Como é que se chama quem critica sem se sujeitar à crítica? 

Chama-se com milho.

Dijsselbloem recusa ir ao Parlamento Europeu depois de declarações polémicas.

Comments

  1. Ana A. says:

    A culpa é dos povos do Sul não terem capacidade para interpretar as mui inteligentes “metáforas” dos iluminados do Norte. Mas nós chegamos lá! Basta a vida começar a correr-nos bem, e lá estaremos nós a fazer o mesmo aos que estão ainda mais a sul…

  2. doorstep says:

    É evidente que não tem nada que ir dar água sem caneco ao parlamento europeu!

    O “eurogrupo” não tem existência legal, é assim tipo uma associação de servas de nossa senhora fieis ao euro, sem fins lucrativos (excepto o de aconchegar o pároco quando tem crises de sarna), e que funciona no estricto âmbito de fábrica de igreja.


  3. Todos já percebemos o que a UE representa um verdadeiro equivoco que passa ao lado dos verdadeiros interesses dos povos europeus. É um espécie de campeonato em que as regras são discutidas e aprovadas a 2 indo a países como Portugal a reboque recebendo como contrapartida uma paletes de euros que foram direitinhas para os os Amorins/UGT deixando e ficando o povo a berrar. Escroques como Barroso e
    Dijsselbloem apenas servem de paus de cabeleira.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.