José Rodrigues (1936-2016)

© Fundação José Rodrigues

© Fundação José Rodrigues

A obra e os seus frutos continuarão nas ruas, na Fábrica Social – Fundação José Rodrigues, na Cooperativa Árvore, no Convento de Sanpayo, na Bienal de Vila Nova de Cerveira, entre tantos outros lugares.

Como tantos que algum dia se cruzaram com ele, também eu guardo o esboço de um anjo num guardanapo de papel.

Comments

  1. Afonso Valverde says:

    O José Rodrigues,

    É também um anjo de pessoa. Descanse em paz.

  2. doorstep says:

    Personagem cheia de recantos sombrios, principal beneficiário da execução de “obras” (muitos dizem “mamarrachos”) que ornamentam as rotundas com que mil e um autarcas se quizeram declarar amigos da “coltura”… e, de passagem, receberam comissões de intermediação/adjudicação (pelo menos segundo o próprio José Rodrigues).

    Para a maior parte das pessoas que privaram com ele, este Rodrigues não era boa peça. Mesmo nada boa.

Deixar uma resposta