Dia das mães

Quando era novo, havia uma brincadeira suficientemente idiota para ser popular: dirigíamos um insulto na direcção de um grupo e, quando vários se voltavam, dizíamos que só tínhamos chamado um.

Na actual legislatura, as manifestações de desagrado na Assembleia da República têm sido demasiado frequentes, o que deveria levar governantes e deputados a pensar. Hoje, voltou a acontecer e, mais uma vez, os manifestantes foram expulsos.

Imediatamente, os deputados do governo mostraram a sua indignação e apontaram o dedo a conspirações da oposição.

Não ouvi, ainda, o que disseram os manifestantes, mas ouvi José Manuel Canavarro, deputado do PSD, a dizer, inflamado, que as “nossas mães não são para aqui chamadas.” Fico curioso: como é que os manifestantes sabiam o nome das mães dos deputados? Ele há manifestantes com uma capacidade de memorização extraordinária!

Também há outra hipótese: José Manuel Canavarro pensou que estavam a falar da sua mãe. Se os manifestantes disseram aquilo que estou a pensar, pergunto-me o que terá levado o ilustre deputado a ligar os ditos dos manifestantes à pessoa da sua própria progenitora.

De qualquer modo, ao contrário da brincadeira idiota da minha adolescência, é natural que tenham chamado mais do que um.

Comments


  1. como parto do principio que todas as atitudes contribuem para a vida democratica assusta-me ver que ja nao basta a uma parte dos eleitores a libertadora pratica de domingo nos estadios de futebol, agora o estilo de vida “tipo favela” tambem se esta a apropriar da vida publica.Uma triste figura


  2. Sempre ouvi dizer que “mulher honrada não tem ouvidos”. Nada me parece haver que obste a que o ditado não se aplique ao sexo oposto.
    A manifestação que não critico por simples desconhecimento é, como se sabe, proibida.
    Não me lembro de haver uma legislatura com tantos incidentes, nas galerias da AR, como esta.
    Isto sim, deveria ser motivo para que os deputado ofendido se interrogasse.
    Isso sim…

    PS: Belo texto António F. Nabais. Bem visto!
    Espero que o meu comentário não seja como alguns anteriores censurado por um escriba de apelido Pinto. Se o for …paciência: Haverá manif. na mesma e isso é que importa.

  3. Nascimento says:

    Mais um grande texto do Nabais, pleno de humor.
    E é verdade, também fiz isso, nas assembleias da escola, era giro, e dava até para descomprimir, era a gargalhada geral…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.