O pecado do capitalismo selvagem, segundo Francisco

PapaF.jpg

Belém: o nome significa casa do pão. Hoje, nesta «casa», o Senhor marca encontro com a Humanidade. Sabe que precisamos de alimento para viver. Mas sabe também que os alimentos do mundo não saciam o coração. Na Sagrada Escritura, o pecado original da humanidade aparece associado precisamente com o ato de tomar alimento: «…agarrou do fruto, comeu» – diz o livro do Génesis (3, 6). Agarrou e comeu. O homem tornou-se ávido e voraz. Para muitos, o sentido da vida parece ser possuir, estar cheio de coisas. Uma ganância insaciável atravessa a história humana, chegando ao paradoxo de hoje em que alguns se banqueteiam lautamente enquanto muitos não têm pão para viver.

Adoro quando o Papa Francisco usa o seu poder mediático para nos lembrar que o capitalismo selvagem e as suas elites opulentas e corruptas são um nojo. Nunca é demais recordar.

E democratas-cristãos, pode ser?

“Os mafiosos não são cristãos”, afirmou ontem o Papa.

Páscoa para que te quero

Na sua oração no final da Via Sacra no Coliseu de Roma, realizada ontem, o Papa Francisco pronunciou palavras que, de tão verdadeiras e dolorosas, ultrapassam todas as fronteiras, sejam elas religiosas ou as do mais profundo ateísmo: “Vergonha porque as nossas gerações estão a deixar aos jovens um mundo fracturado por divisões e guerras, um mundo consumido pelo egoísmo onde os jovens, os fracos, os doentes e os idosos são marginalizados”.

Entre a indiferença individual e a entrega à manipulação pelos poderosos, estamos – nós, os privilegiados que podemos fazer escolhas – não só resignados, mas também a contribuir activamente com o nosso comportamento quotidiano para deixar aos nossos filhos e a todos os outros um mundo de egoísmo e um planeta devastado.

Não nos esqueçamos de comprar coelhinhos da Páscoa para as nossas criancinhas.

José Tolentino Mendonça

José Tolentino Mendonça, poeta e padre português, foi convidado pelo Papa Francisco para orientar e dirigir as suas meditações de Quaresma.

Honra ímpar.

Trata-se de um Poeta Absoluto:

[A tua sede]
A tua sede peregrino
não se aplaca na água
mas pela pedra

José Tolentino Mendonça

Francisco não merecia

Parece uma família a caminho de um funeral, que leva consigo um pateta alegre, e sem querer acaba no Vaticano. Na verdade é uma família de trafulhas, Nepotismo é o seu nome do meio, e representam grande parte daquilo que este Papa vem combatendo. Francisco é boa pessoa e não merecia isto. A cara dele diz tudo.

Quando os papéis se invertem

via Uma Página Numa Rede Social

Para acabar o dia, e a propósito da troca de presentes entre o Papa Francisco e Trump.
Durante séculos, a Igreja foi considerada um dos maiores entraves à evolução da Ciência. Há mesmo quem diga que o estado actual da ciência poderia estar cerca de cem anos mais avançado, se não tivesse existido a repressão que a Igreja Católica aplicou, na Idade Média, sobre cientistas cujas descobertas contestavam os dogmas teológicos.
Pois bem, avançamos até ao presente e estamos no século XXI. Hoje, vimos a Igreja a posicionar-se ao lado da ciência, quando o Papa Francisco entregou a Trump uma carta de consciencialização para as alterações climáticas resultantes da poluição humana.
Reparem bem no insólito: o líder de um dos países mais avançados do planeta Terra, uma pessoa que deveria ter a capacidade intelectual para compreender a importância deste tema e que tem ao seu dispor recursos científicos quase infinitos, este homem teve de ser chamado à razão por um líder religioso, precisamente, num tema de natureza exclusivamente científica.
Hoje, um sacerdote indicou a um governante que a nossa existência neste planeta está em risco, não por intervenção divina, mas por irresponsabilidade grosseira e ignorância humana.
Dá que pensar, não dá?

Imagem via Osservatore Romano/Handout/Reuters@Exame.com

Say ‘cheese!’

