A4: Terror na Auto-estrada

Todos os dias utilizo a auto-estrada nº4, mais conhecida como A4 (Porto-Amarante).
Conheço-a, em toda a sua extensão, como a palma das minhas mãos. É uma via fundamental para o Grande Porto nas suas ligações internas (Valongo, Ermesinde, Maia, Matosinhos e Porto) e essencial para nascente do Distrito do Porto (Penafiel, Paredes, Baião, Amarante, Marco).

Infelizmente, hoje foi palco de mais um acidente grave, muito grave. Independentemente das culpas que possam ser apontadas aos condutores, não se pode ignorar que esta via, em determinados troços, é bastante perigosa – descidas acentuadas, curvas bastante apertadas e sinalização paupérrima. É perigosa, bastante perigosa.

É tempo de os responsáveis por estas vias começarem a ser responsabilizados. Os valores de portagens que cobram, nada meigos, obrigam a um serviço de excelência. Manifestamente, não é o caso da A4.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Enquanto temos estradas assassinas que não se melhoram, as autoestradas são uma farturinha…

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.