A ler. Depois não digam que não foram avisados.

Grécia: tradução de artigo de Paul Krugman no NYT.

Comments

  1. joão lopes says:

    é claro que o objectivo é expulsar o syriza do governo(foi eleiro democraticamente) e de seguida “vacinar” outros eleitores de Portugal,espanha de forma a votarem no “bloco central” dos respectivos paises,anteriormente citados.Daí esta campanha de medo nos media.isto significa que a democracia acabou nos paises perifericos da europa e quem quem manda realmente é bruxelas.deste ponto de vista o actual governo de portugal não passa de uma marionete de bruxelas.

  2. martinhopm says:

    Concordo, João Lopes. Trata-se de uma maneira grosseira de condicionar o voto, de modo a evitar surpresas desagradáveis para os «abranhos» que estão no poder. Para os que lá estão ou os que se preparam para lá estar. Oxalá não lhes cague, a estes últimos, o cão no caminho. E enchem eles a boca, uns e outros, de maiorias absolutas. É para não darem cavaco a ninguém. Para poderem actuar a seu bel-prazer. Discricionariamente.
    Mas de mim para mim penso que já lá não vamos com votos, por que no fundo o que interessa não são os votos mas quem conta os votos. N’é? E ele há muitas maneiras de ‘fazer’ (= condicionar) esta contagem.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.