© Evan Vucci / AFP – Getty Images

As aparições e os efeitos do medronho

Manuel Tão

Isto já está a tornar-se enjoativo. Em Portugal, não há notícias senão as relacionadas com videntes e aparições. Fosse eu vidente e já teria ganho o Euromilhões.
Quanto às aparições, bastam três ou quatro goladas de medronho e “vê-se muita coisa” logo a seguir.

Isto de usar a laicidade do Estado para tudo e mais alguma coisa é sempre muito bonito

até ao dia em que chegue um governo verdadeiramente laico que decrete a extinção de todos os feriados religiosos.

Em Fátima

Foi instalado um terço gigante da autoria de Joana de Vasconcelos. Mesmo assim, Francisco mantém a visita programada.

Os milagres e os vendilhões do santuário

Os milagres acontecem todos os dias. A criança que é salva por um bombeiro, o emprego que aquele pai desesperado consegue encontrar, o grupo de jovens que vai a lares visitar idosos, solitários, acamados e sem família, uma mãe solteira com três filhos e dois empregos, que consegue ter tempo assistir à peça de teatro na escola e não falha um jogo dos filhos ao Domingo, um voluntário que deixa tudo para ajudar refugiados num país distante. Todos os dias, sem dogmas ou literatura ficcional. [Read more…]

A tolerância

No quiosque onde por vezes vou fazer o Euromilhões só para poder dizer Alea jacta est!  qual impetuosa estratega, enquanto a dona do quiosque deixa cair o boletim na máquina, sem cuidar da importância do momento, alheia à frágil tessitura onde se entrecruzam acaso, sincronia, sorte, mirabolantes coincidências, e tudo redunda no invariável resultado de um número e uma estrela, no quiosque, dizia, discutia-se hoje o Papa e a tolerância. A dona do quiosque, que de todos os assuntos pensa que nada vai mudar mas que tudo acabará por ficar pior, dizia que é muito a favor da tolerância mas que há limites e que há gente que abusa. Olha aquela da farmácia, por exemplo, que vem aqui muitas vezes, lê as revistas das telenovelas todas e nunca paga nada, eu sou tolerante mas às vezes apetece-me mandá-la àquela parte. E o Papa, ora o Papa… A Igreja fala muito de dar a outra face mas quando é com eles é outra história, não é? Falar é muito lindo – concluiu, com um gesto amplo, abarcador do mundo, a dona do quiosque.

Fez-se silêncio. [Read more…]

Lasciate ogni speranza, voi ch’entrate*

A Secretária-Geral-Adjunta do Partido Socialista assina hoje um texto de antologia num jornal diário da cidade do Porto. Com o título de “Inquietação vs. Esperança”, Ana Catarina Mendes escreve um artigo que poderia perfeitamente passar despercebido e constituir apenas mais um testemunho tardio do movimento de entropia que aflige o mundo, particularmente aquele mundo saído da Revolução Francesa, cujos pilares eram a Liberdade, a Igualdade e a Fraternidade. Mas o seu testemunho não deve passar despercebido, pois Ana Catarina Mendes, líder de um movimento social e político herdeiro dessa trilogia e cuja filosofia assenta no princípio doutrinário da laicidade, agora reza.

[Read more…]

Queres ganhar um rendimento extra em ajustes directos? Ourém explica-te como conseguires!

papa-francisco

Numa altura em que o Aventar apresenta uma iniciativa pública cidadã que visa como objectivo principal esclarecer o comum cidadão sobre os milhões gastos pela sua autarquia nos chamados contratos celebrados por ajuste directo, leio no Público que a vinda do Papa a Portugal levou o Governo a aprovar (e a publicar em Diário da República) um diploma de excepção que permite à Câmara Municipal de Ourém poder vir a adjudicar sem qualquer concurso público várias empreitadas (a lei explicita 19 obras de requalificação a executar pela edilidade) até 5,1 milhões de euros (um valor igual ou superior a 150 mil euros obriga o lançamento de um concurso público) e até 207 mil euros por serviços, o triplo do valor considerado normal para os ajustes directos. Assim sendo, se a Santa Sé assim o ordenar à Comissão Executiva da empreitada, a Câmara de Ourém poderá servir por exemplo 207 mil euros de lagosta e outros crustáceos e moluscos aos convivas que o Papa Francisco trará a Portugal em Maio sem ter que passar cavaco ao pobre Silva que só será chamado a pagar quer por via dos IMI quer por via dos donativos que deixa no negócio das velinhas do Santuário.
[Read more…]

36ª Congregação Geral dos Jesuítas

A Companhia de Jesus (Jesuítas) vai realizar a partir do próximo dia 3 de outubro, em Roma, a sua 36ª Congregação Geral, tendo como primeiro ponto da agenda a eleição de um novo responsável mundial da Companhia, após a renúncia do padre Adolfo Nicolás.

