A escolha de Bruno de Carvalho


João Borba

Ontem, se tivesse votado nas eleições do Sporting, votaria em branco.

Bruno de Carvalho fez um mandato de 4 anos globalmente positivo.

– Voltámos a ser “algo” no panorama nacional
– Voltámos a ter uma equipa competitiva
– A dívida está reestruturada (mas até 2025 temos metas financeiras bastante exigentes)
– Voltámos a ter casas cheias em Alvalade
– Estamos a rentabilizar a maior parte do ativos, em particular no ano passado com as vendas fantásticas de Slimani e João Mário
– O número de sócios aumentou
– O Pavilhão João Rocha está quase aí (e eu contribuí, com todo o gosto)
– Apesar de não estar no ponto, melhorámos muito em termos de scouting
– No Futsal somos os reis disto tudo
– Uma ligeira melhoria nas restantes modalidades, em particular no andebol.

Mas existem outros tristes episódios negativos que têm de ser uma lição para melhorar:– Falta de projeto sólido e consistente na equipas principal de futebol, com prejuízo total na performance da equipa a médio e longo-prazo. Apenas houve “algum” projeto no ano passado, em 2013/2014 o Leonardo Jardim já estava na rua em Abril, em 2014/2015 o Marco Silva já estava “na rua” em Janeiro e neste ano, o Sporting está fora de todas as competições em Janeiro, tendo o catedrático no banco a ganhar o que ganha e uma equipa que mudou em 40% no mercado de Janeiro.
– Inexistência de projeto na equipa B. O que esta equipa B é…nunca foi o que Bruno de Carvalho falou que seria o projeto em 2013, quando foi eleito. Quem tiver dúvidas, que volte lá aos rabiscos…
– Se melhorámos no scouting, estamos sem capacidade de negociação para adquirir essas boas oportunidades, principalmente quando estas se arrastam e permitem que o adversário roube o ativo, casos de Danilo, Cervi, Carrillo e Mitroglou (e Marega, mas estou a falar de jogadores de futebol…)
– Falta de capacidade de comunicação externa, a meu ver uma falha absolutamente absurda do meu clube. Basta olhar para Benfica e FC Porto e perceber como é que eles se defendem e abordam os temas quentes do nosso futebol. Goste-se ou não, existe competência na comunicação externa deles. Na nossa? Nem por isso.
– Polémicas excessivas em torno do Sporting, umas vezes com razão, outras vezes sem razão e que só servem para alimentar a imprensa contra o Sporting e contra o próprio Bruno de Carvalho.
– Preocupação excessiva em relação a fatores externos que em nada podemos controlar, como as arbitragens, e tendo ou não razão.
– Tirando futsal e atletismo, época 2016/2017 totalmente desastrosa em todas as modalidades principais (futebol – equipa A e B, andebol e hóquei em patins).

Para mim a leitura é simples…não estamos a olhar para dentro.

imprensa e os próprios Sportinguistas estão demasiado focadas no Bruno de Carvalho, quase como um culto de personalidade. Este, por sua vez, vai nas cantigas e este está demasiado focado nas Doyens, nos Benficas e em abrir guerras desnecessárias que em nada favorecem o Sporting.

Já eu…estou preocupado com o meu Sporting.

E é isso que eu quero o Bruno de Carvalho faça nestes próximos 4 anos…que se preocupe com o Sporting.

Em suma, não é uma questão de gostar ou não gostar de Bruno de Carvalho, mas sim no sucesso do meu Sporting.
E por isso é que digo que, nos próximos 4 anos, o sucesso do Sporting estará diretamente interligado, em grande parte, a uma mudança positiva de atitude por parte do presidente e que também englobe, desde já, uma mudança de direção em termos estratégicos. Bruno de Carvalho terá que ser menos adepto, diretor desportivo, treinador adjunto e ser um presidente, algo que devia ter sido mais vezes durante 4 anos.

Se não o for…e se não olharmos para dentro, espero estar enganado, mas serão mais 4 anos muito difíceis e onde não prevejo um campeonato nacional. A não ser que caia um campeonato aos trambolhões, como foi com o Trapattoni no Benfica em 2005 (mas se assim for, não me queixo).

E não, eu não me esqueci que o Bruno prometeu um campeonato nacional neste mandato. Infelizmente, ninguém o viu. Que a próxima promessa que fez se concretize (2 títulos em 4 anos). Mas por isso é que eu não faço promessas…

Comments

  1. nilmamacedopaulinoblog;wordpress.com

  2. Lindo seu BLOG!!! Estou seguindo!!! Siga o meu também!!! Beijos!!!

  3. Paulo Marques says:

    “Goste-se ou não, existe competência na comunicação externa deles. ”
    Bem, os portistas discordam muito dessa opinião, a comunicação externa, quando existe, tem servido na última década mais para atacar quem critica as negociatas da direcção do que para defender o clube.

  4. Luís Coelho says:

    Sou um benfiquista de meia pantufa: nunca fui ao estádio da luz e só vejo jogos em sinal aberto já que o único canal desportivo a que acedo é o Eurosport.
    Mas tenho uma filha sportinguista, como haverá sportinguistas com familiares de outros clubes.
    Ora ontem, nas comemorações, BdC disse qq coisa do género “bardamerda para quem não é sportinguista” (aspas minhas).
    Com esta elevação não adivinho muitas taças para o vosso grande clube.

  5. db@db.pt says:

    “(e Marega, mas estou a falar de jogadores de futebol…)”

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s