O meu inverno

Vive-se permanentemente à espera do verão!

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Nem por sombras, JP ! Com o inverno troca-se o corpo pelo espírito, a exuberância pela sobriedade, a ceara a morrer de sede pelos campos prenhes de água. No inverno prepara-se a vida, é a renovação, no verão esgota-se na vertigem do efémero.


  2. Estou contigo, embora no meu caso seja mais à espera da Primavera e do Outono

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.