Os cidadãos possuem ou não o direito à informação e à verdade?


paulo-nuncio

Tiago Petinga – Agência Lusa

Núncio, não me venhas com tretas. A sério, por favor, não nos tentes engrolar.

Achas mesmo que ao ocultar as estatísticas da saída de capitais para offshores estavas a dar vantagem aos infractores e poderias estar a prejudicar o combate à fraude fiscal quando o próprio Estado tem leis e programas de recuperação (para não dizer que são autênticos programas de perdão fiscal; veja-se os juros que Ricardo Salgado pagou no âmbito do seu pedido de legalização de milhões que ilegalmente tinha nas suas sociedades offshore no âmbito dos RERT I,II,III) de capitais (não-declarados e não-taxados) feitos à medida das pessoas que os colocam? Essa é a desculpa mais esfarrapada que ouvi nos últimos tempos.


Podias ter dito a verdade ó Nuncio: não quiseste publicar essas estatísticas (das transferências de capitais para offshores) nem te deste ao trabalho de ordenar uma investigação caso-a-caso (porque existem casos em que a saída de dinheiro é legal) porque o que está em causa é o capital daqueles que te protegem, que te irão dar uma chefia numa empresa qualquer quando deixares o parlamento e que protegem, financiam e sustentam os teus líderes partidários e o teu próprio partido. Essa é a única leitura da tua declaração de interesses. O resto é pura treta. Sabes que neste país ainda existe gente que percebe um bocadinho de leis: como é que podes confrontar a tua mentira (a possibilidade de liquidação de impostos destes capitais até 2024) com o artigo 45º da Lei Geral Tributária?

Agora, obviamente, vens dar o peito às balas pela sobrevivência politica dos lideres do teu partido, bates no peito, pedes desculpa porque estavas em dúvida e sais de cena como se nada tivesse acontecido, como se nenhum cidadão estivesse a ser prejudicado pelo facto de andarem por aí milhões de milhões pertencentes à rés pública a voar. Mas tu Núncio, tu serás um dia recompensado pela tua fidelidade!

Contudo, pelo meio, cometeste o pecado capital da governação: ocultaste informação, ocultaste a verdade. Ocultaste durante meses. O PCP fez várias perguntas a respeito deste tema. Qual foi a resposta? Nenhuma! Nenhuma! Portanto, pior que a falta de respeito pelo erário público foi a tua falta de respeito perante os cidadãos, em especial perante os pequenos contribuintes, aqueles que são sempre chamados para pagar o pato que os donos disto tudo comem com especial serventia.

Comments

  1. Paulo Só says:

    Ele tem filhos, coitado. Prefere confessar que pecou a deixá-los ao desabrigo. Estas pessoas têm muito medo do desemprego, preferem passar vergonha a passar fome.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s