Arménio Carlos adere (?) a posições da Causa Real

Isto, a propósito da questão dos limites ao défice a colocar na Constituição.
Colocar qualquer tipo de limites na Constituição, é por si só, um abuso de poder e um despautério de arrogância que roça o insuportável, pois até pode ser apontado o facto de existirem países onde nem sequer existe um texto constitucional e que para azar da gente da toga, são democracias muito mais refinadas que este simulacro vigente. Ora, os constituintes de 1976 assim o fizeram sem pejo e ainda hoje esses limites de implícita aura pretensamente divina, são o produto de aturada defesa por parte de Jorge Miranda e anexos. São os chamados Limites Materiais que pelos vistos, a Intersindical indirectamente acaba de reconhecer serem monstruosos. São-no de facto e a sua pura e simples eliminação é uma das exigências da Causa Real. Decerto todos percebem porquê, embora haja um ou outro estarola da mesa do Estado que pretenda o contrário, recorrendo aos habituais rodriguinhos jurídicos. Aliás, a existência do Artigo 288, é um convite à ruptura, ao recurso à força. Como em 1910, 1926 e 1974, por exemplo. Para ficarmos por aqui.

Comments

  1. maria celeste ramos says:

    Interessante – o tribunal constitucional acha INCONTITUCIONAL o diploma

    é livre roubar não importa o quê neste país – noticia de SIC – 24:15H
    o crime é livre

  2. Maquiavel says:

    Que engraçado… a Causa Real adere a posiçöes do PCP e BE!

  3. Buiça da tremonha de baixo says:

    São os chamados Limites Materiais que obviamente sempre foram imateriais como as partículas de que são con’s tituidos
    O 288 conheço não já o 108….

    28 8 10 …8 como estrela e o 2 como estrela …acho que deixo o limite em aberto

    como Leydig ….lei dos factores limitantes …

  4. Buiça da tremonha de baixo says:

    Jornal «Avante!» – Opinião – Provocador nato

    http://www.avante.pt/pt/1588/opiniao/5224/

    6 maio 2004 – E de tal forma o fez, a tais argumentos recorreu, tão longe foi na dimensão do despautério, da arrogância insultuosa e da boçalidade trauliteira

    é o único que quase tem o despautério de arrogância junto…

  5. Cao rafeiro says:

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.