Efectivamente, não pode ser

The people ahead of them are shooting up to the stratosphere, and then comes the scapegoating.

Noam Chomsky

***

Amigo atento enviou-me esta primeira página, com palavra criada exclusivamente para a norma portuguesa pelo Acordo Ortográfico de 1990. É sabido, desde d’Andrade e Viana, que a ‘rutura’, além de inventada, é “injustificada”. Contudo, ei-la.

Além disso, tratando-se do presidente da direcção do Sporting, a grafia correcta é ‘ruptura’.

Exactamente.

Aliás, como é sabido, pelo menos desde que se leu aquilo que ainda há pouco escrevi («palavra criada exclusivamente para a norma portuguesa pelo Acordo Ortográfico de 1990»), no Brasil, [Read more…]

Os incendiários mandam no quartel dos bombeiros

O futebol, goste-se ou não, é um fenómeno social com um peso desmesurado na vida da tribo. É importante, claro, ir educando os elementos da tribo no sentido de darem menos importância ao futebol e, sobretudo, às respectivas ramificações, como sejam os inúmeros programas de aparente debate em que cada lance, repetido dezenas de vezes, é considerado gravíssimo ou inócuo, conforme a cor do comentador.

Na verdade, verdadinha, sobre futebol pouco ou nada se diz. Em teoria, é um desporto praticado por duas equipas de onze; na prática, os únicos agentes desta modalidade são os árbitros. Como se isso não bastasse, os adversários passaram, de facto, a ser inimigos, com reflexos que vão desde insultos até mortes, numa confirmação de que somos homo mas sapiens não e muito menos sapiens sapiens.

Neste fim-de-semana, depois de um intenso Sporting-Benfica, Luís Filipe Vieira veio acrescentar uma mangueirada de gasolina a um incêndio que lavra imparável, sem extinção à vista. Segundo o que percebi, Bruno de Carvalho convidou o presidente do Benfica para assistirem juntos ao clássico, na tribuna do Estádio de Alvalade. Por uma vez, parece-me que o presidente do Sporting teve um gesto nobre, que, de tão raro, faz pensar na atitude do pobre diante de uma esmola demasiado grande. Aceitar-se-ia, portanto, que Luís Filipe Vieira, depois de ter sido mandado “bardamerda” em conjunto com todos os que não são sportinguistas, entre outros mimos, tenha recusado o convite. [Read more…]

A escolha de Bruno de Carvalho

João Borba

Ontem, se tivesse votado nas eleições do Sporting, votaria em branco.

Bruno de Carvalho fez um mandato de 4 anos globalmente positivo.

– Voltámos a ser “algo” no panorama nacional
– Voltámos a ter uma equipa competitiva
– A dívida está reestruturada (mas até 2025 temos metas financeiras bastante exigentes)
– Voltámos a ter casas cheias em Alvalade
– Estamos a rentabilizar a maior parte do ativos, em particular no ano passado com as vendas fantásticas de Slimani e João Mário
– O número de sócios aumentou
– O Pavilhão João Rocha está quase aí (e eu contribuí, com todo o gosto)
– Apesar de não estar no ponto, melhorámos muito em termos de scouting
– No Futsal somos os reis disto tudo
– Uma ligeira melhoria nas restantes modalidades, em particular no andebol.

Mas existem outros tristes episódios negativos que têm de ser uma lição para melhorar: [Read more…]

No rumo certo

bruno carvalho.png

O meu grande Amigo Francisco (porque amigos presentes como o Francisco como o Ricardo, como o João, como a Ana, como o António, como o Fernando, como a Eva, no fundo como todos os que tenho aqui nesta grande família que é o Aventar, escasseiam) tinha razão quando aqui escreveu que Bruno de Carvalho estava no rumo certo.

Efectivamente.

Uma grande “sova”, pá. De Sportinguismo, em primeiro e único lugar. Estamos mais vivos que nunca.

