O Público caiu na ratoeira dos números

2016-06-21 editorial público

A reportagem do Público sobre a manifestação de apoio à escola pública é um exemplo de jornalismo errado por vários motivos. Alguns já foram apontados aqui no Aventar. Um outro, o facto de os líderes do BE e do PCP não terem estado em palco a discursar, conforme notificado, foi corrigido na reportagem.

Entretanto, a Direcção Editorial do Público fez sair um artigo em defesa da referida reportagem, mas já lá iremos. Primeiro, vamos ver como foi a primeira versão da notícia em causa: [Read more…]

Aviso aos filhosdaputa que nos governam

É bom que vejam a reportagem da Ana Leal, que ontem foi exibida pela TVI.  À partida estais-vos na tintas: são hospitais públicos, os privados florescem, é coisa para pobres.

11149261_970914109585880_7286154252443252709_n

Mas há um detalhe, ó filhosdaputa. São serviços de urgência. Ora não há privados que cubram as urgências de um país, pelo simples facto que este lado do negócio apenas dá lucro em Lisboa e Porto e mesmo assim não cobre todas as necessidades. E depois os serviços de emergência médica não vos vão diferenciar se vos estampardes numa estrada, se tiverdes um ticoteco na rua, uma emergência, portanto.  Não estou a ver uma dessas equipas que vai às estradas, também eles trabalhando em péssimas condições, a pedir de imediato um helicóptero porque se trata do sr. ministro, ou a reconhecer no focinho coberto de sangue um secretário de estado. Vai daí, em caso de azar, e ninguém está livre dele, trigo limpo farinha amparo, ireis para estas urgências como os outros. E arriscais-vos mesmo a ficar numa maca entalada entre outras num corredor, a serdes assistidos por um enfermeiro para 30 doentes, a ter o único médico capaz de vos tratar ocupado com outros doentes. De nada valerá, depois, um secretário de estado gritar que os médicos e enfermeiros eram comunistas. De nada valerá para vocês, e muito menos para a vossa família.

Resta-vos, depois da razia feita sobre o Serviço Nacional de Saúde, uma hipótese, é claro: não sair de casa. Mas é aborrecida.

O ensino privado em Portugal, uma gordura do estado

Em Janeiro de 2011 publiquei aqui este mapa. A amarelo as escolas públicas de Coimbra, a verde as privadas, sustentadas pelo estado. Agora, finalmente, uma reportagem televisiva, na TVI mostra o escândalo. Pelo meio tanta mentira sobre a necessidade de os contratos de associação servirem para substituir o estado onde este não chegava.

Ironicamente no mesmo dia em que foi publicado um novo estatuto do ensino particular, legalizando o que foi um roubo ilegal durante décadas.  A Parceria Público Privada da educação não passa de mais do mesmo: empresários, e uma igreja, tudo encostado ao estado.

Veja a reportagem de Ana Leal: [Read more…]

BPN, a fraude em reportagem, 3º episódio

Onde anda o dinheiro?

Os outros episódios.

BPN, a fraude em reportagem, 2º episódio

Da  Grande Reportagem SIC , o segundo episódio. Buscas com pré-aviso, a Creditus, o futebol, o conterrâneo Gilberto Madail e Luís Caprichoso.

Os outros episódios.

BPN, a fraude em reportagem, 1º episódio

Da  Grande Reportagem SIC que esta semana temos em modo folhetim destaco de ontem o debate na SICN. Algumas informações úteis:

– Tudo começa no perdão fiscal dado por Oliveira Costa à Cerâmica Campos. Ficou impune e esquecido. Para o bloco PSD/PS algo de perfeitamente normal, e que Constâncio não teve em conta na sua “avaliação” do personagem.

– A pena máxima a que se sujeitam os arguidos anda pelos 6 anos de cadeia. Assaltar um multibanco rende muito menos, mas pode dar 12 anos.

– A maioria dos que aceitaram falar com Pedro Coelho, o autor da reportagem, apenas pretendiam saber… o que ele sabia, do caso em geral e de si em particular.

– A recordação, por Pedro Santos Guerreiro, de como o caso BPN foi usado em contrapeso ao caso Freeport.

– Franquelim Alves assinou as contas da SLN, sabia de tudo e calou-se.

Convicção geral, e óbvia: ninguém cumprirá pena em tempo útil pelo caso do banco do PSD.  A menos que sejam apeados do poder, digo eu.

Os outros episódios.

É a fome senhores

[youtube http://youtu.be/4HGp0CNHMiI]

Pobres crianças – reportagem de Patrícia Lucas para o programa Linha da Frente da RTP.

