Michelle Obama

uma infiel a pôr-se a jeito de um apedrejamento.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Independentemente de estarmos de acordo ou não com os hábitos culturais dos árabes, a verdade é que o respeito sempre foi, é será muito bonito.
    Não me parece que a mulher do Presidente Obama não fosse aconselhada para os pontos que deveriam constituir um protocolo, independentemente de haver ali no meio (a senhora incluída, provavelmente) muita gente completamente inculta e que só vê o seu umbigo.
    Portanto, admitindo que haja ali uma vontade de afirmação que constitui uma espécie de liderança “revolucionária” na luta pelas liberdades individuais, deveria existir um limite que é imposto pelo bom senso.
    Pelo menos de uma coisa passamos a ter a certeza. O Presidente Obama. não presente nas cerimónias de Paris (às vezes esta gente tem laivos de bom senso), mostrou ser claramente um adepto da prática do Charlie Hebdo.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.