Ferramenta de Justiça Social

No Expresso de hoje, Martim A. Figueiredo, sugere que o cheque-ensino de Nuno Crato é uma grande ferramenta de justiça social.

Segundo o autor, metade dos portugueses é pobre antes dos apoios sociais e grande parte da população não é livre para escolher o melhor para si.

Defende que uma família de um bairro social ganha uma nova possibilidade com esta oferta de Nuno Crato ao conseguir ir para uma escola de uma outra área urbana, por exemplo, da classe média.

Pois bem, creio que fica, na argumentação, por explicar uma coisa: se todos os lisboetas decidirem ir para a Escola Secundária Camões ou se todos os Gaienses pretenderem ir para a Secundária de Valadares, quem vai decidir? O pai? Ou a Escola?

Se me permite, Martim sugeria que alterasse ligeiramente os seus argumentos e procurasse defender uma outra ideia que se enquadra, escrevo eu, na sua ideia: vamos aceitar esse cheque-ensino, por exemplo, para as famílias com RSI, para os filhos de emigrantes africanos ou para as crianças de etnia cigana, quase sempre à margem do sucesso no sistema educativo.

Depois, abra as portas dos melhores colégios, com esse cheque e permita que os alunos, das zonas desfavorecidas, possam integrar as melhores escolas e os melhores projectos educativos. Aqui no Porto podemos começar por levar alguns habitantes do Cerco ou do Viso para o Colégio Alemão ou para o Luso – francês.

Se quiser tornar a coisa ainda mais eficiente sugiro outra coisa: os alunos do Luso-Francês passam, no próximo ano, integralmente para a Escola do Viso. Os alunos desta passam para o Luso-Francês. Depois, poderá comparar melhor o sucesso do seu cheque-ensino.

Certo da sua adesão a esta ideia, aguardo pelo próximo sábado. E, já agora,  poderá tentar fazer uma conta: desse cheque, que parte fica para o lucro do colégio? Não faria mais sentido, numa lógica mais aberta de mercado, que cada colégio procure o lucro sem ser à custa do Estado?

Comments

  1. sinaizdefumo says:

    Muito bem.

  2. Mas que grande ferramenta , certamente da treta ,
    mais uma vez .

Trackbacks

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.