As aparições e os efeitos do medronho

Manuel Tão

Isto já está a tornar-se enjoativo. Em Portugal, não há notícias senão as relacionadas com videntes e aparições. Fosse eu vidente e já teria ganho o Euromilhões.
Quanto às aparições, bastam três ou quatro goladas de medronho e “vê-se muita coisa” logo a seguir.

Jacinta e Francisco, Santos.

E Lúcia? Fica a ver navios?

lúcia

Nah… Este pode ser só o teaser para o cartaz do próximo dia 13 de Maio em Fátima.

 

Os três pastorinhos e a greve dos professores

Por Santana Castilho

Depois do presidente Cavaco, que não é palhaço como sugeriu Miguel Sousa Tavares, ter atribuído à Nossa Senhora de Fátima a inspiração da trindade que nos tutela para fechar a sétima avaliação, vieram três pastorinhos (Marques Mendes, Portas e Crato) pregar no altar do cinismo, a propósito da greve dos professores: “… marcar uma greve para coincidir com o tempo dos exames nacionais … não é um direito … é quase criminoso … é uma falta de respeito …” (Marques Mendes); “… se as greves forem marcadas para os dias dos exames, prejudicam o esforço dos alunos, inquietam as famílias …” (Portas); “… lamentamos que essa greve tenha sido declarada de forma a potencialmente criar problemas aos nossos jovens, na altura dos exames …” (Crato).
Marques Mendes “redunda” quando afirma que a greve é um direito constitucional. Mas depois qualifica-a de abuso e falta de respeito. Que propõe? Que se ressuscite o papel selado para que Mário Nogueira e Dias da Silva requeiram ao amanuense Passos a indicação da data que mais convém à troika? Conhecerá Portas greves com cores de arco-íris, acetinadas, que sejam cómodas para todos? Que pretenderia Crato? Que os professores marcassem a greve às aulas que estão a terminar? Ou preferia o 10 de Junho? A candura destes pastorinhos comove-me.
Sem jeito para sacristão, chega-me a decência mínima para lhes explicar o óbvio, isto é, que os professores, humilhados como nenhuma outra classe profissional nos últimos anos, decidiram, finalmente, dizer que não aceitam mais a desvalorização da dignidade do seu trabalho. [Read more…]

a depressão de Fátima

depressão

 Estou ciente de ter escrito e publicado hoje, um ensaio sobre se há fé de Fátima salvar-nos-ia desta falência. Tive o melhor coração para chamar a atenção do povo que não é a fé em uma divindade criada por pastores e que atingiu o mundo inteiro, o que nos salvaria da falência, das dívidas, dos juros do dinheiro em empréstimo, o que operaria o milagre, seria trabalhar e criar riqueza com indústrias transformadoras de matéria-prima e vender a preço de mercado, aos países que carecem delas. [Read more…]

As aparições de Fátima, uma das grandes patranhas da Igreja


Faz hoje 92 anos que, alegadamente, três pastorinhos viram Nossa Senhora na Cova da Iria. Ao que parece, Nossa Senhora contou três segredos aos pastorinhos.
Os crentes que me perdoem, mas sempre achei isto uma enorme patranha. Nossa Senhora em cima de uma azinheira? Ora, ora…
Pessoalmente, e ainda ontem dizia isto a um amigo, acredito mais que os pastorinhos se tenham esquecido das horas por andarem na brincadeira, como crianças que eram. E chegaram atrasados para o jantar.
E depois, claro!, para não levarem na cara, tiveram de inventar uma «estória». Que tinham visto Nossa Senhora! E logo Nossa Senhora.
Não tinham fraca imaginação, os ganapos, não senhor…

%d bloggers like this: