Uma perspectiva islâmica no Aventar

Mesquita do Sultão Hassan e a de Al-Rifai por feaemarco.

As primeiras palavras com que o visitante depara na página de entrada do Aventar são as seguintes: Expor ao vento. Arejar. Segurar pelas ventas. Farejar, pressentir, suspeitar. Chegar. Blogue pluralista.

Pois somos cada vez mais pluralistas e expomos ao vento, a partir de hoje, com um novo aventador. Frederico Mendes Paula é arquitecto, reside no sul do país, é amante e estudioso da cultura árabe, converteu-se ao Islão.

Pedi-lhe umas linhas de apresentação e recebi o texto que a seguir publico na íntegra. Em vista do mesmo, não é necessário que eu faça as introduções. Melhor do que ninguém, Frederico  apresenta-se a si próprio:

“Desde meados dos anos 70 que me senti atraído pela cultura Árabe/Islâmica, tendo frequentado o curso de Árabe Clássico e Cultura Muçulmana da Universidade Nova de Lisboa até ao 3º nível (1978-1980).

Desde 1975 que comecei a visitar regularmente Marrocos, tendo também passado 3 semanas na Tunísia em 1982 a fazer um estudo sobre a habitação degradada na Cidade de Tunis, integrado num curso pós-graduação que frequentei na Holanda.

Publiquei em 1997 um livro sobre Lagos no Período Árabe.

Mantenho desde essa altura uma grande ligação com Marrocos, país que visitei umas quantas dezenas de vezes (49 mais precisamente), não só em turismo como profissionalmente, concretamente tendo sido enviado em 2001 pela Câmara Municipal de Lagos a Al-Hoceima para estabelecer protocolos de cooperação com dois municípios dessa província (Ait Youssef Ouali e Imzouren) e reunião com o Governador da Província, participado como conferencista num curso pós graduação sobre Arqueologia / Património Arquitectónico e Natural / Turismo Cultural na Universidade de Tetuan em 2005 e no III Seminário Luso-Marroquino em 2007 em Marrakeche com uma comunicação sobre a Influência Islâmica nas Técnicas Tradicionais de Construção no Sul de Portugal.

Elaborei várias linhas de azulejos baseados nos antigos azulejos Árabes Andaluzes, por encomenda da firma LACOARTE. Trabalho de recolha de informação no Alhambra de Granada, Reais Alcazares de Sevilha e na Medina de Fés, em Marrocos.1998

Elaborei o Estudo Prévio do Museu do Rif, o qual foi oferecido pelo Presidente da Fundação Al-Idrisi a Sua Magestade o Rei Mohammed VI durante a Festa do Trono na Cidade de Tetuan.

Participei em vários seminários sobre o Islão em Portugal _ Colóquio Internacional sobre “História e Cultura Luso-Árabes”. Silves (1998) Seminário A Herança Àrabe nas Estruturas Urbanas do Algarve, organizado pela Comissão de Coordenação da Região do Algarve em Tavira (2001) Seminário A Herança Árabe na Sociedade e na Cultura do Algarve, organizado pela Comissão de Coordenação da Região do Algarve, em Loulé (2001) Seminário Fortificações Islâmicas no Sul da Península Ibérica, organizado pelo IPPAR. Universidade do Algarve, Faro (2001) Seminário O Islão de Lagos às Molucas, organizado pela Comissão Municipal dos Descobrimentos em Lagos (2002)

Sou sócio-fundador do Centro de Estudos Luso-Arabes de Silves e membro da Fundação Al-Idrisi Hispano-Marroqui para a Investigação Histórica, Arqueológica e Arquitectónica.

No ano de 2008 encontrei no Islão a via para a minha espiritualidade, tendo-me convertido na Cidade do Cairo.”

 

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Meu caro, muito curioso o que nos conta. Seja feliz por aqui. Um abraço amigo


  2. Transcrevo o comentário que fiz ao post anterior, pois acho que cabe aqui. Estive em Marrocos por duas vezes. Da última fui até a Ouarzazade, do outro lado do Atlas. Apesar dos hábitos e culturas diferentes, permanece no ar um certo fascínio que se entranha em nós, uma nostalgia difícil de definir e uma espécie de sensualidade mítica e mística que nos percorre os sentidos, talvez fruto das nossas histórias de infância e da curiosidade acumulada através dos anos. Bem-vindo.


  3. E eu também lhe dou as boas-vindas (ao Frederico), é claro.

  4. Frederico Mendes Paula says:

    Obrigado amigos. Tenho fé que neste espaço possa partilhar alguma da minha (pouca) experiência nestes assuntos e contribuir para que o Islão seja entendido como os verdadeiros muçulmanos merecem que seja.

  5. ahmed says:

    bom dia, tenho orgulho de ser amico do fredrico e que isso não tem nada a ver com a sua nova fé ainda se sou«un bom muçulmano»
    um abraço para todos

  6. Pedro says:

    Obrigado, Ahmed, eu também sou amigo do Frederico há muitos anos e sei que ele está aqui no Aventar pela sua cultura, formação e interesse em culturas árabes. A sua fé torna-nos mais pluralistas. O Aventar acolhe pessoas com algo para dizer, não apenas por terem uma ou outra fé.

  7. ahmed says:

    Ola Pedro,claro e comprendo bem,era só que tenho sido governado pela emoção..espero bem que uma vez consigo adicionar qualquer coisa de util..obrigado Pedro

  8. Frederico Mendes Paula says:

    السلام عليكم احمذ
    salam alaikum Ahmed
    obrigado pelo teu apoio

  9. ahmed says:

    obrigado Fredrico que estas abrindo uma janela-que foi fechada por muito tempo-para nós ver,saber e satisfazer pelo menos a nossa curiosidade cultural.. carissimi saluti a tutti dal Italia

  10. ahmed says:

    (Disse o profeta: apoiar o teu irmão oprimido ou opressor.perguntaram-lhe..claro que nós apoiá-lo quando ele é oprimido,mas como podemos apoiá-lo quando é opressor..
    O profeta disse: pará-lo.)«hadith».
    eu modestament acho que a crise de hoje é mais social,moral e ética do que económica

  11. ahmed says:
  12. ahmed says:

    Massacre de muçulmanos na “Gus” nigeriano

    Eu não sei como experimentaram os eventos de “Gus” Nigerian despercebido na consciência do mundo, se medido em sangue tornou-se terra de ninguém como religiosas ou sectárias, e se o sangue muçulmano tornou-se mais barato neste momento, quinhentos e pessoas de cinqüenta, homens, mulheres e crianças e os idosos, a demolição ea destruição de centenas de casas em um ataque sectário desagradável é violada pela cidade quatro dias antes da intervenção militar, só que os muçulmanos queriam Ermmwa uma antiga mesquita na cidade ou re-construída, estou surpreendido com muitas das vergonhoso silêncio da Europa Ocidental e Oriental igrejas sobre este “bárbaro” e brutalidade que é difícil encontrar um sentido ou justificativa, quinhentos e cinqüenta as pessoas não se mover a consciência da cadeira, por exemplo, para o Vaticano a emitir uma declaração denunciando o sangue derramado no man’s land e atentados à vida humana, que é o que o presidente tenha sido emitido para os trabalhadores de forma os dados dos eventos de pequeno e marginal, falou contra os cristãos em algumas capitais árabes, e não representam um por cento dos crimes aconteceu na Nigéria contra a população muçulmana de pessoas inocentes, não mova o depoimento de testemunhas para os corpos das crianças são jogadas em pilhas de queimado ou rasgado uns aos outros com facões chegou a trinta corpos em uma pilha, para não agitar a consciência do S. U. Congresso e do Parlamento francês que Sdawa nossa cabeça para falar sobre humanos minorias e os direitos das comunidades em nosso país, e definir as missões e as declarações emitidas e mobilizou os votos, porque omissa sobre esse crime hediondo, por que não criar comissões para investigar os fatos em torno do massacre horrível e freqüentava o número de mortos muito mais do que a referida declaração solene, por que não chamar para os ensaios urgente para os assassinos, o Vaticano está ocupado com o projecto de evangelizar a África, e ocupado clicando sobre os países do Magrebe Árabe para abrir as portas aos missionários para operar livremente para evangelizar os povos muçulmanos lá, e relata o Magrebe, publicado esta semana falando de oitenta mil milhões de dólares foram monitorados através de instituições econômicas e da igreja civis e religiosas filiadas igrejas Católica e Evangélica para a invasão da África do portão no norte Africano Árabe, viria o terrível massacre na Nigéria frescor e paz aos corações dos sacerdotes que o projeto serve como parte da liquidação da presença islâmica no maior país de África, os muçulmanos na Nigéria não são uma minoria em qualquer caso, eles são, de longe, a maioria dos cristãs e pagãs, e ainda o fazem à vista do ano no município representou uma minoria, e se um deles portando armas Astbahoh existe um clã na íntegra, conforme revelado pelo massacre de um grupo “haram Boko”, que custou a vida de cerca de mil civis muçulmanos, um massacre relatados pelas agências de notícias, e do tipo de acidente e da fuga de mídia que todos envergonhados e os obrigaram a abrir investigações sobre o massacre, também surpreso com a mídia egípcia ignorou deliberadamente os massacres na sua totalidade, sem a menor referência a ele, embora estes documentos em si não ignorar qualquer notícia, mesmo trivial sobre as alegações de um muçulmano ou um muçulmano nas capitais do Leste ou Oeste, próximos e distantes e, às vezes interessado nos detalhes de um estranho e desconhecido, como aconteceu com a história de Dar Al-Fatwa do Líbano, que teve o cuidado de seus jornais no Egito Sawiris de maneira exagerada, e não o sangue de mais de quinhentas pessoas, muito menos eles são muçulmanos, merecem a atenção dos jornais, mesmo do ponto de vista profissional, pelo menos, se a consciência tenha morrido entre eles, é dinheiro suficiente no mundo que o dinheiro do suborno sectária algumas pequenas lojas na imprensa, é suficiente para insultar um deles se poluem e sua consciência e enterrado na bruxa para este limite, você tem direito a acreditar que todas as reivindicações dos direitos civis e os direitos das minorias, a UE alegou ruído sobre os direitos humanos é uma hipocrisia religiosa e política é barato, para encobrir os projectos e ambições políticas e religiosas da penetração e controle na história do mundo islâmico Mtosdp das minorias e dos direitos humanos, sem ter qualquer um homem vínculo real, consciência, ou adâmica da porta.

    nb:

  13. ahmed says:
  14. ahmed says:

    Boa tarde,o sito aqui em sima é de«Knights of Malta»..knlghts of malta tem um estado com um presidente e com o seu próprio governo e tem um lugar no U.N como observador e tem embaixadas em 96 paíese neste nosso mundo hoje!!mas a coisa mais estranha é que este estado não tem território.
    Alguém disse que a famosa empresa de segurança militar Black Water «Mercenários em Iraque» faz parte deste estado.
    Parece que o CRUZADA nunca terminou!! obrigado

  15. ahmed says:

    U. S. presidente Barack Obama sempre lembra-se assim da mãe dele “Mrs. Stanley Ann Dunham,” o melhor e elogiou-o, dizendo: “A melhor coisa na minha personagem de volta a ele e devo isso a fazê-lo,” Em seu excelente “The Audacity of Hope” para dizer: Ao contrário da maioria dos valores que Otbnaha, aprendi compaixão outros da minha mãe, eles estavam desprezando qualquer tipo de inculto ou aspereza ou abuso de poder … Sempre que se considera mesmo uma referência de passagem a tal comportamento, eu tenho me olhou diretamente e diz: “Como você se sentiria se fosse para fazer isso?” Eu entendo a Regra de Ouro … Exige algo mais, ligue para me colocar em outra pessoa nos olhos e ver o mundo (ou os chamados Baltqms emocional) … É um professor orientador instrui uma política.

    Esta regra de ouro teve o maior impacto na criação e formação de visões e idéias e as posições do presidente Obama interno e externo … Conforme expresso em seu livro “The Audacity of Hope” a linguagem de alto nível moral e da lógica racional é simples.

    Durante a abertura da sétima sessão do Fórum Mundial, em Doha 13/2/2010 islâmico “, disse Obama em uma mensagem em vídeo da conferência:” Eu quero aprofundar a parceria com o mundo islâmico .. e eu estou orgulhoso de anunciar hoje que o meu país decidiu nomear um enviado especial para a Organização da Conferência Islâmica, que Rashad Hussein, um funcionário da Casa Branca, eo advogado que desempenhou um papel sutil no desenvolvimento de parcerias pediu no Cairo. ”

    Através deste fórum de 2.6.2009 livre em meu artigo intitulado “Os árabes … de Seattle para o presidente Obama” durante sua visita ao Cairo, quando lhe disse: “Não espere que os muçulmanos e árabes, em especial as relações normais a menos que a injustiça contra o povo palestino e seus direitos restaurados para eles e da terra. É como você disse o primeiro-ministro indigitado, Ismail Haniyeh, em sua carta que “o único gateway para o mundo muçulmano é através da Palestina. porta de entrada para o mundo e os muçulmanos da Palestina é bem conhecido, ea chave é a justiça ea liberdade para os palestinos”,

    Aqui está o primeiro ano de presidência de Obama passou sem ver passos concretos no terreno, mas que não é mais difícil vôos de ônibus espaciais realizadas por seu enviado especial ao Oriente Médio, o senador George Mitchell entre as capitais árabes e do Estado sionista resultaram em alguma coisa … Lula “Stinking Yahoo respondeu à sua solicitação para parar a construção de colonatos, mas sim um outro anunciado novos projetos de expansão, destinado principalmente a judaizar Jerusalém e inflamar a região … Esta desilusão é sublinhada pelo Fórum de Hillary Clinton se referia quando disse que “muitas pessoas se sentem decepcionados com a falta de uma solução para o conflito, e destacou que seu país apóia a solução”, mas não pode impor uma solução, mas as partes a encontrar uma solução para eles, e Washington apoiá-los …”, e desrespeito das mentes e uma continuação da política de dois pesos e duas … mostrou Hillary Clinton na mesma palavra antes da audiência para esquecer esta lição de neutralidade positiva … eloquente na sua busca com os “parceiros regionais e internacionais” para desenvolver e implementar novas medidas para persuadir o Irã a mudar “provocação política” ameaçar o Irã, “pagar um preço alto”, e salientou que não há evidências crescentes de que o Irã está buscando armas nucleares … não sei o que impediu o público de pedir Hillary Clinton sobre as razões que impedem que a América a partir da pesquisa com os “parceiros regionais e internacional “também para a aplicação das resoluções das Nações Unidas sobre a Palestina à beira da piscina? não suceder na América, impondo a sua vontade onde quer que vá? independentemente dos meios de honra e nobreza de propósitos …

    A regra do presidente Obama … Estamos convencidos de que chegar a uma solução política para os legítimos direitos dos palestinos não serão alcançados somente se ele possuía os povos árabes e muçulmanos que, em seguida, a sua decisão ea liberdade de escolher seus líderes … Mas a solução para os presos humanitária em Gaza, Sr. Presidente, não é susceptível de atrasar ou esperar … E não há um obstáculo a ser bloqueada por suas mãos … O que impede você de implementar as resoluções de Sharm el-Sheikh a levantar o cerco de mais de um milhão e meio de pessoas em Gaza e na reconstrução do que foi destruída pela traição e traição? Não é suficiente relatórios e certificados de organizações humanitárias internacionais, direitos humanos, que retratou o sofrimento ea tragédia em Gaza devido ao embargo que lhe foi aplicada antes e após a agressão sionista …!! Não disse o ex-presidente Jimmy Carter?

    Sr. Presidente … Lembre-se que acordei com você e Michel uma noite ao som do choro de sua filha Sasha, ela tinha apenas três meses … Apesar de todas as suas tentativas de consolá-la Finalmente você contactar o seu médico, como eu disse no livro “mostra que a criança já infectadas com meningite, mas o tipo de resposta aos antibióticos intravenosos e, se não diagnosticada corretamente a sua condição no momento da audiência podem ser perdidos ou expostos ao risco de morte, e assim eu passei Minha esposa e três dias com a nossa filha no hospital, assistindo os enfermeiros carregá-lo, enquanto os médicos tratados por drenagem lombar e ouvir Zeigaha e rezar para não piorar a sua situação … Sasha feliz e saudável agora, mas ainda me arrepio quando me lembro desses três dias? Como o mundo estreitou-se em frente de mim e foi limitado a um ponto? e como você perdeu o interesse em tudo e todos fora das quatro paredes do meu quarto de hospital, e meu itinerário e até mesmo o meu futuro ”

    Esta cena, o Sr. Presidente, os direitos e Pai misericordioso me fez parar em frente a ele um monte e vivem na sombra assustado simpatizar com você e você provou isso e sabia que como você disse, “Quando o seu filho fica doente e não compromete Olhando para o melhor negócio” … Como um aparte, Sr. Presidente, o que você faz se você é do povo de Gaza? Eu acordei e tudo será perdido o pai ea mãe, irmãos e irmãs, e deixou um deles vai viver com uma deficiência sobre as ruínas da casa é uma coisa depois de um olho? O que você faria?

    Sr. Presidente, em Gaza, como eu vi por si mesmo e ver o mundo e viver … Eu acordei mais de meio milhão de pessoas na madrugada do dia 27 de dezembro de 2008 brutal agressão sionista resultou no primeiro dia da morte de mais de 1.450 palestinos, incluindo 450 crianças, e ferindo outras 5.200, bem como a destruição de mais de 20 mil casas e instalações, centros de saúde, e mais de 300 escolas … Um ano após a agressão é ainda mais de 35 mil pessoas que vivem em tendas ou abrigos, e mais de 120 mil empregos e cerca de 75 por cento da população, metade das crianças sofrem de insegurança alimentar, devido ao bloqueio, e mais de 100 mil pessoas não têm acesso à água potável a todos e metade da população get contaminados com água salgada imprópria para beber, e parar de estações de tratamento levou a Toth, águas e vegetação, e parar de usinas de energia levou à morte de muitas crianças em Houdanathm ea morte de muitos pacientes com câncer e insuficiência renal e doenças cardíacas, segundo relatório da Organização Mundial de Saúde … Quem é responsável por tudo isso?

    Sr. Presidente … Depois de se tornar um membro do Senado “alugou um pequeno apartamento de um quarto para passar três noites por semana e apenas uma em Washington, para participar nas reuniões do Conselho … e forçando-se a recordar as alegrias de ser solteiro … mas mesmo assim depois de quatorze anos de casamento encontrado se takeaway alimentar Amante da vida familiar e os fracos e indefesos em sua manhã em uma Washington … a segunda noite eu acordei com dor no pescoço por causa de dormir no sofá, e alimentados, e eu perdi a ouvir a voz das meninas ávidos por calor e Raianhma Enagahma doce …

    Nas prisões da ocupação sionista, o Sr. Presidente … Mais de 7.400 palestinos detidos e prisioneiros, incluindo 107 mulheres, eo número de menores em regime de detenção: 407 crianças e adolescentes passou a maior parte deles em cativeiro por mais de 25 anos, não ver onde sua esposa não escutar a voz das crianças, não, não, não …

    Sr. Presidente, menos dor no seu livro “A religião me ensinou a sentar-se na igreja e rezar e ler o que eu quiser, mas não pode ser imposta pela vontade de Deus não foi para fora para o chão e honrado Matalmth” Será que apertar o cerco sobre a população de Gaza a partir dos mandamentos do Senhor? Você foi por uma campanha para libertar as vítimas do furacão Katrina, e da ponte aérea Omrtm Haiti Socorro … A tragédia do povo de Gaza e que são mais de quatro anos, o testemunho da realidade das organizações internacionais não podem ser fabricados ou distorcida, a prova da tese de que a chuva que cai como ela diz “não precisa sair para o ar livre?”

    Sr. Presidente, você diz: “Eu pensei que dois mil anos de guerras travadas neste pequeno ponto de terra e ponderou profundamente absurdo acreditar que uma solução para este conflito na era da nossa geração e da capacidade da América, apesar da sua esmagadora determinar o curso dos acontecimentos no mundo … mas eu não Ochbut muitas vezes como Alovkarfahi Ovkarrgel velho Não importa o quão difícil é a tarefa que eu acho que é o nosso dever de participar de esforços para alcançar a paz no Médio Oriente, para benefício dos povos da região, mas para a segurança das nossas crianças também ”

    Você, Sr. Presidente, você tirou as idéias do velho? Não é medo, como mencionei no seu livro se transforme em um típico dois lados maus políticos e línguas do tipo comum em filmes de TV? Diga qualquer coisa durante a campanha eleitoral e fazer o seu oposto, depois de vencer o … Lembre-se que a política poderia duplicar o trabalho novamente, mas não o único lugar para início.

    Sr. Presidente, o que eles dizem para a mãe afetuosa “Mrs. Stanley Ann Dunham,” ela ensinou: “honestidade, veracidade, compaixão pelos outros, disciplina, recompensa demorada e dura e dura … eu estava com raiva, a pobreza, a injustiça ea desprezar aqueles que não se preocupa com eles …” Será que dizer que em vez de levantar o cerco sobre a população de Gaza … Ordenados por seu governo para suportar as despesas de construção de um muro de aço barreira de água subterrânea, entre o Egipto e Gaza para apertar Alhsaraly milhões e meio de pessoas dizimadas pela fome, doença e injustiça dos parentes? Você tem que dizer Mbaozq George Mitchell, o fracasso do Médio Oriente uma grande troca de prisioneiros entre o Hamas e os sionistas a fim de não Tkerklob pais e mães e esposas e filhos, seus olhos ficaram brancos do sofrimento e da longa espera? O que você vai dizer a ela? E o que vai dizer? Não é que “se não estamos dispostos a pagar o preço por nossos valores, devemos nos perguntar se realmente acreditamos no”

