José Sócrates e o Abade de Faria

abade-faria“Isto anda tudo ligado” é uma frase divina, sendo prova disso a quantidade de vezes que o povo a repete. Já lá vamos.

Neste momento, a casa em que José Sócrates exerce o seu direito à prisão domiciliária está cercada de jornalistas que se dedicam à adivinhação, o que faz sentido, tendo em conta que não há jornal ou televisão que não tenha o seu astrólogo ou cartomante.

Entretanto, os canais noticiosos dedicam-se a filmar microfones, o que nos tem permitido saber ingredientes de uma pizza e pouco mais, embora não devamos subestimar a cozinha mediterrânica. Não me espantaria que hoje Marcelo Rebelo de Sousa se dedicasse a uma análise semiótica do fast-food socrático.

Mas não chega. Neste mundo em que a Comunicação Social mantém relações próximas com as artes divinatórias, ainda ninguém explicou por que razão José Sócrates foi viver para uma rua que homenageia o Abade de Faria. É que isto anda tudo ligado.

Ora, José Custódio de Faria foi um importante cientista português, com uma biografia que deveria dar direito a um filme de grande orçamento (n. Goa, 1746 – m. Paris, 1819). Dedicou-se ao estudo da hipnose, na senda de Franz Mesmer, o que lhe valeu a prisão no Castelo de If (inspirou a Dumas o ficcional Abade de Faria de O Conde de Monte Cristo). Depois de libertado, passou os últimos anos da sua vida como capelão de um convento de religiosas.

E isto anda tudo ligado, porquê? Antes de mais, Sócrates é, tal como o Abade, José. Depois, conseguiu hipnotizar um país inteiro durante vários anos, vindo a ser preso, não necessariamente pela prática do mesmerismo, mas, apesar de tudo, preso. Poderíamos dizer que lhe falta voltar a Paris, mas já lá esteve. Finalmente, neste momento, não está numa cela monástica, mas continua a viver em reclusão.

Parecem-me coincidências a mais e desgosta-me profundamente que não haja uma pequena reportagem dedicada a tão momentoso tema. Aqui fica o meu contributo.

Comments

  1. Ana A. says:

    Muito bom! Para quem acredita na reencarnação, talvez esteja numa nova vida, para se redimir e evoluir. Mas se assim for, não está a sair-se muito bem!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.