Ditaduras acarinhadas pela direita nacional


TU

Se eu seguisse a cartilha de uns quantos académicos do ministério da propaganda, que catalogam de socialista tudo o que mexe à esquerda, como se o Syriza, o PS e a catástrofe venezuelana fossem a mesma coisa, diria que o que se passa na Turquia é o neoliberalismo em todo o seu esplendor, bastando para isso recorrer ao mesmo argumento dos iluminados – o facto do AKP de Erdogan ser um partido de direita, conservador e apologista do liberalismo económico.

Mas isso agora não interessa nada. Interessava saber, isso sim, o que têm os cruzados anti-esquerda a dizer sobre aquilo que se passa na Turquia governada pelos seus pares conservadores e liberais, que aproveitaram um alegado golpe de Estado para promover uma caça às bruxas e prender milhares de opositores do regime (mais de 13 mil até ao momento), e que ontem encarceraram mais 149 oficiais do exército e mandaram fechar 45 jornais, 16 canais de televisão, três agências noticiosas, 23 estações de rádio, 15 revistas e 29 editoras. Ficamos a aguardar.

Comments

  1. No Insurgente já dizem que o Erdogan é de esquerda.

  2. Já ninguém se lembra do 28 de Maio de 1926,são jovens ; não sabem e não pensam !!!

    • E porque não nos haveríamos de lembrar desse golpe fascista que tanto mal causou à nação?

    • Rui Manuel de Carvalho Pereira Cabral says:

      tenha a bondade de nos esclarecer. isto aqui é só miudagem. o meu amigo, como dizia o saudoso Salazar (para si), quantos anos tinha em 26?

  3. “Alegado golpe” diz o autor do post, e os turcos que levam pancadas e vão para cadeia quietamente são “carneiros” que não sabem falar, e dizer o que quer que seja, ou pelo menos “sou inocente”.

    Tenho amigos que acreditam o mesmo, que isso tudo não passa de uma conspiração organizada pelo AKP e o Erdogan. Depende na verdade tudo sobre o que nós acreditamos, se quisermos dizer que a terra é plana podemos sempre arranjar argumentos favoráveis.

    Para quem não queira acreditar, a Turquia já sofreu vários golpes militares. Nenhum dos golpes tinha como objetivo tornar a Turquia num país socialista, ou a favor dos trabalhadores. Os tais alegados golpistas (que são inocentes até provado o contrário em tribunal) não queriam trazer nenhuma democracia, ou alguma ditadura do proletariado, era sim, a direita pura e dura que queria acabar com a democracia. Daí que todos os partidos turcos, mesmo o de tendenciosamente separatistas curdos foram, e são contra a tentativa de golpe de estado na Turqia.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s