[Read more…]

Eleições no Sporting: O milagre da multiplicação

18 755 votantes, 83 244 votos. Este é que é o verdadeiro milagre.

Luis Filipe Vieira; as mil formas de coacção e o ódio, aquele sentimento visceral

vieira

Vi com a máxima atenção a entrevista exclusiva que a CMTV levou a cabo na noite de ontem a Luis Filipe Vieira. Pela primeira vez concordei com algumas das posições do presidente do Benfica, apesar de continuar a discordar do seu método de actuação.

Cumpre-me saudar o facto do presidente do Benfica ter sido um dos primeiros dirigentes senão mesmo o primeiro a admitir que um erro de arbitragem beneficiou o seu clube, mesmo apesar da habitual (clássica) tentativa de spin para o lance do penalty que ficou, a meu ver, injustamente por marcar em Setúbal. Continuo a acreditar, em questões de arbitragens que não existem erros admissíveis assim como continuo a acreditar piamente que em relação ao meu clube, indiferentemente da postura mansa ou agressiva dos nossos presidentes e dirigentes, existe (factualmente) uma postura por parte da arbitragem, dos seus dirigentes e das influencias que historicamente os movem ou moveram uma intenção deliberada de errar para o segregar e para o excluir das vitórias. Se acredito que existem árbitros que erram por clubite aguda ou por instruções de terceiros? Se acredito que existem encomendas? Claro que acredito. Faz parte do futebol. O que não faz parte do futebol é errar sempre para o mesmo lado. Tanto erro, para o mesmo lado, é uma evidência clara de um futebol altamente viciado, que a continuar assim, diga-se a bom da verdade, irá afastar investidores e consumidores.

[Read more…]

Carlos Pinho mente! Reposição pública da verdade

carlos-pinho

“Sabe que sou uma pessoa que também me controlo” Carlos Pinho, presidente do Arouca, ontem, em declarações à Rádio Renascença (2º ficheiro na peça; minuto 0:46)

Em primeiro lugar, voltemos a repor as imagens captadas pelas cameras de video vigilância do local do acontecimento ocorrido entre Bruno de Carvalho e Carlos Pinho nos corredores de acesso aos balneários do Estádio José de Alvalade

Momento 1: Carlos Pinho vem acompanhado do balneário do Arouca e vai direito a Bruno de Carvalho com o braço no ar. Segue-se a troca de argumentos e a tal cuspidela de que queixa o presidente do Arouca nas declarações proferidas ontem à Rádio Renascença. Até concordo que indiferentemente do acto, se foi uma cuspidela ou uma simples libertação de vapor para a cara do presidente do Arouca, o acto em si foi uma tremenda falta de educação e de bom senso do presidente do Sporting.

Momento 2: Já libertado da confusão, o presidente do Arouca, continua obviamente emocionalmente “controlado”. O controlo das suas emoções era tanto e tão visível que passa imediatamente a agredir o assistente de recinto desportivo que o tentou acalmar e afastar da confusão.

[Read more…]

Pedro Madeira Rodrigues – descubra as diferenças

pedro-madeira-rodrigues

1. Jorge Jesus

Aquando da apresentação da sua candidatura a 27 de Dezembro de 2016 “Jorge Jesus é o treinador do Sporting. Tudo farei para não prejudicar ou influenciar a carreira desportiva do Sporting. Tenho esperança de que ainda com Jorge Jesus seremos campeões esta época”

Ontem: «Isso reforça aquilo que eu já sabia, que o projeto que quer continuar a apoiar é o de Bruno de Carvalho e não o meu. É um descanso para os sportinguistas porque sabem que, a partir de 5 de março, vão ter alguém diferente a treinar a equipa. Não há qualquer dúvida»

No dia 22, em declarações à TVI 24: “Não vou pagar nem mais um tostão, ele vai pedir a demissão. O Sporting já pagou muito dinheiro a Jesus para termos a Supertaça e agora termos de o ouvir dizer que vamos lutar pelo segundo lugar. O Jorge Jesus vai-se demitir, não tenho qualquer dúvida. O projeto de Jorge Jesus acaba dia 4 de março. Eu não vou ter de o indemnizar.

