Terreiro do Paço, a veneziana S. Marcos em Lisboa

image

image

Olhando para o Terreiro do Paço, com o seu amplo espaço e com as colunas a convidarem o olhar a pousar no rio, noto o quanto esta praça tem os mesmos ingredientes paisagístico-arquitectónicos da Praça de S.Marcos, em Veneza. Já o ambiente humano é completamente diferente, faltando ao deserto que é a  congénere lisboeta a vida que enche S. Marcos. Valham-nos as cíclicas manifs que a populam, ou poderíamos pensar que se destinava aos pombos aquela imensidão, na qual até se estoirou em abundância o escasso dinheiro para trocar a bela calçada portuguesa por uma vulgar lage de “terra” batida.

Comments

  1. xico says:

    Esquece-se de dizer que a diferença de áreas entre as duas é abissal, que uma se situa na foz de um rio atlântico batido pelos ventos e que a outra se situa numa lagoa. E passou-se quando imaginou que o terreiro do paço era em calçada?! Eu que sempre o vi (antes das obras) asfaltado.
    Conhecerá qualquer das praças que refere?

  2. xico says:

    Caro Jorge
    Ambas as praças são lindíssimas e não merecem qualquer desaguisado nosso. Realmente o detalhe que mostra é muito belo e já me esquecera dele, pelo que me retrato publicamente. Mas há-de convir que essa calçada era somente uma moldura. O restante pavimento era pavoroso e há-de convir que ficou agora muito melhor.
    Quanto ao resto não vejo onde me passei, e levo isso como graça. Bem sei que a zona junto ao palácio dos doges é inóspita quanto sopra o vento, por isso a praça depois se fecha em L para que se possa desfrutar das esplanadas. Não acontece com o nosso terreiro que fica todo aberto ao rio. Além disso, Veneza é pequena e plana, e tudo desemboca em S. Marcos, a pé e todas as carreiras de trasnportes públicos (com excepção do comboio e do avião) Mas a carreira do aeroporto e da estação ali param. Mas pelas minhas contas a sua área andará pela metade da do terreiro do Paço. E se a lagoa (laguna) de Veneza é a foz de alguns rios, não deixa de ser uma lagoa com saída para uma mar interior que não tem os ventos do Atlântico (veja o tempo que Ulisses levou a chegar a Ítaca quando navegava por mares ali perto.)
    Um abraço sincero, pois temos em comum este amor pelas duas mais belas praças do mundo.

    • jorge fliscorno says:

      Sim, era para levar com graça, daí ter colocado o smiley.

      Não conheço assim tão bem da Praça de S. Marcos para me recordar se é ventosa. Lembro-me bem, isso sim, da grande quantidade de esplanadas que lá há e do quanto é agradável lá tomar um pequeno almoço. Foi o que me ocorreu quando ontem passei no terreiro e fiz esta foto. Eram 10 da manhã e aquilo estava um deserto.

      Sim, naturalmente que está mais agradável do que quando estava em obras. Discordo que esteja mais bonita do que antes das obras mas gostos cada um teu o seu. Acho pena é, tendo havido obras, não se tenha aproveitado para ser autorizarem mais umas esplanadas.


  3. Hey there would you mind stating which blog platform you’re
    working with? I’m looking to start my own blog in the near future but I’m having a tough time choosing between BlogEngine/Wordpress/B2evolution and Drupal.
    The reason I ask is because your design and style sems different
    then most blogs and I’m looking for something unique.

    P.S Sorry for getting off-topic but I had to ask!


  4. Paragraph writing is also a fun, if you know afterward you can write if not it is complicated to write.


  5. When some one searches for his essential thing, thus he/she wants
    to be available that in detail, so that thing is maintained over here.


  6. Link exchange is nothing else except it is simply placing
    the other person’s weblog link on your page at suitable place and othr person will also do similar for you.

Trackbacks


  1. […] alcatrão negro mas a surpresa foi mesmo não terem optado por uma imitação das novas lajes  do Terreiro do Paço ou das que a Câmara de Lisboa quer colocar na Calçada da Ajuda. Afinal, o padrão escolhido foi […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.