A Europa da tragédia


Marco Faria

Vergonhoso. Na Alemanha, um humorista satirizou o presidente turco e os tribunais alemães vão julgá-lo com base numa lei do século XIX, tendo a abertura judicial sido autorizada pelo Governo de Merkel. Aí está mais uma boa razão para a Turquia nunca se juntar à União Europeia.
Ensinaram-nos que a Alemanha foi pioneira nas leis, em especial o BGB, o código civil que remonta a 1900, e que inspirou, por exemplo, o nosso Código Civil de 1966. O programa de TV foi retirado de emissão na ZDFneo (inacreditável!) e Angela Merkel, de quem se fala à boca cheia para se candidatar a secretário-geral da ONU, dá assim uma prova de como os estados se deixam acobardar pelos interesses diplomáticos, para evitar problemas incómodos. A Turquia é liderada por um presidente perigoso e intolerante, Recep Tayyip Erdogan. O Parlamento Europeu deveria pronunciar-se rapidamente sobre este caso, e talvez o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem possa repor alguma ordem nas leis alemãs.
O meu maior receio pessoal é que os serviços secretos turcos (MIT) possam estar a preparar o assassinato do humorista, porque ‪#‎Böhmermann‬, só sai à rua sob protecção policial. Isto recorda-nos a “fatwa” contra Salman Rushdie e isto não é um caso qualquer; isto é um nojo dentro das portas da Europa civilizada. Para que serve a União Europeia, Bruxelas, Estrasburgo, Haia, Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, Prémios Sakharov, Nobel e tantas instituições e mecanismos de tolerância, justiça e de alguma decência? Um poema satírico pode pôr à prova se os líderes europeus são ou não de uma pequenez absoluta, e o que podemos esperar da crise dos refugiados, do combate ao terrorismo, das alterações climáticas ou da crise industrial?
Cada vez que um humorista for calado, ou mais grave ainda, julgado, estaremos de volta à era da tirania. A Europa convive infelizmente muito mais com a tragédia do que se pensa.

Comments

  1. Ana Moreno says:

    Info: “O programa de TV foi retirado de emissão na ZDFneo (inacreditável!)” não é bem assim: A produtora e o próprio Jan Böhmermann decidiram não produzir a edição de 14.4. de Neo Magazin Royale e depois dessa data foi o próprio Böhmermann que decidiu fazer uma pausa de um mês, para férias e para “permitir que o público e a Internet voltem a concentrar-se nos assuntos realmente importantes como a crise dos refugiados, vídeos sobre gatos ou a vida amorosa de Sophia Thomalla” .O programa não foi retirado.
    E quanto às leis alemãs, foi anunciada por Merkel na mesma intervenção a abolição do tal parágrafo que já ninguém sabia que existia.
    Erdogan é o que já se sabe e por isso inaceitável e imprevisível.

  2. Dear Marco Faria,

    I have found my cartoon on your website
    Please get in touch with me – be (@) ausgezeichnet.com
    Best regards,
    Bernd Ertl

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Alterar )

Connecting to %s