Um País de Artistas

É o que nós somos. Uns incompreendidos

Comments

  1. João Trolha Pintador says:

    Se calhar não está assim melhor!?

    Repara no fino domínio da técnica empregue na pintura desta obra de arte, o jogo de cores, a profundidade, os múltiplos pontos de fuga – são tantos os pormenores! – Uma aula de geometria descritiva, e artes plásticas, matemática e poesia. Verdadeiros artistas. Além disso estes grandes benfeitores mostram à populaça ignorante o que é arte, melhoram assim a vida de todas as pessoas. Deviam receber uma medalha.

    As vantagens são inúmeras. O grafiti mostra bem que é uma arte do século XXI, não esquece a vertente utilitária. Ao filtrar a luz em jogos multicolores, ou simplesmente com um suave cinzento, criam um ambiente muito aprazível para que viaja no comboio. Sim! Estes artistas preocupam-se.

    Deixem-me também falar dos temas! Haverá dois grafitis com o mesmo tema!? Não! Mil vezes não. A profusão das histórias com que os nossos olhos são agraciados é um deleite para qualquer intelecto.

    Não me quero alongar, mas também tenho de falar nas artes tipográficas. Nunca desde Gutemberg estas artes assistiram a tamanho salto, a golpes de génio tão profundos e mortais. Reparem no arrojo que estes jovens empregam a escrever a sua elaborada mensagem, sempre apta a múltiplas interpretações.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.