Viva a República, seu feriado e heróis

 A fama dos dois homens enchera as bocas e as almas; à porta da necrópole, durante alguns domingos, vendiam-se postais com os seus bustos e os garotos gritavam: “Olha o retrato do Costa e do Buiça… Olha o retrato dos mártires!”

Rocha Martins, O Regicídio

.

manuel Buiça 1908

Para acabar de vez com o Porto

foto: ionline

Reconheçamos-lhe a coerência.

O homem destruiu a Avenida dos Aliados, impondo um projecto arquitectónico sobre o qual os portuenses não foram consultados. Arrasou com os bairros de S. João de Deus e do Aleixo ainda antes de ter uma solução alternativa para os moradores. Hostilizou instituições da cidade, não apenas o F. C. Porto, mas igualmente as companhias de teatro TEP e Seiva Trupe, a quem quis impor a lei da rolha. Trocou uma política cultural pelo patrocínio de eventos desportivos como a Corrida da Boavista. [Read more…]

Crato coloca Almeida no mapa dia 2

Ou será que vai mudar o feriado?

É carnaval…

O Carnaval deixou de ser feriado. O Turismo ficou a perder. A realidade é outra: hoje, dia de carnaval, as escolas não trabalham, parte das câmaras municipais não trabalham e o país fica parado ou a meio gás. Ou seja, o carnaval deixar de ser feriado é uma treta! Todos ficam prejudicados com esta medida: os que trabalham e os que não trabalham.

Bom senso é o que falta….

Não foi o último feriado do 5 de Outubro

A menos que para o ano todos trabalhemos ao sábado, ou um golpe de estado entre em monarquias.

Viva a Res Pudica

Viva.
A sério.
102 anos depois, claramente se vê que valeu a pena usar balas no alvo errado.

O Dia da Libertação

Ele há-de vir (pode é já ser tarde).
*sim, o desenho fui eu que fiz.

Um feriado a mais

As festas e procissões do Corpo de Deus já não são o que eram, restando algumas dignas desse nome no norte do país.  Criada na Idade Média tende a desaparecer com a descrença no cristianismo e a concorrência dos feriados municipais próximos do solstício de Junho.

O facto de ser festa móvel também ajuda. Não embarcando na cantiga das pontes e feriados, onde a festa se mantém que passe a descanso municipal. Como feriado nacional não faz sentido.

Adenda:

Como era de esperar os incansáveis anti-feriadistas atacaram hoje, num dia em que têm alguma razão.  Segundo o sr. Luís Bento, que professa numa tal Universidade Autónoma de Lisboa, 3 feriados a mais que a Europa equivalem a um prejuízo para a nação de 111 milhões. Não sei como se fazem tais contas, mas sei como se contam feriados, nem que seja pelos dedos. Ora como já aqui se demonstrou Portugal tem 12 feriados, sendo a média europeia de 11,92. Para Bento e o jornalista temos 14 feriados, o que ainda assim não faz 3 acima da média. E como se chega a esse número? é simples, conta-se o Domingo de Páscoa como feriado (o que até é verdade) e a Terça-feira de Carnaval também (o que é mentira, embora a experiência cavaquista de retirar a tolerância de ponto nesse dia tenha corrido mal). 111 milhões? desconfio que já percebi como atingiram tal número.