Educação, o parente pobre do regime


trofa

Está em curso uma guerra de números que diz respeito ao valor alocado pelo OE17 à Educação. O governo afirma que a rúbrica sai reforçada com 180 milhões de euros, a oposição contrapõe argumentando que será aplicado um corte próximo dos 170 milhões de euros. Aparentemente, ambos os lados têm razão. O governo tem razão porque, face ao valor inicial apresentado no OE16, existe um aumento da verba disponível. Por seu lado, a oposição tem também razão porque, face ao total que se prevê gastar em 2016 – houve um aumento do investimento na Educação de 348,9 milhões de euros ao longo do ano, face ao inicialmente previsto – haverá, um decréscimo no investimento. Contudo, existe uma lacuna na argumentação da oposição, na medida em que, tal como aconteceu este ano, em 2017 poder-se-á verificar um novo aumento da verba gasta.

A Educação, num país a braços com uma crise que teima em não ir embora, e refém de um directório internacional que obriga a um atingimento de metas inconciliáveis com a manutenção de um estado social digno e a um serviço de juros de dívida incomportável, continua a ser o parente pobre do regime. Num país onde ainda se transferem milhões para o ensino privado, apesar dos avanços conseguidos durante esta legislatura, a escola pública sofre ainda com inúmeras insuficiências, da falta de material ao eterno amianto. Contudo, importa recordar que o OE15, o último da coligação PSD/CDS-PP, aplicou um corte superior a 700 milhões de euros face a 2014, pelo que não deixa de ser irónico que os partidos da defunta Páf se ponham agora em bicos de pés para protestar contra os alegados cortes que se prevêem para 2017. Uma sugestão para o ministro Brandão Rodrigues: corte ainda mais nos contratos de associação. Se a escola pública aguenta tantos cortes, eles também aguentam. Ai aguentam, aguentam!

P.S. A escola onde estudei do 5º ao 9º ano vai finalmente ver-se livre do amianto. Foi preciso vir uma geringonça para resolver a questão mas, ironicamente, será a Pàf local a lucrar eleitoralmente com o feito.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s