Uma reportagem de choque, para ir ao focinho dos que insistem em que a crise não arrasta consigo a fome e a miséria e pensam que as pessoas são números. Inclui mais um momento Jonet:

Eu penso que é mais correcto falar-se em carências alimentares, porque há que relativizar até a situação que se passa nos países mais desenvolvidos e o que se passa nos países subdesenvolvidos, como África. E, portanto, temos que relativizar e falarem carências alimentares

Citação roubada ao artigo 58

TVI – Reportagem completa sobre os colégios GPS

Já está disponível – rigorosamente a não perder.

Passa hoje

São colégios privados, totalmente financiados pelo estado, ou seja, pagos por todos nós. Só este ano receberam de financiamento, qualquer coisa como 25 milhões de euros. Foram construídos de Norte a Sul do país, onde supostamente, as escolas públicas já não podiam receber mais alunos. Mas, na realidade o que uma equipa da TVI encontrou no terreno é completamente diferente. Fomos encontrar escolas públicas subaproveitadas, com salas vazias, à espera de alunos que foram transferidos para os colégios privados. O «Repórter TVI» mostra-lhe também um retrato do que se passa nesses colégios, com professores a serem ameaçados de despedimento, denúncias de manipulação de notas, professores que se sujeitam a humilhações. Ao todo são 26 colégios, todos do Grupo GPS, que tem como consultores, deputados e Ex-Secretários de Estado que depois de deixarem o cargo, passaram a trabalhar para o grupo. «Dinheiros Públicos, Vícios Privados» é uma reportagem da jornalista Ana Leal, com imagem de Gonçalo Prego e montagem de Miguel Freitas

Marinaleda

Marinaleda, uma cidade a 100km de Sevilha, vive muito próxima do socialismo. Neste município com 2800 habitantes, há uma situação de pleno emprego. Por uma casa as pessoas pagam 15eur/mês e para ter os seus filhos na Creche, 12eur/mês.

Reportagem para a SIC de Pedro Miguel Costa com imagem de Filipe Ferreira, via 420doc.

Coimbra Destinies

Viagem ao mundo dos ciganos de Coimbra, guiada pelo meu amigo Bruno Gonçalves, cigano e mediador.

Veja na página do Mundi Romani

Realizado por Kata Barsony
Legendado em inglês, mas o português ouve-se perfeitamente.

via Rui Curado Silva

Bruce Springsteen no Rock in Rio Lisboa 2012

Bruce Springsteen subiu ao palco do Rock in Rio Lisboa 2012 e, com ele, boa parte da história da música popular americana, a começar pela e-street band sem o mítico saxofonista Clarence Clemons (falecido há um ano, agora substituído pelo seu sobrinho Jake Clemons) mas onde ainda pontificam Steve van Zandt, Nils Lofgren, Roy Bittan, Max Weinberg, Garry Tallent e Patti Scialfa (que não actuou neste concerto).

Spirit in the Night foi um dos momentos altos do concerto

 e o início foi assim [Read more…]

Hoje dá na net: O Mar é Nosso!

Realização: Tiago CravidãoSucessivas leis têm vindo a privatizar o espaço público. Tenta-se proibir a pesca nos parques naturais, depois nas zonas costeiras, agora também em rios.Prémio Melhor Grande Reportagem na primeira edição do Grande Angular – Festival de Jornalismo Televisivo.

O caso do “estripador de Lisboa” em 1992/93

Agora, por um acaso quase anedótico, os media referem que foi finalmente descoberto o “estripador de Lisboa”, que no início dos anos 90 terá morto (a ter sido o mesmo autor para todos os crimes, como a geografia e o modus operandi indicam) e esventrado três prostitutas.

O caso nunca foi desvendado e os crimes do “estripador de Lisboa” nunca foram deslindados. As pistas provaveis passaram por locais diversos, incluindo os EUA. Abandonada a pista americana, os acontecimentos permaneceram em mistério e o seu autor nunca foi identificado. Até hoje?

De que falamos quando falamos do chamado “estripador de Lisboa”? Eis a reportagem completa:

[Read more…]

Uma reportagem no país real

A Estamo é a empresa do grupo Sagestamo vocacionada para a compra ao Estado ou a Outros Entes Públicos e a privados de imóveis para revenda, para arrendamento ou para alienar após acções de promoção e valorização imobiliária dos mesmos.

Numa reportagem para TVI Rui Araújo foi à Estamo, uma empresa pública vocacionada para o enriquecimento de investidores numa teia de subornos, cunhas (outra vez o mesmo tio de Sócrates), ameaças, inspectores da Judiciária cheios de coincidências, processos arquivados, o supermundo dos negócios que vendem o que foi património do estado e vai mais uma vez enriquecer vigaristas bem colocados e disponíveis para distribuir parte dos lucros pelos abutres. Os abutres, de tanta estamo.

Se não viu, e se não enjoa,

Actualização: fica aqui a reportagem

Parte 1

[Read more…]