Gabriel Jesus e Yuya Osako: dois fenómenos a emergir no futebol europeu

Pelo que tenho visto dos últimos jogos do Manchester City, sinto-me inclinado a dizer que sim. Pelas suas características, Gabriel Jesus encaixa perfeitamente no futebol que se pratica em Inglaterra e mais concretamente na filosofia de jogo de posse que Pep Guardiola não tem conseguido trabalhar no louco futebol dos citizens.

Contratado ao Palmeiras por uma batelada de massa (27 milhões de libras), nos primeiros jogos em Manchester, o brasileiro está a valer cada cêntimo que o City pagou pelo seu passe, e está a dar um pequeno cheirinho do grande avançado que pode ser no futuro. Com um índice de trabalho fora do normal, Gabriel é um avançado que foge invulgarmente às habituais características dos avançados brasileiros: o jogador que passa grande parte do tempo do jogo no último terço à espera que a equipa lhe conceda bolas para brilhar no drible individual. Gabriel Jesus não é aquele avançado que molda a equipa em redor do seu futebol mas sim aquele avançado que se molda em função do que a equipa pretende que ele seja em cada momento do jogo. Isso é neste momento a maior característica que um avançado moderno deverá possuir para singrar no mundo do futebol.

[Read more…]

Rhynchophorus ferrugineus

«Portugal tinha um ano para se candidatar a fundos comunitários para o seu combate, que é caro, mas não chegou a fazê-lo».

Vento preso à cidade

(adão cruz)
A noite passou já as estrelas se apagaram novo sol não tarda já doura o fio dos montes e o fantasma é um lençol no meio do chão porque eu sou o vencedor de todos os fantasmas.

[Read more…]

O novo seleccionador brasileiro não é Scolari

O que é deveras estranho. Depois de ter dado ao Brasil o Penta, e depois de ter feito um trabalho tão meritório no Uzbequistão, esperava-se que o «escrete» apostasse de novo no «sargentão».

Afinal não. Escolheram um tal de Muricy Ramalho, o que significa que Scolari vai ter de continuar a resolver os problemas que ele próprio cria, agora no Palmeiras. O mundo do futebol é mesmo ingrato.