O heliocentrismo negado pela aviação e pela estupidez

Fico sempre na dúvida se estes radicais islâmicos são apenas patetas ou se usam argumentos desta categoria para manter os seus correlegionários na infinita estupidez subjacente a qualquer radicalismo religioso. E, como de costume, os piores exemplos acabam sempre por chegar desse nosso estimado aliado que é a Arábia Saudita, a referência maior no financiamento do fundamentalismo islâmico.

Foi este pateta, de seu nome Bandar al-Khaibari, um sheik saudita em total estado de negação relativamente aos avanços da ciência, falar aos alunos de uma universidade nos Emirados Árabes Unidos. E o que lhes disse ele? Que a terra está parada, caso contrário os aviões nunca poderiam chegar ao seu destino. Ou, visto por outra perspectiva, os aviões só teriam que subir e o movimento de rotação faria o resto, rodando o planeta até que o avião estivesse sobre o destino final.

Façamos uma pausa para respirar fundo…

Como é que um energúmeno destes dá palestras em universidades? Será que a construiu ou comprou? Isso explicaria muita coisa. Tal como muita coisa explica que um alucinado destes seja membro da família real de um país que condena cidadãos à morte por bruxaria, oprime a liberdade de expressão de forma totalitária e trata as suas mulheres como lixo não-reciclável. E, no meio de tanto alarmismo com os novos “extremismos” e “radicalismos”, estes primatas são destacados aliados do Ocidente moralista que aponta o dedo acusador ao terrorista comum mas que não hesita em ajoelhar-se perante estes sádicos que financiam organizações terroristas e pedem fogueira para os Charlie Hebdos desta vida.

Comments


  1. A Arábia Saudita apenas financia parte do fundamentalismo islâmico. Deriva da rivalidade e inimizade histórica entre as duas principais correntes religiosas. Mas sobre isso há aqui gente no Aventar mais habilitada que eu para falar…


    • Eu também não disse que o financiava todo. Apenas referi tratar-se de um financiador referência. Derive do que derivar, na minha opinião deriva sobretudo de se tratarem de bárbaros totalitários.


  2. Temos tendência para usar o termo “radicais” quando na verdade estes são realmente os seguidores mais próximos do profeta, orgulham-se disso e fazem sempre questão de o afirmar. Nós, ocidentais, é que temos a mania de qualificar de forma simplória e à nossa maneira “bem pensante” as religiões dos outros. Eles também não nos perdoam isso…


  3. O senhor tem toda a razão. Se a Terra rodasse em volta do seu eixo e ainda por cima à volta do Sol teria de gastar muita gasolina que, como toda a gente sabe, vem do petróleo e como o senhor nunca vendeu o dito cujo para tal fim, é prova provada que a Terra se mantém queda! E os pégasos, que são aqueles cavalos alados, ver-se-iam aflitos para acompanhar o movimento. O sheik é que sabe.
    (que saudades tenho do tempo em que os sheiks eram aqueles tipos engraçados que se preocupavam em manter o harém sempre renovado. Agora metem-se a cientistas e tornaram-se chatos)


  4. O vídeo morreu. Resta saber qual é a hora do óbito.

Trackbacks


  1. […] Coadjuvado pelo inenarrável José Manuel Fernandes, um “menino” à beira deste Bandar al-Khaibari da austeridade, e por outros fanáticos do estado nulo/poder económico sem rédea (o tal que nos […]


  2. […] indivíduo na fotografia chama-se Mücahid Cihad Han, e tal como o lunático que negou o heliocentrismo há uns meses atrás numa universidade saudita, também este nos chega de um estimado aliado da civilização, neste caso a Turquia, onde prega […]


  3. […] Saudita é um dos maiores financiadores e promotores mundiais do extremismo. Do extremismo, da ignorância e da violência. Mais piada só mesmo Trump, que apoiou e não se ensaiou nada para colher os […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.