A conspiração Banif


JT

Em Dezembro de 2015, lancei aqui uma pequena conspiração, envolvendo a venda do Banif a preço de saldo e os interesses do Grupo Prisa, dono da TVI e parcialmente propriedade do Banco Santander, que ganhou a corrida pelo banco insular. Hoje foi a vez de Jorge Tomé, o último presidente do Banif, que interrogado pela comissão política de inquérito ao caso Banif, decidiu alinhar nesta conspiração.

Não me entendam mal: bem sei que com banqueiros, sempre cheios de truques, todo o cuidado é pouco. Mas não é mentira nenhuma que, na sequência do anúncio da TVI, os clientes do Banif entupiram os balcões e, num ápice, retiraram do banco perto de mil milhões de euros, martelando desta forma mais alguns pregos no caixão do banco do jardinismo.

Voltando à conspiração, devo dizer que me sinto uma nulidade na área após ler as declarações de hoje de Jorge Tomé, que levaram a participação do agora dono do Banif para outro nível:

Vários clientes que chegavam perto dos nossos balcões dizendo que vários balcões do Santander tinham dito que o Banif ia acabar em Dezembro, portanto o melhor era transferirem as contas para o Santander.

E se parece pouco plausível que o Santander desse instruções para que os seus trabalhadores criassem este alarido, não seria nada de particularmente surpreendente nestes tempos de terrorismo financeiro. Era importante, com a ameaça da “espanholização” da banca à porta, que se averiguasse se estas práticas jihadistas efectivamente se verificam.

Por fim, o Banco de Portugal (BdP), essa referência de inutilidade no universo da regulação. Segundo Jorge Tomé, o BdP virou costas ao plano de reestruturação do Banif imediatamente após o desfecho das Legislativas. Algo estranho vindo de uma entidade que tinha manifestado o seu apoio ao plano apresentado em Setembro:

O BdP evidenciou grande entusiasmo e defesa acérrima deste plano de reestruturação, evidenciando que este plano estava em cumprimento com as exigências da DGComp (Direção-geral da Concorrência da Comissão Europeia)

O que terá mudado? Terá sido o facto de o governo que reconduziu Carlos Costa na liderança do BdP ter caído que proporcionou esta mudança de comportamento? Terá o BdP participado activamente num esquema do anterior governo com vista a empurrar o problema do Banif com a barriga, antecipando o fim da governação PSD/CDS-PP? Será apenas incompetência do regulador? Afinal de contas, onde andava Carlos Costa quando o semi-falido Banif emprestava milhões de euros à Rioforte? Ufa! São muitas conspirações. Hoje fico por aqui, na certeza que muito mais haverá a conspirar nos próximos dias. O blogue-jornal do ultraliberalismo nacional deixa a dica no ar: “Administrador do Estado travou tentativa para vender Banif à cerca de um ano”. Qual terá sido o motivo?

Foto: José Carlos Carvalho@Expresso

Comments

  1. joão lopes says:

    o psd não resolveu nada,e a tvi aproveitou para mandar retirar o dinheiro do banif.ou seja,a tvi manda mais que o estado.tal como a Globo.pelo que prevejo mais 20 donald`s trump`s a sair da linha de produção das ditaduras do secxxi.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Alterar )

Connecting to %s