É a fome senhores

[youtube http://youtu.be/4HGp0CNHMiI]

Pobres crianças – reportagem de Patrícia Lucas para o programa Linha da Frente da RTP.

Uma reportagem de choque, para ir ao focinho dos que insistem em que a crise não arrasta consigo a fome e a miséria e pensam que as pessoas são números. Inclui mais um momento Jonet:

Eu penso que é mais correcto falar-se em carências alimentares, porque há que relativizar até a situação que se passa nos países mais desenvolvidos e o que se passa nos países subdesenvolvidos, como África. E, portanto, temos que relativizar e falarem carências alimentares

Citação roubada ao artigo 58

Comments

  1. Sarah Adamopoulos says:

    Banho de realidade. Espero que muitos vejam esta reportagem (mas há outras), e que os jornalistas não esqueçam aquele que é o seu papel na sociedade, e o de denunciar o que se silencia ou a que mentirosamente se chama carência, como se essa comparação com a fome negra dos povos subjugados para benefício dos países desenvolvidos fosse aceitável e tornasse mais justa ou menos má a “carência”. Acordem alienados da vida!, não para choramingar a miséria que porventura ainda não vos bateu à porta mas para combater nesta guerra – pois isto (a “crise”) é A guerra

  2. António says:

    …não consegui ver do principio ao fim é demasiado chocante.

  3. Nascimento says:

    Atão Sr Cardoso?Olhe que a senhora bem nos avisa, e bem nos aconselha, só falta ela aparecer com uns gráficos, para os tótós abrirem mais a boca de espanto.
    É a unica coisinha que lhe falta. Atão sim,…a canalha sentar-se-á no seu sofázinho a ber a telebisãozinha, e todos babados dirão : « temos mulher»!!!E HONESTISSIMA!!!
    Ai,ai, assim este país não vai a lado nenhum….bem,bem.

  4. maria celeste ramos says:

    A Senhora devia ir para o Bangladesh e parece pelo que disse que conhece bem Einsrein e a relatividade — das coisas –
    Mas mesmo que eu diga o raio que a parte õ certo é que fez o que mais ninguém fez ou não foi “noticiado” – somos uns bons más linguas – e eu também sou

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.