Hoje, em declarações: “Vamos ter um treinador melhor do que este. Lembro-me de não dormir quando Jesus disse que uma arbitragem vergonhosa tinha sido ‘limpinho, limpinho. Jesus é um homem de carácter e saberá como sair pelo seu próprio pé”

Como é que um treinador que vai sair pelo seu próprio pé, o que de resto não vai acontecer, a 5 de Março, poderá vir a ser campeão no final desta temporada?

[Read more…]

Não me venham falar de virgens ofendidas – o Sporting merece mais respeito!

sporting-1

O golo bem validado ao Marítimo na 1ª parte. Denote-se que num lance destes, o árbitro tem que estar atento obrigatoriamente a dois pormenores.

sporting-2

Na 2ª parte, o mesmo auxiliar, no mesmo ângulo de visão, com uma linha espacial de passe bem menor do que aquela que tinha na 1ª parte para analisar no lance do golo do Marítimo, com Bast Dost no campo de acção directa do olhar (enquanto que no lance do Marítimo, o árbitro tinha que estar atento a dois pormenores: ao momento do passe a 40 metros de distância da linha defensiva e ao posicionamento dos homens que estavam dentro da área) viu um fora-de-jogo inexistente e o árbitro João Pacheco só decidiu apitar quando viu que Ruiz tinha ultrapassado Charles, encontrando-se completamente isolado para dar o toque final…

A minha pergunta de partida para este post é a seguinte: Se o lelé da cuca Madeira Rodrigues for eleito e o Bruno de Carvalho e o Jorge Jesus forem queimados em praça pública como se fazia no tempo da Inquisição, fazem o favor de nos deixar em paz?

[Read more…]

Bruno de Carvalho no rumo certo

quando escreve projecto. Bruno de Carvalho no rumo errado quando escreve técnico-tático. Prefira-se o rumo certo.

Basta! O Sporting precisa de uma reflexão urgente

dost

Como já escrevi em determinadas ocasiões neste espaço, sou um Sportinguista puro, doente, a roçar o fanático há 29 anos. A minha relação com o Sporting é una: nunca abandonei o apoio a este clube nos maus momentos, fazendo sempre das tripas coração para o ver quando financeiramente o posso e não o posso fazer, estando a equipa de futebol, de hóquei, de andebol, de futsal, de ginástica ritmica a ganhar ou a perder, a golear ou a ser goleada, com ou sem títulos nas últimas temporadas. Quando o mês está a correr mal e estica mais do que aquilo que era devido. Quando a tristeza assola mais a alma do que a alegria. Quando o Godinho, o Soares Franco, o Bettencourt e toda aquela tralha de Cascais que acha que somos raia miúda e que jamais deverá governar os destinos do clube, nós os Sportinguistas que nos fundimos com o clube, que o tomamos como uma parte muito importante das nossas vidas, com o mesmo quase acabaram. Quando, com este grande amor que nos possui durante 365 dias por ano, 24 horas por dia, que levamos ao peito ao frio, à chuva, que transportamos  como capa quando os rivais nos escarnecem dos nossos sucessivos fracassos, que nos enche de orgulho e de lágrimas, ao ponto de não querermos ir à escola, de não conseguirmos desfrutar de uma refeição como deveria ser desfrutada quando perde aquele jogo importante.

[Read more…]

A verdade dos fatos: exactamente, dos fatos

renato e quaresma

Foto Olimpik/NurPhoto via Getty Images (http://bit.ly/29dJeqz)

Après avoir assumé quatre mises à mort par l’élimination dramatique de ses camarades, après avoir manqué trois estocades, il réussit pleinement la quatrième et nous lui dûmes ce spectacle : le taureau, l’épée enfoncée jusqu’à la garde, traversa lentement toute la piste afin d’aller se coucher et mourir près de la barrière.

