Porque está Pinto Monteiro estarrecido com as fugas de informação?

Vá-se lá perceber porque, mas o jornal i diz que Pinto Monteiro “terá ficado estarrecido” com a divulgação de um dos seus despachos em vários jornais, no fim-de-semana. O "Diário de Notícias" e o "Correio da Manhã" transcreveram mesmo diversas frases do despacho de Pinto Monteiro que arquivou as certidões para eventual investigação de um eventual ‘atentado ao Estado de Direito’ que envolveria o primeiro-ministro, José Sócrates, no caso Face Oculta.

Até já mandou abrir um inquérito “com prioridade e urgência" para determinar de onde surgiu a fuga de informação.

Não se percebe a razão do espanto do Procurador-Geral da República. As fugas de informação em questões de justiça são quase o pão nosso de cada dia. Seja ou não segredo de justiça.

Se calhar é altura dos órgãos de justiça olharem para o umbigo e procurarem ai as causas do estarrecimento permanente em que vivemos.

Comments

  1. Carlos Fonseca says:

    Realmente, é espantoso que o PGR esteja estarrecido com as fugas de informação na Justiça. Agora tocou-lhe a ele. Dá ideia que pensava ter privilégios de imunidade contra o tráfego de informação no sistema. Deveria, com outros, preocupar-se com o funcionamento célere e são da justiça.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.