O socialismo, a direita servil e o dinheiro dos outros

CHPT

O socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros” dizia Margaret Thatcher, a mulher que, quando morreu, teve direito a um opulento funeral “socialista” orçado em 1,2 milhões de libras e pago precisamente pelo dinheiro dos outros, sem direito à habitual indignação da ala liberalóide com esta injustificada blasfémia despesista.

Ora, para a nossa direita, o socialismo é como o BES. Existe o socialismo bom e o socialismo mau. No segmento socialismo bom temos exemplos tão notáveis como a ditadura angolana e o regime comuno-capitalista de partido único chinês. São socialistas mas, como se portam bem e não alimentam ideias de progresso social, a direita gosta deles e até os mima com alguma ternura. Até porque estamos a falar de malta de cofres cheios com bons tachos para distribuir. Eduardo Catroga que o diga.

Do lado do socialismo mau estão todos os outros que se recusam a jogar pelas regras do facholiberalismo: o regime venezuelano, a ditadura castrista ou o governo grego (que apesar de democraticamente eleito configura, para alguns ayatollahs do fundamentalismo liberal, uma espécie de ditadura, ainda que sufragada com total normalidade nas urnas). Alguns tentam aqui incluir a Federação Russa, um regime de extrema-direita que só não anda hoje de braço dado com o Ocidente por se recusar a beijar a mão ao padrinho.

Vem isto a propósito do so-called “socialismo” aparentemente bom que governa, com mão de ferro, o estado chinês. Um socialismo autoritário, repressivo e estatizado, dirigido pelo longo braço do partido único que se tem divertido, à grande, nos saldos a que a periferia europeia foi forçada por Bruxelas e por governantes fanáticos como aqueles que tivemos em Portugal até Novembro passado.

O socialismo chinês tem vivido bem à custa do dinheiro dos outros – e, acrescente-se, à custa da direita servil que, em Portugal como um pouco por toda a Europa, negoceia alegremente com a ditadura – e entre esses “outros” encontra-se Portugal. Segundo o Expresso, só a EDP rende aos cofres de Pequim cerca de 400 mil euros por dia (fica pago lá para 2035 Jorge, em menos de 20 anos será só lucro. Deve ser a isto que eles se referem quando falam no exímio planeamento a longo prazo da direita). A hayekada deve estar orgulhosa: a direita mais radical de sempre a governar o país esvaziou o Estado para que o socialismo possa durar mais uns anos. Pelo menos na China.

Comments

  1. Rui Silva says:

    Sobre a Thatcher queria só dizer que não houveram comentários desfavoráveis, porque era uma pessoa a quem os ingleses deviam a salvação da bancarrota, facto não desprezível.

    cps

    Rui Silva

    • ZE LOPES says:

      V. Exa está cada vez mais poupadinho! Antigamente era cumps, agora só cps! É certo que ainda não houveram comentários sobre este candente assunto, talvez porque V. Exa. era uma pessoa a quem os portugueses deviam a salvação de não terem que gramar cumprimentos de estúpidos. Agora gramam só cps!


    • Portanto porque hipotéticamente se faz um bom trabalho, o despesismo justifica-se??? Oh Rui, és a verdadeira comédia! Não é à toa que és o meu troll favorito 🙂

      • Rui Silva says:

        A sério João Mendes ?
        Qual foi a parte do meu comentário, que repito abaixo, que não percebeu?
        “Sobre a Thatcher queria só dizer que não houveram comentários desfavoráveis, porque era uma pessoa a quem os ingleses deviam a salvação da bancarrota, facto não desprezível.”

        Ou que não quis perceber?
        Não sei . Por isso passo a explicar:
        O RU no final dos anos 70 após o governo dos socialistas estava um caos completo. Estava na bancarrota e intervencionada pelo FMI. Os ingleses nessa altura decidiram dar o poder á Margaret Thatcher, e ela recuperou o Pais levando-o à uma prosperidade que já não se via desde a 2º Guerra Mundial. Se isto é ser despesista , quem nos dera uma Thatcher .

        cps

        Rui Silva


        • Não seja palerma Rui. Você até pode trollar mas não é estúpido. O despesismo (e a ironia) está no funeral de 1,2 milhões de libras, não nas políticas que implementou.

          • Rui Silva says:

            Não seja palerma João você não é estúpido, estamos a falar de Margaret Thatcher, ou melhor do seu funeral, que eu saiba um porto não gasta dinheiro…

            cps

            RS


          • Percebido Rui: o Rui é a favor do despesismo, mas só aquele que lhe convém.

          • Rui Silva says:

            Caro João Mendes,

            Por lapso no meu comentário anterior escrevi “porto” em vez de “morto”, talvez daí não tenha percebido o meu comentário

            RS


          • O lapso era óbvio e não impactou minimamente na minha resposta.