O novo Superior-Geral dos Jesuítas, também conhecido por General, ou Papa Negro, vai ser escolhido por 215 jesuítas oriundos de 62 países e será eleito por maioria simples. Em 476 anos de existência, esta é a 36ª Congregação Geral da Companhia de Jesus.

O Papa Francisco é o primeiro Papa jesuíta da história da Igreja Católica e será ele o primeiro a conhecer o nome do novo Superior-Geral da Companhia, antes de este ser tornado público. É também do Papa Francisco o lema que presidirá à reunião magna de 3 de Outubro, inspirado num seu discurso, proferido em 2014, por ocasião dos 200 anos da restauração da ordem religiosa:

“Remando mar adentro”.

Qualquer que seja a posição que cada um tenha relativamente aos assuntos da Religião e da Fé, há factos históricos inegáveis. A Companhia de Jesus é uma das organizações mais sólidas e influentes da História, tendo desempenhado um papel decisivo no desenvolvimento científico, pedagógico, político, diplomático e até militar do mundo, desde o século XV até aos dias de hoje.

Segue-se a homenagem às vítimas da Inquisição

Papa homenageia vítimas dos Nazis

Conselheiro do Papa Francisco defende Lula da Silva

Carta de Leonardo Boff.

Papa Francisco símbolo maior da tolerância

O Papa Francisco é um Homem único. Não foi por mero acaso que chegou a líder da Igreja Católica neste tempo novo. Um tempo de crise de valores sem precedência, em que a intolerância predomina no nosso quotidiano. Francisco é o simbolo maior da tolerância.

 

Um Papa único. Uma Imagem única.

FB_IMG_1452988999969

Família, trave mestra de uma sociedade com futuro.

papa_francisco_filadelfia

Uma intervenção fantástica do Papa Francisco, durante a visita a Filadélfia, sobre a importância da defesa da Família enquanto trave mestra de uma sociedade com futuro.

Papa Francisco quer mastigar folhas de coca

na Bolívia, sê boliviano.

O Papa Francisco anda a abusar da liberdade de expressão

Papa refere-se aos casamentos entre pessoas do mesmo sexo como “ameaças à família” e uma deterioração do “plano de Deus para a criação”.

Papa Francisco discorda dos Monty Python

Papa Francisco diz que os bons católicos não devem procriar como coelhos.

Papa ataca primeiro-ministro português

Papa Francisco diz que bons católicos não devem procriar como coelhos.

Ainda bem que a Igreja Católica já ordena mulheres para o sacerdócio

Papa Francisco critica sociedade machista, que não dá espaço às mulheres.

Não é verdade

aquilo que Fernanda Câncio escreve: “As pessoas provocam e há reações“. Em português europeu, quando as pessoas provocam, há reacções. Efectivamente: reacções.

Falta de sentido de amor

650x437x746_jpg_pagespeed_ic_djffoesosf

Carlos Ruas, http://www.umsabadoqualquer.com/

Aceito que haja pessoas sem sentido de humor. Nem todos tiveram a sorte de receber o treino adequado: é necessário interiorizar verdadeiramente a tolerância e, sobretudo, compreender, por estranho que possa parecer, que o humor não é para se levar a sério. Assim, um humorista pode ser processado ou, pior do que isso, ignorado. A partir daí, reacções como o insulto ou o homicídio que tenham por alvo os autores de piadas são casos de polícia e não se fala mais nisso. [Read more…]

Todo o merchandising será perdoado

Nas Filipinas, assinala-se a visita do pontífice que se tem manifestado contra o capitalismo com a venda do “boneco Papa Francisco”.

O verdadeiro inferno!

Mais outro que já podem canonizar

Equipa do Papa avança na Libertadores após milagre

%d bloggers like this: