu Manufacturing Consent.

  8. j. manuel cordeiro says:

    Mais uma nota. Depois de ter encontrado vários perfis “femininos”, tive a curiosidade de ver se existiam perfis “masculinos” equivalentes. Procurei e encontrei alguns mas não tive uma prova tão cabal como nestes casos.

    Nos perfis “femininos”, o recurso a miúdas sexy funcionou muito bem para gerar uma rede de milhares de “amigos”, no fim de contas, o objectivo destes perfis (para usar o efeito multiplicador dos amigos que têm amigos).


  9. Mas afinal em que junta de freguesia é que trabalha esta rapariga do perfil falso?

  10. manuel.m says:

    http://www.bbc.co.uk/news/uk-politics-31141547

    Pode aqui ler em como o Partido Conservador, nos meses antecedentes às eleições de Maio, gastou 100.000 Libras mensais com as redes sociais. Mas não foram ao ponto de falsificar perfis. A falta de vergonha não chegou a tanto.

  11. Desaventado trollololo says:

    Esta vai dedicada ao Cardoso defensor de Trolls que não são anónimos:

    TROLLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLLOLLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLLOLOLOLOLOLOLLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOOLO

    https://youtu.be/JSz8nK9yaeY

    • antónio leite de Magalhães says:

      Nas últimas eleições um membro da jsd contactou um amigo e familiar.informático foi convidado para lançar akaros nas páginas da oposição ao seu partido.Por isso nada me admira.É o neoliberal ismo em acção. Caso de dúvidas ponho nomes no papel.

  12. Francisco Martins says:

    Como se a esquerda não o fizesse:

    Aqui: https://www.facebook.com/wazzubportugal/
    ou aqui: https://www.facebook.com/profile.php?id=100009425669653

    mas claro que isso nunca o Aventar iria denunciar.

    • j. manuel cordeiro says:

      Erro n.º 1: Justificar erros próprios com os erros dos outros.

      Erro n.º 2: Comparar alhos com bugalhos.Por exemplo, este perfil https://www.facebook.com/profile.php?id=100009425669653 23 amigos. Não sei se é perfil falso ou não mas com 23 amigos, mesmo que seja perfil falso não serve para nada.
      Quanto ao outro perfil : https://www.facebook.com/wazzubportugal/ tem 5 mim amigos mas não se compara com os perfis falsos aqui apresentados:
      – Em primeiro lugar, o mural é privado; praticamente só parecem as mudanças de foto de perfil e likes. Isto em nada compara com a “Maria Luz”, a qual enche a time line com tretas para todos partilharem.
      – Em segundo lugar, não vejo uso de fotos de “miúdas giras” para sacar “amizades” novas.
      Não sei se é um perfil falso ou não. Não consigo perceber sequer se divulga propaganda política. Ou seja, outro tiro ao lado.

      Finalmente, a insinuação tosca “claro que isso nunca o Aventar iria denunciar”. É isto o melhor que consegue fazer? Muito fraquinho. O facto é simples: há uma estratégia da PAF para divulgar propaganda com recurso a perfis falsos. O resto é história.


  13. A regra que falta ter sempre presente, é que a cada um é que compete decidir; e não venham depois queixar-se de que foram enganados. Em muitos campos, veja-se os hipócritas enganados do BES, vão atras de quimeras e depois fazem-se de virgens puras a pedir ao paizinho,que os salve das garras do engano . Mas quem vê com oculos de uma cor só, não anda a pedir que seja enganado. Todos os dias lemos post de cretinos, que escrevem como se o mal estivesse todo do “outro” lado; e olhando para os likes estão bem acompanhados de tolos e por vezes muitos. Será que depois têm moral de se fazerem de enganados?

    • j. manuel cordeiro says:

      Não percebi a comparação com o BES. Neste, houve venda de produtos como sendo alhos e eram bugalhos. Nada a ver.

      Quanto aos óculos de uma só cor, não chute para o lado. Estes perfis falsos procuraram ganhar credibilidade e passar como pessoas. Até se indignaram quando pretendiam que não eram pessoas verdadeiras. Houve uma tentativa explicita de enganar as pessoas que se tornaram “amigos” destes perfis falsos.


  14. O PS tem o mesmo sistema assim como o PCP. Já detectei alguns…

  15. QEOM says:

    Qual é o mal?


  16. Portanto: a malta PAF é grande “usuária” (como se diz no Brasil) de internet porn e depois aproveita as fotos das prostitutas com quem interagiu para fazer falsos perfis, certo? Alvos? Homens que gostam do mesmo… A mim escreveram-me e telefonaram-me do The Economist a impingir propaganda PAF mas…. eu tenho 2 dedos e meio de testa e é quanto basta.


  17. Um indivíduo que se deixa convencer por este tipo de propaganda, claro que vota PaF, independentemente as gajas. As gajas é só para manter o pessoal focado…


  18. INFELIZMENTE,TENHO DETECTADO VÁRIOS PERFIS FALSOS,SOBRETUDO DE CHAMADOS “GRUPOS” POLÍTICOS..CRIADOS PARA CAUSAR AGITAÇÃO POPULAR…O PT, PCB SÃO USEIROS E VEZEIROS NESSA PRÁTICA CRIMINOSA..NA MINHA OPINIÃO,QUE NÃO DEVE NÃO TEME,E POR ISSO O FACEBOOK DEVERIA EXIGIR,QUE PARA AQUELES QUE QUEREM TER FACE AQUI,FOSSEM CADASTRADOS COM DADOS VERDADEIROS,QUE SERIAM CHECADOS,ANTES DE LIBERAR A CONSTRUÇÃO DO FACE…ISSO EVITARIA MUITAS POSTAGENS DESAGRADÁVEIS.

Trackbacks


  1. […] ao ler aqui o texto do J. Manuel Cordeiro veio-me logo à memória o que passei com a criação de perfis falsos no facebook. O mecanismo que […]


  2. […] Manuel Cordeiro, no Aventar, descreve em pormenor o fabrico destes perfis: uma mulher jovem e atraente, correspondendo ao tipo de pessoa que atrai mais seguidores nas redes […]


  3. […] que as Legislativas estão de volta, e com elas novas promessas, indicadores surpreendentes e a transparência virtual a que as pessoas no poder nos têm habituado. No Centro de Incubação e Condicionamento de […]


  4. […] sinal de receio perante a descoberta, os propagandistas dos perfis falsos optaram por manter “Maria Luz” no activo. É o chamado passo em frente à beira do […]


  5. […] artigo em causa é este: Perfis falsos de apoio à PAF invadem Facebook. Obrigado por não terem apagado o perfil […]


  6. […] Guy Verhofstadt, lançada por cá pelo Observador e disseminada da cúpula do regime até às suas Marias Luz? Estava em causa o suposto esmagamento de Tsipras – pelo menos na cabeça dos directores de […]


  7. […] votos no imediato mantendo o tema Sócrates na agenda, como o fazem sistematicamente nos vossos perfis falsos do Facebook e com as sucessivas declarações politicamente correctas a lembrar que não comentam os temas da […]


  8. […] como se fossem uma e a mesma pessoa, como se Costa fosse arguido na Operação Marquês. As Marias Luz que rastejam entre os gabinetes de assessores e o esgoto do PàF têm-se encarregado da tarefa para […]


  9. […] uso da retórica subterrânea que alimenta as Marias Luz desta vida, poderíamos iniciar um processo de colagem de Miguel Macedo a Pedro Passos Coelho, na […]


  10. […] por isso foi tão básico e evasivo no debate com Costa. Sem assessores, sem propaganda e Marias Luz, Pedro Passos Coelho é apenas mais um jota. E nem aí é dos […]


  11. […] Estafetas do Facebook  em serviço anti-Costa […]


  12. […] se trata de uma brincadeira de mau gosto, muito menos da mais recente investida de um dos clones com baba no canto do focinho que os terroristas virtuais ao …. O cartaz em cima, onde o incontornável José Sócrates aparece com um look demasiadamente […]


  13. […] ter sido uma boa iniciativa, custou 60 mil euros e esteve às moscas; perfis anónimos no Facebook, Marias Luz locais para fazer o trabalho sujo que certos bandalhos não podem fazer ou lá se ia a falsa imagem […]


  14. […] Depois existe a questão do financiamento. Com fortes redes clientelistas implementadas em todas as freguesias, fruto da distribuição de tachos e similares, o bloco central garante um eleitorado fixo e leal, mais não seja pelo medo de virem a perder o emprego, o estágio do filho, a nomeação da tia. Desta forma, é-lhes garantido um financiamento permanente decorrente das vitórias eleitorais, que ascende à casa dos milhões de euros e que permite colocar no terreno, eleição após eleição, máquinas esmagadoras cuja propaganda que abafa a dos restantes partidos, mesmo daqueles com assento parlamentar, e que lhes permite hoje colocar autênticos exércitos de manipuladores virtuais online como o clone-galdério recentemente desmascarado aqui no Aventar que dá pelo nome de Maria Luz. […]


  15. […] no discurso da derrota, estará disposto a facilitar a vida ao governo. Vai ser fabuloso ver as Marias Luz e restantes “clientes” e prostitutas do PàF nas redes sociais tirarem a mira do líder […]


  16. […] perfil falso a vangloriar-se do trabalho […]


  17. […] Campos, activista ao serviço da coligação PSD/CDS-PP durante a campanha para as Legislativas e conhecida no mundo artístico como Sasha Grey, famosa actriz pornográfica, estará amanhã no […]


  18. […] perfil falso “Maria Luz“, parte da estratégia de perfis falsos da PAF, desapareceu do […]


  19. […] Segundo a entrevista dada por Fernando Moreira de Sá à revista Visão, membro do painel do Albergue Espanhol, os elementos do blogue recebiam informações directamente das pessoas encarregues de preparar o programa de Pedro Passos Coelho, de forma a serem usadas nos conteúdos ali publicados. Paralelamente, contribuíram para minar o caminho dos adversários internos de Passos Coelho de forma a garantir a conquista do poder no partido. Não admira que tantos tenham sido agraciados com bons lugares no governo e noutras estruturas de poder. Não sei que raio de assessores arranjaram a Marques Guedes – do Albergue Espanhol não vieram de certeza – mas o tiro saiu-lhe mesmo ao lado. Fica a nota de humor que para tristeza já nos chegou o falecimento da já saudosa Maria Luz. […]


  20. […] espaço virtual – aproveito para deixar as minhas condolências à família e amigos babões de Maria Luz, o mundo da prostituição política ficou por estes dias mais pobre, uma verdadeira tragédia – […]


  21. […] por existirem, e iniciavam um processo de difamação dos mesmos, ao bom velho estilo Maria Luz. Apeados do poder e privados do monopólio do tacho, elites, colaboracionistas e respectivo rebanho […]


  22. […] perfis falsos e perfis falsos. Clones como eu gosto de lhes chamar. Uns são efémeros, como a saudosa Maria Luz, outros andam por aí, como se nada fosse, caso da actriz e conferencista Sasha Grey (Laura […]


  23. […] no entanto, o relatado sobre o bando que empesta as redes sociais é um facto, tendo um deles sido bem detalhado no Aventar. Incomoda-os que alguém não seja mais uma ovelha no rebanho. […]


  24. […] presente na cerimónia para potenciar a onda de indignação nas redes sociais, promovida pela rede de Marias Luz e outras manipulações virtuais que por aí andam. O que vindo do sujeito que elogiou de forma […]


  25. […] “Maria da Luz” parece continuar em […]


  26. […] da existência de uma rara mas irrefutável verdade absoluta. Matéria-prima de qualidade para o batalhão de perfis falsos que o PSD tem acampado nas redes sociais, nada de novo para quem conhece o poderoso […]


  27. […] que fizeram as delícias de milhares de babões e fanáticos ingénuos. Infelizmente para eles, o J. Manuel Cordeiro desmontou o esquema da líder espiritual dos clones, Maria Luz, e a página, exposta, acabou por […]


  28. […] suporte no Facebook, usando perfis falsos, um dos quais desmascarámos no Aventar, uma tal “Maria da Luz“, que serviu para inundar essa plataforma com soundbites, manipulações e ataques ad hominem […]


  29. […] a experiência demonstrada no império do click, montado durante o anterior governo (Observador, perfis falsos no Facebook, equipa de produção de fotomontagens, constante produção de “factos” políticos, […]


  30. […] um caso que nos explica como alguma direita controla (ou tenta) e manipula a opinião pública. Das Marias Luz das redes sociais aos jornais fraudulentos, os casos abundam e multiplicam-se. E, quer-me parecer, estratagemas como […]


  31. […] baseada no anonimato e na mentira, que é profundamente errada. Tácticas com o recurso a perfis falsos do Facebook e sites de ódio não podem ser toleradas. E o PSD, por estratégia ou conivência, está a […]


  32. […] é mestre na propaganda e no controlo da comunicação social (sem se referir a máquina “Maria da Luz” e passando uma esponja sobre o controlo accionista dos media). A lista poderia crescer bem […]


  33. […] se trava cada batalha. Quando a guerra eleitoral estava a rubro nas redes sociais, o exército das Marias da Luz  saiu à rua. Agora, com a grande tragédia de Pedrógão Grande transformada num festim para o […]


  34. […] do Fórum TSF ou a concepção de apoiantes alternativos nas redes sociais, como o célebre caso Maria Luz, magistralmente desmontado e exposto neste blogue pelo J. Manuel […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.