    • O Hayek sorri para ti lá do alto ahahahaha

  2. Afonso Valverde says:

    Pois o dinheirinho fala sempre mais alto. Os princípios e a boa convivbÊncia social baseada nos argumentos e no saber-fazer não interessa para nada.
    Os gajos têm dinheiro?! Quero lá saber se são comunistas (os chineses). Os gajos dos negócios só se interessam por eles. Arranjam sempre justificações para passarem pelo meio dos pingos da chuva.
    Já não há bom senso. Há apenas egoismo.

  3. joão lopes says:

    entretanto o comité central chinês goza com as democracias ocidentais por estas produzirem um trump.o destino é tramado,e a ironia do destino ainda maior.

  4. adeus passos says:

    é, a margaret salvou a inglaterra da bancarrota… também “salvou” muitos ingleses de ter direitos no trabalho e salários dignos. mas esses não pertencem à “casta”. só o empresário é um ser humano.

    • Nightwish says:

      O Rui que vá perguntar aos escoceses que eles dizem-lhe… ding dong, the witch is dead ouvia-se por todos os pubs.

      • Rui Silva says:

        Caro Nightwish,

        A pergunta foi feita várias vezes e a resposta foi sempre a mesma, ou você não se lembra ou nunca reparou que Thatcher nunca perdeu eleições ?

        cps

        Rui SIlva

        • Nightwish says:

          Vencer eleições tem tanto a ver com a qualidade da política quando a venda de cds tem a ver com a qualidade da música.

          • Rui Silva says:

            Errado Nightwish,
            tem a ver com uma coisa que se chama Democracia, por muito que lhe custe. Ou só há Democracia quando a sua ideia é maioritária ?

            Cps

            Rui Silva

          • Nightwish says:

            A minha ideia nunca é maioritária, mas isso não tem nada a ver com a qualidade da dita.

          • Rui Silva says:

            Quem é que disse que a Democracia é um bom sistema?
            Você nunca ouviu dizer que:
            A democracia é a pior forma de governo imaginável, à excepção de todas as outras que foram experimentadas?

            E olhe que foi um inglês que a proferiu.
            Então caso não seja apoiante de ditaduras lá terá que se conformar, apesar das mais complexas elaborações que possa fazer…

            cps

            Rui Silva


        • Aquele momento em que o liberalíssimo Rui Silva legitima Hugo Chavez. Estou comovido 🙂

          • Rui Silva says:

            E você ? Acha que deve haver um golpe de estado na Venezuela, ou também legitima a Revolução Boliveriana ?

            cps

            Rui SIlva


          • Eu legitimo qualquer acto eleitoral democrático. Ou, parafraseando o meu amigo, “Ou só há Democracia quando a sua ideia é maioritária ?”

          • Rui Silva says:

            Então neste ponto estamos de acordo.

            cps

            RS

    • Rui Silva says:

      São tão explorados lá em Inglaterra que querem todos vir para Portugal trabalhar. Ele é indiferenciados, licenciados etc etc, todos a atravessarem a mancha , o nosso governo é que não deixa … Senão era só ingleses a trabalharem cá nos nosso SNS, , no sistema financeiro, nos hoteis, etc, etc…

      cps

      Rui Silva

      • Nightwish says:

        É só para as bebedolas de verão e para a reforma, que os custos são altos.

      • joão lopes says:

        ok,já toda a gente percebeu que o rui gosta dos iron maiden.e argumentos,sem serem maniqueistas,não há?

        • Rui Silva says:

          Argumentos elaborados para racionalizarem as nossas crenças?
          A realidade não chega ?

          cps

          Rui Silva

          • ZE LOPES says:

            Não. A ruialidade, na verdade, é uma trampa!

          • Nascimento says:

            Vejamos: o caso de Timor, por exemplo, onde estavas ? Com a REALIDADE de então? não era? logo, com a Indonésia! Aposto que sim…mas , sabes uma coisa meu educadinho ?
            ELA, a “realidade” somos NÓS!!!
            “argumentos elaborados”, não é? Palhaço.


          • Ruialidade é um belo de um termo Zé Lopes!


  5. Longe de mim defender o governo chinês, mas convém não enterrar a cabeça na areia e continuarem a pensar que não passam de fábrica do mundo com mão de obra barata.
    https://www.noticiasaominuto.com/economia/559251/chineses-gastaram-mais-do-que-o-pib-portugues-em-viagens-durante-2015
    Lido regularmente com chineses e tinha a ideia que era política investirem no estrangeiro, deslocalizando assim algum excedente de mão de obra. Almocei há dias com um grupo de chineses e ouvi que a mão de obra chinesa é cada vez mais cara e estão apostados em recrutar mão de obra no Vietnam ou Bangladesh para trabalharem para eles no exterior. E que muitas empresas chinesas já nem se interessam pela exportação, existe uma cada vez maior classe média. Esqueçam as ideias que adquiriram há 10 ou 15 anos, aquilo evolui mais rapidamente do que imaginam.

    • Rui Silva says:

      Não deverá faltar muito para que o salário médio chinês seja superior ao nosso.

      cps

      Rui Silva


    • Certo António. Não o teu argumento – válido – não invalida nada do que é dito no post. E a China, com desanuviamentos ou não, continua a ser uma ditadura de partido único.