Repórter agride refugiados. Vamos generalizar?

Não, esta idiota não representa nem os repórteres nem os húngaros. Representa apenas o preconceito, o ódio, a xenofobia e o racismo. Representa também a crueldade e a mentalidade fascista instigada pelo ditador Viktor Órban, o radical de extrema-direita que, por ser do PPE, a mesma família política europeia onde têm assento PSD e CDS-PP, é referido pela imprensa europeia como sendo um “conservador”, por oposição, por exemplo, a Alexis Tsipras que é, para a esmagadora maioria das mesmas entidades, um radical. Talvez se Tsipras sugerir a criação de campos de trabalho forçado ou regresso da pena de morte na Europa o discurso amacie.

A idiota, essa, foi imediatamente despedida pelo N1TV, o que demonstra que, apesar da forte presença fascista, ainda existe bom senso naquele país. Por falar em bom senso, quem é que soltou esta malta recém-radicalizada, que tem usado casos isolados ou pontuais para fazer generalizações estúpidas? Alguém se lembra de semelhante onda de preocupação com os sem-abrigo? Será desta que o PNR elege um deputado para defender a supremacia da raça ariana no Parlamento?

Comments

  1. Lufra says:

    Este artigo também “Representa apenas o preconceito, o ódio, a xenofobia e o racismo” pelo menos o politico!


    • Se se refere ao ódio face à extrema-direita acertou em cheio. não tolero ideologias que promovem a violência e a segregação. quanto ao preconceito, xenofobia e racismo é que não estou a perceber onde quer chegar. tem a certeza que estamos a falar da mesma coisa?

    • Nascimento says:

      O que é uma Lufra?

  2. Sarah Adamopoulos says:

    Ainda não tinha visto estas imagens. Deve ser uma camera-woman estagiária daquelas a 300 euros. Os jornalistas não costumam filmar…


  3. Tem razão, baseado até em relatos directos de post do blog delito de opinião, em que a situação vista, reforçando que a avalancha de tão grande, está em stress, mas que muita solidariedade é relatada. Afinal a tão propalada xenofobia dos hungaros , é só uma tentativa de registar todos e dar-lhes papeis, que causa repulsão dos refugiados. Mas se queremos uma UE controlada, não podemos deixar que quem venha tambem queira fazer as suas regras.