A réplica e o original

   Na vertigem mediática e blogosférica dos tempos que correm, uma réplica mereceu recentemente mais destaque do que o original. Compreende-se, seja pelo teor da notícia, seja porque, convenhamos, seria difícil utilizar o original para perpetrar a agressão.

   Desfeita a espuma volátil do fait-divers, voltemos agora ao esplendor monumental do Duomo de Milão.

P1020746

 

   Nunca o tinha visto como agora, tão limpo e branco, o mármore tão aparentemente acabado de talhar. Tendo em conta os quinhentos anos que demorou a sua construção, é possível que nenhuma outra geração o tenha visto desta forma, com as suas 3400 estátuas tão inesperadamente resplandescentes, os fantásticos vitrais absolutamente recuperados, a Madonnina refulgente como nos primeiros dias. Mark Twain – e suponho que não só –  considerava o Duomo a primeira entre as obras feitas por mãos humanas.

P1020760

 

   Eu não digo tanto, mas não consigo ir a Milão sem o visitar, vez após vez.  No entanto, para mim, apesar de toda a sua monumentalidade, beleza e, acreditem, leveza, a obra mais impressionante presente no Duomo encontra-se, quase discretamente, no seu interior e mantém inalterada a patine do tempo. Trata-se da figura de S. Bartolomeu ( Miguel Angelo pintou-a no Juízo Final, na Capela Sistina, segurando a sua própria pele ) de Marco d’Agrate (1562 ) esfolado vivo, uma das maiores representações do sacrifício, da brutalidade e da intolerância humanas.

File:SanBartolomeoDuomo.JPG

 

 

Comments

  1. Luis Moreira says:

    É, realmente, de uma beleza extraordinária. Conhecia a estátua mas não a história.

  2. Pedro says:

    Quem a vê não esquece, Luís. Menos ainda se souber o que representa.
    Miguel Angelo pintou-o assim e há quem afirme que se auto-retratou na “pele” ( é um trocadilho, mas não é ironia ) de S. Bartolomeu.


  3. Nunca fui, infelizmente, a Milão. É uma falha grave para quem, como eu, adora Itália. Por isso, caro Pedro, obrigado por aguçares o meu apetite – tenho de mostrar à minha “maria” esta posta a ver se me convida para um fim-de-semana em Milão!!

  4. Pedro says:

    Vale bem a pena, Fernando. Um fim-de-semana é pouco mas dá para ver algumas coisas. Posso sempre dar umas dicas.

  5. Fernando Moreira de Sá says:

    Obrigado.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.