O Êxodo descodificado

Documentário do Canal História, legendado em português, que tenta explicar a origem da religião hebraica através da vida de Moisés e das pragas que terão sido lançadas sobre o Egipto. Interessante para o estudo desta matéria desde que devidamente contextualizado e explicado aos alunos. 

Ficha IMDb

Da série Filmes completos para o 7.º ano de História
Tema 1 do Programa: Das sociedades recolectoras às primeiras civilizações
Unidade 1.2. – Contributos das primeiras civilizações

Comments


  1. Devidamente contextualizado significa explicar que isto é uma ficção. Não há uma só confirmação dos eventos ou mesmo da existência do personagem principal fora do texto sagrado das religiões abraamicas. De passo é de louvar a honestidade dos arqueólogos israelitas por terem sido os primeiros a afirmá-lo.

  2. Pedro Marques says:

    Legendado em português??????????

    • Ricardo Santos Pinto says:

      Sim, legendado em português, por quê?
      Albano, quando o assunto é religião tenho sempre o máximo cuidado em separar o que é facto histórico e o que é apenas Fé sem suporte científico. Mas apresento sempre a versão da «Fé».

      • Pedro Marques says:

        Brasileiro! Ou essa mixórdia acordática, ou melhor desacordo ortográfico, que até retirou o P que se dizia em Egipto!

  3. Ricardo Santos Pinto says:

    Não deixa de ser português. Era português antes do Acordo Ortográfico, que eu não adoptei nas minhas aulas, e continua a sê-lo actualmente. Gostemos ou não do Acordo, é português.

    • Pedro Marques says:

      Deixa, deixa, porque é um gigante atentado à língua portuguesa e à sua cultura!


      • Caro Pedro, eu acho que é exactamente o que acontece com o inglês britânico e o inglês americano. São diferentes, bastante aliás, mas a língua continua a ser o inglês independentemente das diferenças.

        • Pedro Marques says:

          Estamos a falar de um acordo ortográfico, o qual não existe entre Inglaterra, Estados Unidos e outros países que têm o Inglês como principal língua.


          • Sim, de acordo, mas o que o Ricardo referiu foi que o filme estava legendado em português, e está!

          • Pedro Marques says:

            Eu li Egito e não Egipto, e Egipto é como se deve escrever.

  4. Ricardo Santos Pinto says:

    E é como eu escrevo e é como está no post. Agora, que a legendagem é em português, é e não há nada que possa fazer quanto a isso. Os brasileiros sempre falaram português. Não é por agora existir acordo ortográfico que o brasileiro deixa de ser português.

  5. Pedro Marques says:

    A ortografia do Brasil caminhava para passar a ser Brasileiro, até aparecer esta mixórdia que é tudo menos Português, mas sim um atentado à cultura portuguesa, à língua e à ortografia. E não é difícil perceber porquê. Tantos são os disparates que estão contidos neste acordo.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.