Vigílias pela Educação


Locais confirmados no Facebook, mas em muitas outras cidades os professores já se organizaram nas redes sociais mais arcaicas.

  • Aveiro – Praça da República
  • Beja – Praça da República
  • Braga – Avenida Central
  • Bragança, Praça Cavaleiro Ferreira
  • Coimbra – Pr. da República
  • Évora – Praça do Giraldo
  • Faro – Jardim Manuel Bívar
  • Leiria – Largo da República
  • Lisboa – Junto à Assembleia da República
  • Porto – Praça da República
  • Santarém – Largo do Seminário
  • Setúbal – Praça do Bocage
  • Vila Real – Câmara Municipal
  • Viseu – Rossio

A defesa da escola pública não é um problema apenas dos professores; o despedimento anunciado vai arrasar a qualidade de ensino: mais alunos por turma, mais aulas por professor, é a fórmula de quem quer a privatização das escolas.

Que ninguém fique em casa.

Sobre João José Cardoso

Comments

  1. maria celeste ramos says:

    Que ninguém fique em casa

  2. Vigílias:
    Para sistematizar e tentar que todos possam ter uma linha condutora:
    a) As Vigílias são em Defesa da Educação, do Serviço Público da Educação em geral e da Escola Pública em Particular;
    b) Queremos a suspensão / revogação / alteração de todas as medidas que vão prejudicar os alunos, nomeadamente os que estão em situações de insucesso e / ou de abandono escolar: extinção de cursos (CEF, PIEF, Profissionais, etc..), Estudo Acompanhado, Formação Cívica, horas de apoio, aumento do número de alunos por turma,…
    c) Estamos também contra uma organização curricular que reduz o currículo, que contraria o espírito da Lei de Bases, que torna redutor todo o percurso escolar dos alunos. Recusamos a centralidade da disciplina A, ou da Disciplina B. O currículo não se pode reduzir a conteúdos.
    d) Achamos também que não se faz mais escola, com menos professores e por isso o despedimento gratuito de Professores contratados vai empobrecer a Escola Pública.
    e) A situação em que o MEC colocou os docentes dos quadros, obrigando milhares a concorrer a DACL é completamente gratuita e destituída de sentido. É uma medida sem qualquer tipo de eficácia que vai colocar em causa o arranque do próximo ano letivo.
    f) Por fim, exigimos que de imediato o MEC faça chegar às escolas instruções que permitam preparar com dignidade o próximo ano.

    No caso de não haver qualquer tipo de resposta às questões acima referidas, mostramos a nossa total disponibilidade para continuar a lutar, nomeadamente na próxima semana em ações a marcar no decurso das vigílias.

    Os promotores,

  3. Francisco Teixeira says:
  4. Não fiquei em casa. Fui para a Praça da República da minha cidade e nada… 😦

Trackbacks

  1. […] do resto nem falo porque os professores são um número a sofrer subtracções, e desconfio que esta noite teremos um cheirinho do preço político a pagar. O costume. Filed Under: educação Tagged With: asneira, despedimentos, despesas da educação, […]

  2. […] 19/07/2012 Por Maria do Céu Mota Deixe um Comentário O meu amigo JJC fez-me o convite para a Vigília pela Educação: entre as 19h do dia 18 e as 12h do dia […]

  3. […] Professores estão a começar a levantar-se – foi a Manif da semana passada, as vigílias desta semana, serão as concentrações regionais da próxima semana e tudo o que for preciso, […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s