Conselho do Povo. Pelas nossas vidas.

Belém, Lisboa, 21.Set.2012
© Sandra Bernardo

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comments


  1. Poder ao povo e mai nada!!!

  2. trill says:

    olha: não se esqueçam dos que arruinaram o lugar (ainda hoje aparece na imprensa que as acções do BCP que a CGD aceitou em troca para saldar a dívida do companheiro Berardo valiam 170 milhões e agora valem 7 milhões – parece que foi o Vara que as aceitou … ). Parece que “eles” agora tb se andam a manifestar para amandar o governo abaixo, ou seja, a incentivar pois eles não estão habituados a apertões (nem – ou mto menos – da justiça…). É fixe ter ficado bilionário e agora ver estas manifs todas… com jeitinho ainda voltamos “lá” para mais umas negociatas de biliões (pensam eles…)

  3. trill says:

    ao menos que as manifs tenham servido para obrigar a encerrar ou vender (se alguém os quiser), os IP’s e as Fundações e as EP’s e EM’s , onde está toda a “boyzada” e o que o governo incompetente resiste a fechar ou vender pq depois deixa de haver lugares onde meter os “seus”, quando o tempo chegar. E já agora mais impostos sobre o “capitaL” como propôe a CGTP… Olhem que na França são 75% de impostos sobre salários e rendimentos acima de 1 milhão! Mas a França é a França: um país com história e relativamente desenvolvido. Nada que ver com esta ibéria ultra-periférica e feudal…. Era o que faltava se as manifs tivessem servido para manter tudo na mesma e logo condicionar despedimentos.


  4. RTP2-21:40H-22 setembro-Apanha-me cavaquinho – que lindo – e tocam no Monte do Sossêgo onde estive e só havia uma lindíssima peça de artihara que era obra de arte – entre o litoral e o Monte – habia a “ilha da Madeira – hoje sem barracas de madeiras mas casas bonitas e e estes tocadore – como tudo mundou – que bom – vou ouvir gente de S.Vicente – mas ainda não mostraram de “frente” o Monte Cára – já constroem cavaquinhos – a garotada anda toda a aprender a tocar o cavaquinho tipo Bau nome de quem o adaptou ao que querem tocar – 4 cordas – lindo- o brasileiro é o mesmo que fez o 1º programa do cavaquinho do Brasil e andou à porcura do local oude nasceu (Braga daí o nome de Braguinha) + etc – que bom


  5. RTP2-21:40H-22 setembro-Apanha-me cavaquinho – que lindo – e tocam no Monte do Sossêgo onde estive e só havia uma lindíssima peça de artihara que era obra de arte – entre o litoral e o Monte – habia a “ilha da Madeira – hoje sem barracas de madeiras mas casas bonitas e e estes tocadore – como tudo mundou – que bom – vou ouvir gente de S.Vicente – mas ainda não mostraram de “frente” o Monte Cára – já constroem cavaquinhos – a garotada anda toda a aprender a tocar o cavaquinho tipo Bau nome de quem o adaptou ao que querem tocar – 4 cordas – lindo- o brasileiro é o mesmo que fez o 1º programa do cavaquinho do Brasil e andou à porcura do local oude nasceu (Braga daí o nome de Braguinha) + etc – que bom
    se pensa que cachaça é água — etc

  6. Américo Gonçalves says:

    Fui um dos que lá esteve, do início ao fim. Doeu-me muito ver o sorriso triste de Helena Roseta, a quem admiro imenso, em jeito de “esta geração tem muita força, mas…” . A situação está ao nível de uma tirania, pois o Povo tem o direito de abrir a boca, e eles fazem o que bem entenderem. Ora já na Idade Média se sabia que “taxation without representation is tyranny”, a nossa condição actual. Tenho mesmo a sensação que por lá pensam uma de duas coisas: ou “eles não se atrevem”, ou “eles só têm é de ouvir o nosso genial plano para relançar a economia exportando patas de varejeira”. Qualquer que seja, ficámos a saber que a República já não é nossa, e tudo pode acontecer, sobretudo o que de mal pode acontecer. O 21 de Setembro bem pode ter sido o último aviso de um Povo muito educado.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.