As escutas, as falsas transcrições e a sua autoria

O Jorge do Fliscornio acusa João Grave Rodrigues de ser o autor das falsas transcrições das escutas. O raciocínio que segue parece-me bem esgalhado, contrariando a minha tese de que quem o fez apenas se estava a divertir, e o fez mal e porcamente.

Pode ser, e claro que pode não ser, e tal como muita coisa dificilmente se saberá ao certo.

Bem vistas as coisas imaginar um diálogo telefónico entre Vara e Sócrates é um exercício de ficção aliciante.

É esse desafio que deixo aos nossos leitores, e aos meus colegas: imaginem um destes diálogos. Prometemos publicar, dentro das regras da casa, que passam pelo bom senso de à custa da ficção ser má ideia insultar terceiros.

Enviem os vossos textos para aventarblog arroba gmail.com.

Cá os esperamos.

 

Comments


  1. Nada disto é inocente, não se brinca com coisas sérias e muito menos um advogado.

Trackbacks


  1. […] Vara e José Sócrates. Já falámos disso, e porque a criatividade e imaginação quando nascem são para todos propomos aos nossos leitores um desafio literário: escreva a sua […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.