    Finalmente, o Sr. Presidente, que a tarefa Mbaozq Especial advogado OIC Rashad Hussein para aprofundar a parceria com o mundo islâmico … Não terá êxito e não será realizado a menos que eles vejam a luz da justiça e da liberdade para os palestinos … Não terá êxito e não verá a luz a não ser levantar o cerco a Gaza … Nada impede que você que … Nada além de passar de “The Audacity of Hope” para “ação agressiva” não é nada, mas a vontade de lembrar Mama “Como você se sentiria se fosse para fazer isso

  16. ahmed says:

    WASHINGTON (CNN) | 19/03/2010 23:32
    ———«RIDICULO»———–
    E.U. geral nesta quinta-feira que a política dos Países Baixos para permitir que soldados homossexuais a servir no exército liderado, em parte, à falta para evitar um massacre contra os muçulmanos na cidade de Srebrenica, na Bósnia em 1995.

    O ex-líder da Otan, John Sheehan, disse que, após o colapso da União Soviética em 1991, “Eu pensei que países como a Bélgica, Luxemburgo e Países Baixos e outros, têm sido firmemente estabelecido que não há mais a necessidade de uma capacidade de combate das forças armadas”.

    Isso aconteceu durante uma audiência no S. U. Senado sobre a política de “não pergunte, não diga”, o que torna os elementos da U. S. Exército para os homossexuais não revelar a orientação ao público.

    Ele disse Sheehan: “Como resultado, eles anunciaram um plano de paz e de ter feito esforços para tornar os seus exércitos .. social e incluiu a liberalização dos exércitos, incluindo a abertura da homossexualidade em público e mostra em uma série de atividades, com ênfase em operações de paz, porque eles não acreditam que o Sihajmounam alemães novamente ou que os soviéticos vão voltar. ”

    Ele acrescentou que isso levou ao surgimento dos exércitos não está bem preparado para lutar em guerras.

    Ele disse: “O exemplo referido foi o que aconteceu quando ele foi convidado a tropas holandesas para defender Srebrenica contra as forças sérvias e do batalhão holandês sob o comando de um fraco, veio para os sérvios da cidade e amarrou os soldados telefone colunas e levou os muçulmanos fora da cidade e mataram.”

    Ele acrescentou: “Esse foi o maior massacre na Europa desde a Segunda Guerra Mundial.”

    Questionado sobre se os comandantes militares lhe disse que o desempenho do batalhão holandês de tropas holandesas ligadas a gay, Sheehan disse: “Sim .. eu indiquei que, como parte do problema.”

    Sheehan estava se referindo ao massacre que ocorreu em 11 de julho de 1995, quando forças sérvias invadiram as áreas de segurança das forças internacionais na cidade de Srebrenica, e realizado assassinatos sistemáticos de homens e meninos ea expulsão dos muçulmanos do resto da cidade.

    Foram mortos durante essas operações cerca de 8.000 muçulmanos bósnios.

    O general americano reformado para o oficial holandês, que lhe disse que este é Hankman Berman, que serviu como chefe do Exército, de pessoal, que foi votado fora por não encontrar alguém para culpar.

    Foi incapaz de a Embaixada da Holanda para identificar a pessoa com esse nome neste post, mas ele sabia que um ex-general do exército holandês era chamado de “Henk van den Bremen”, é o presidente dos pilares do exército holandês no período entre 1994 e 1998, foi incapaz de CNN para alcançá-lo.

    Em um comunicado posterior à audiência, o senador Carl Levin, presidente do Comitê de Serviços Armados do Senado: “Foi o que aconteceu no massacre de Srebrenica, sem consciência”, mas não pode ser atribuída à presença de homossexuais no exército holandês.

    Ele disse: “Eu não sei de nenhum historiador ou comentarista proporções como este grande fracasso para proteger os civis em Srebrenica, a política holandesa de serviços abertamente gay no .. exército e os militares E.U. servir lado a lado com os holandeses no Afeganistão sem qualquer dificuldade.”

    E apoiou o embaixador holandês em Washington, Renee Jones – Boss, a declaração do senador Levin, disse que se orgulha da existência de gays e lésbicas abertamente servir no exército com distinção ao longo de décadas, servindo também em posições de operações militares, como o Afeganistão no momento.
    Fonte: CNN


  17. é um ótimo poster, eu sempre adoro de ler o que você encreve, em meu blog tambèm tem ums contéudos e umas notícias muito boa. BJs.http://sensuaisegatas.blogspot.com

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.