O Estado, o caraças!

Pago eu, pagas tu, só não paga ele!

Comments

  1. Pedro Marques says:

    Mas qual é a tua opinião neste caso?

    • João Paulo says:

      Penso duas coisas, do ponto de vista jurídico, porque o que aconteceu ao dito senhor, foi pouco… Quanto à questão formal, se o estado é culpado, penso que a responsabilização deverá ser dos responsáveis dos serviços que provocaram o problema, pelo menos em parte. Porque a decisão, formal, não foi política, foi técnica, logo, aceito a criminalização. Não concebo é que se julguem nos tribunais opções políticas. Isso não, de todo. JP

  2. Carlos de Sá says:

    O “bravo” e “onesto” (http://www.dn.pt/inicio/interior.aspx?content_id=662324) cidadão lamenta que sejamos nós a pagar-lhe os 12 mil euros. Mas não faz descontos. Nem se propôs doar a verba a alguma instituição de solidariedade.
    Bem prega Frei Tomás…

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.