— Jean Cocteau, “La corrida du 1er mai

Quoi que je fasse, elle est toujours là, cette pensée infernale, comme un spectre de plomb à mes côtés, seule et jalouse, chassant toute distraction, face à face avec moi misérable, et me secouant de ses deux mains de glace quand je veux détourner la tête ou fermer les yeux. Elle se glisse sous toutes les formes où mon esprit voudrait la fuir, se mêle comme un refrain horrible à toutes les paroles qu’on m’adresse, se colle avec moi aux grilles hideuses de mon cachot ; m’obsède éveillé, épie mon sommeil convulsif, et reparaît dans mes rêves sous la forme d’un couteau.

— Victor Hugo, “Le Dernier Jour d’un condamné

***

Ao contrário daquilo que publicações portuguesas têm andado a insinuar («nunca neste Euro a seleção dominou os seus adversários nos cinco encontros que disputou»), a revista Le Point deu opiniões ortograficamente exemplares:

Car jamais dans cet Euro la Selecção n’a dominé ses adversaires lors des cinq rencontres qu’il lui a été donné de disputer.

La Selecção a subi le jeu et les assauts croates pendant 117 minutes jusqu’à ce but de Ricardo Quaresma d’une cruauté sans nom.

Exactamente: Selecção.

selecção

Quanto àquilo que costuma acontecer no sítio do costume [Read more…]

Muito bem, Bruno de Carvalho

«Começo por fazer notar que o texto […] não se rege pelo acordo ortográfico». Excelente.

Sporting também vai ser condenado?

Ou o facto do seu Vice-Presidente ter sido condenado no exercício das suas funções e procurando “obter vantagem para o seu clube” não é relevante?

Bruno de Carvalho 15 – 0 A Bola

O presidente do Sporting escreve: “o porquê de estarmos a pagar simultaneamente a 5 treinadores e respectivas equipas técnicas”. A Bola traduz: “o porquê de estarmos a pagar simultaneamente a 5 treinadores e respetivas equipas técnicas”. Ah! A silenciosa resistência!

Jardim vs. Bruno e a Arte de Bem-Foder

????????????????Entre o actual presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e o actual treinador do Sporting, Leonardo Jardim, vai a enorme distância entre a ejaculação precoce crónica e a arte de bem foder habitual. [Read more…]

Total desrespeito pela instituição Sporting Clube de Portugal

RTP SCP

 

A Direcção do Sporting Clube de Portugal acusa um dirigente do Futebol Clube do Porto de “conduta inqualificável de total desrespeito pela instituição Sporting Clube de Portugal”. Em meu entender, esta acusação deve aplicar-se mutatis mutandis à RTP. Tratando-se de uma transcrição e ainda por cima quando na RTP se garante a “adopção de tecnologia, técnicas e equipamentos que proporcionem a melhoria da qualidade ou eficiência do serviço público de televisão”, este episódio é, no mínimo, lamentável.  Haja respeito.

 

Post scriptum: *retratassem do comunicado — como episódicas ocorrências de ‘contracto’, ‘conductor’ e ‘traducção’ — poderá servir a alguns paladinos do AO90 para justificarem a supressão das consoantes não pronunciadas. Trata-se de argumento já utilizado, mas falacioso. Para as arestas serem limadas, não é preciso destruir-se o sistema.

 

Leonardo Jardim é um leão

Para começar, fez questão de conhecer pessoalmente a mulher de Bruno de Carvalho.

Contagioso

Bruno de Carvalho estava agora mesmo a falar à Gaspar. Lentamente, julgando severamente o passado e a falar de um Sporting Novo, sem milagres, a não ser aquele que constituiria por si só um: «dar alguma inteligência a alguns jornalistas».

Foi em directo nas TV. Gasparizar o paleio já faz escola. É contagioso, sobretudo quando se quer ser muito, mas mesmo muito sério e ter margem para falhar muito, mas mesmo muito a sério.

%d bloggers like this: