Renegociação da dívida: e esta?

Prometi ir actualizando uma lista de opiniões favoráveis à renegociação (reestruturação) da dívida à troika e afirmei que esta lista iria, com o tempo, aumentar muito e de forma surpreendente.

Não me enganei. Agora entrou em cena, nada mais, nada menos, a Alemanha. É certo que se refere à Grécia mas, o tempo encarregar-se-á de o mostrar, nas entrelinhas pode ler-se Portugal. Nisto, os alemães são bons: adiantam-se e tentam resolver antes que tudo desmorone, não vá o deixa andar mediterrânico tecê-las e ficarem os credores alemães a arder.

Ora, com este peso-pesado, a lista está assim (e continua em construção):

PCP

BE

Boaventura Sousa Santos

António Nogueira Leite, dirigente do PSD, economista

Thomas Mayer, economista-chefe do Deutsche Bank

Alberto Garzón Espinosa, Conselho Científico da ATTAC Espanha

Paul Krugman, Prémio Nobel da Economia

Wolfgang Schauble, ministro das Finanças da Alemanha

Comments


  1. Talvez essa renegociação pudesse contar com o empenhamento das comunidades portuguesas na Alemanha e em França.

    http://supraciliar.blogspot.com/2011/06/diaspora.html


  2. Acrescentando… Christine Lagarde, Ministra das Finanças de França, candidata ao FMI. Embora neste caso se trate da dívida grega. http://economia.publico.pt/Noticia/lagarde-solucao-da-crise-grega-tem-de-evitar-reestruturacao-involuntaria_1498183

Trackbacks


  1. […] em artigos anteriores que cada vez mais vozes se levantariam  defendendo uma renegociação da dívida […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.